JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 31 de março de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Provas de 1,3 mil inscritos no Enem em Uberaba são adiadas

Avaliações seriam aplicadas no Centro Educacional da Universidade Federal, que está ocupado por estudantes que protestam contra a PEC 241 e a reforma do ensino médio

- Por Thassiana Macedo Última atualização: 03/11/2016 - 09:54:44.

 Jairo Chagas


Alunos, com apoio de movimentos populares, realizaram "Manifestação de Resistência" nas escadarias da instituição

Em coletiva realizada ontem no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a presidente Maria Inês Fini informou que 191.494 dos 8,7 milhões de inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não poderão fazer a avaliação no próximo fim de semana, em razão de 304 ocupações em colégios e universidades listados como locais de provas. Entre eles estão cerca de 1.317 inscritos para a prova no Centro Educacional da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

Segundo Maria Inês Fini, o Enem 2016 será realizado normalmente nos dias 5 e 6 de novembro para 97,78% dos inscritos em todo o país, enquanto os estudantes afetados pelas ocupações não serão prejudicados e farão nova prova nos dias 3 e 4 de dezembro. Eles já começaram a receber os avisos sobre o adiamento e a nova data, na noite de ontem, por SMS, e-mail ou na página de inscrição do estudante. Será possível, ainda, acessar o aplicativo Enem 2016 ou se informar pelo 0800-616161. Porém, o novo local das provas ainda não será informado neste primeiro contato.

De acordo com a presidente do Inep, a mudança dos locais de prova na véspera da aplicação coloca em risco a segurança do Enem. O exame exige um plano logístico de distribuição do material, com rotas pré-definidas, escoltas policiais e efetivo policial destacado para a operação. A alteração desses locais implica em reprocessar todo o material para readequação da nova logística. O local requer, ainda, estrutura mínima para receber a aplicação, ter acessibilidade para deficientes físicos, como banheiros adaptados, mobiliário adequado para cadeirantes, surdos, cegos e à faixa etária, além de salas extras e estudo de plano de risco.

O Inep ressalta que a nova aplicação das provas será em tempo hábil para a utilização dos resultados no Sisu, Fies e Prouni. Do ponto de vista da prova, os novos itens serão equivalentes, de modo a garantir a isonomia do Enem. Quanto aos prejuízos financeiros dessa nova aplicação, o Inep informa que ainda não sabe o valor exato. “Mas certamente serão elevados, uma vez que será necessário imprimir e distribuir novas provas, contratar novos locais de aplicação e fiscais de prova, depois corrigir essas provas. Ou seja, é toda uma nova logística completa.”

Movimentos populares e estudantes realizam “Manifestação de Resistência”. Movimentos populares da cidade e estudantes que participam da ocupação no Centro Educacional e Administrativo da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) realizaram na noite de ontem ato denominado “Manifestação de Resistência” nas escadarias do prédio. A coordenação do movimento diz que a ocupação continua inalterada, cumprindo todos os pontos acertados com a reitoria da instituição, buscando evitar qualquer prejuízo a alunos que, porventura, tenham de acessar os setores que funcionam no local. Cerca de 200 pessoas se reuniram nas escadarias da instituição, onde aconteceram pronunciamentos de lideranças populares e apresentações artísticas. Os integrantes do movimento dizem que será mantida a sistemática de reuniões com a reitoria e demais setores da direção da universidade às segundas-feiras.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia