JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 24 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Assim como em Uberaba, telefonia lidera reclamações no Procon de MG

De mais de 8 mil reclamações registradas, 15% estão relacionadas ao serviço prestado por operadoras de linhas fixas e celulares

- Por Geórgia Santos Última atualização: 21/02/2018 - 07:15:59.

Reprodução


Quanto a Uberaba, de 15 empresas relacionadas entre as mais reclamadas na Fundação Procon, cinco são operadoras

Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) divulga balanço de 2017 e o setor de telefonia celular e fixa lidera o ranking de reclamações. De acordo com dados divulgados, no ano passado o Procon mineiro registrou 8.027 reclamações, sendo que 15% destas se relacionam ao serviço de telefonia celular e fixa. Em Uberaba, a situação é semelhante.

Conforme os dados repassados pelo órgão de defesa do consumidor de Minas Gerais, desde 2013 o setor lidera o ranking. Em seguida, vem os combos (telefone, TV e internet) e queixas de cartão de crédito. Segundo o Procon, mais de 86% das reclamações foram solucionadas.

Quanto a Uberaba, conforme o levantamento divulgado pelo Procon no mês passado, no ranking dos 10 segmentos mais reclamados em 2017, no topo da lista estão os bancos comerciais. Entre os 10 problemas mais reclamados a cobrança indevida sobressai. E na lista das empresas mais citadas, o setor de telefonia assume os dois primeiros lugares da lista: a primeira com 806 reclamações e a segunda, com 594. Inclusive, na lista completa, que possui 15 empresas, além do primeiro e segundo lugar, o setor assume outras colocações: quinta, décima, décima segunda e décima quarta.

“A situação nos preocupa sim, uma vez que a telefonia é um serviço essencial, tanto no uso da internet, quanto no serviço de telefonia propriamente dito. Os números são significativos e todas as empresas do setor na região aparecem na lista das empresas mais reclamadas”, explica a chefe do Departamento de Pesquisa, Projetos e Convênios do Procon de Uberaba, Elizabeth Beatriz Freitas.

Diante desta situação, o Procon municipal está convocando as empresas que lideram o ranking de reclamações com objetivo de tentar melhorar a prestação dos serviços na cidade e, consequentemente, reduzir o número de ações dos clientes. “Estamos iniciando esse trabalho e será gradativo. Nas reuniões que já tivemos, pelo que pude perceber, elas se preocupam e tentam resolver. Mas o problema é na ponta, nos vendedores, as nossas maiores demandas são de ofertas não cumpridas”, afirma.
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia