JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 28 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Água suja e com mau cheiro sai das torneiras do Gameleiras

Codau esteve no local e realizou vistoria e a limpeza das caixas de água dos consumidores que reclamaram da ocorrência, sendo que técnicos continuarão monitorando

- Por Letícia Morais Última atualização: 05/11/2016 - 23:42:26.

Foto/Neto Talmeli

Morador mostra garrafa com a água suja que saiu da torneira de sua casa, problema que mobilizou equipes do Codau na manhã de ontem

Moradores do Parque das Gameleiras reclamam de água suja e com mau cheiro saindo das torneiras no bairro. O problema, segundo eles, está ocorrendo na rua Pedro Siega, especialmente entre os números 300 e 356. Os moradores disseram que um vazamento de esgoto na rua teria contaminado a rede de água.

De acordo com o porteiro Antônio Rodrigues, na tarde de quinta-feira (3), os moradores ficaram um período do dia sem água em função de uma manutenção da rede do Codau (Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba) e, quando voltou, ela escoou suja nas torneiras e com mau cheiro. “Quando soltaram a água novamente, veio suja, com cor de barro e com um cheiro insuportável”, afirma. A mesma situação ocorreu na casa do morador Décio Ferreira Silva.

Já o aposentado Valdeci Alves disse à reportagem que, sempre que chove, a casa dele enfrenta problemas, porque o esgoto volta, ficando com cheiro desagradável. “Eu fiz o sistema de drenagem da água, autorizado pela PMU, mas eu acho que os demais não fizeram. Quando chove, a minha casa fica prejudicada. Precisam fiscalizar essa situação”, solicita o morador.

Quando a reportagem do Jornal da Manhã foi ao bairro, as equipes do Codau estavam no local para recolher amostras e realizaram a limpeza na caixa de água do morador Antônio Rodrigues.

Por meio de nota, o Codau confirmou a realização de vistoria minuciosa nos imóveis que apresentaram mau cheiro na água. “A rede de água foi verificada e não há indícios, no momento da vistoria, de qualquer contaminação. Os procedimentos adotados foram: descarga na rede e no hidrômetro e a limpeza das caixas de água dos dois imóveis”, esclareceu a autarquia. O Codau garantiu ainda que continuará a investigação no local e na rua Pedro Siega para averiguar o problema e atender à reclamação dos moradores.

Quanto ao retorno de esgoto, o Codau disse que “este é um problema bastante recorrente em várias partes da cidade. Em geral, o que provoca o entupimento é a ligação clandestina (interna dos imóveis) de água pluvial na rede de esgoto”. A nota destaca que o volume de esgoto acrescido da água da chuva lançado dentro da rede se torna excessivo e por isto ocorre o retorno nos poços de visita (nas ruas) e dentro dos imóveis localizados próximo às situações clandestinas. “Observa-se que a rede de esgoto é projetada apenas para receber o esgoto, e não para comportar um volume maior com a água de chuva, o que provoca o retorno”, diz a nota.

O Codau informou ainda que ontem realizou o desentupimento da rede na rua Pedro Siega, que ficou totalmente entupida por conta dos materiais que são carregados para dentro da rede de esgoto, gerados pela situação acima descrita.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia