JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 01 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Deputado propõe pagamento de salários por meio de moedas virtuais

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

22/11/2021 - 09:08:12. Última atualização: 22/11/2021 - 09:13:04.

Por Jornal O Tempo*

Abrir a possibilidade para que salários sejam recebidos por meio de criptomoedas, em alternativa ao real, é o objetivo de projeto de lei protocolado na Câmara dos Deputados. Assinada pelo deputado federal Luizão Goulart (Republicanos-PR), a proposta define que o trabalhador poderá solicitar à empresa o pagamento de parte da remuneração, em percentual a ser acordado entre as partes e de forma opcional, em moedas virtuais. A ideia é que a regra seja válida para empresas públicas e privadas.

Criptomoedas ou cibermoedas são moedas digitais descentralizadas, ou seja, que não têm controle de algum órgão ou país em específico. São criadas em uma rede blockchain, que funciona como um registro público de movimentações e transações financeiras. Possuem um valor que, em alguns casos, pode ser convertido para outras moedas, como o dólar ou real.

Elas só existem em carteiras digitais na internet e não há a opção de guardá-las, por exemplo, na forma física, na conta corrente ou em cofres. Dessa forma, podem ser utilizadas como moedas de troca para a compra de produtos e serviços e para investimentos financeiros.

O deputado afirmou ter observado um movimento crescente de criptomoedas nos últimos anos e que foi motivado pelo incentivo de políticos de cidades dos Estados Unidos. O prefeito eleito de Nova York, Eric Adams, que disse que gostaria de receber os seus três primeiros salários na moeda digital Bitcoin. Enquanto o de Miami, Francis Suares, pretende distribuir os ganhos com a mesma moeda aos moradores da cidade.

Leia a matéria completa no site do OTempo: https://www.otempo.com.br/politica/congresso/deputado-propoe-pagamento-de-salarios-por-meio-de-moedas-virtuais-1.2572197

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia