JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Pelo menos 15 grupos de pessoas não podem doar sangue

As exigências têm como base legislação nacional e internacional

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

18/06/2019 - 00:00:00. - Por Marília Mayer Última atualização: 18/06/2019 - 14:01:41.

Reprodução

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que 1,6% da população brasileira é doadora de sangue. Embora o percentual esteja dentro do previsto pela Organização Mundial de Saúde, as exigências que devem ser cumpridas excluem cerca de 15 grupos. Saiba aqui quais são.

A maioria dos grupos é deixada de fora por tempo determinado por apresentar questões que podem impactar na qualidade do sangue. É o caso de quem faz uso de medicamentos contínuos, como ansiolíticos e antidepressivos.

Além disso, a exclusão por até um ano de pessoas que têm acupuntura e piercing, que fizeram maquiagem definitiva ou tatuagem têm impacto negativo, conforme análise do coordenador do Hemocentro Regional de Uberaba, Paulo Roberto Juliano.

“É um fator que impacta negativamente no estoque, por isso a gente contagia os doadores tentando conscientizar desde a faixa etária mais jovem, aquela de média idade e de idade mais avançada. Realmente pode impactar negativamente, mas não há estudos documentando isso”, analisa.

LGBT. Por algum tempo, homossexuais eram impedidos de doar sangue por serem incluídos na população com comportamento de risco. Atualmente têm os mesmos direitos da população heterossexual garantidos por lei. O checklist para viabilidade de doação é rígido, mas não exclui o doador somente pela orientação sexual. “Existem situações polêmicas que a gente prefere não entrar na discussão, pois o nosso objetivo é captar mais doadores e atender com segurança os pacientes e doadores”, finaliza o coordenador do Hemocentro.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia