JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Equipe de jiu-jítsu fatura nove medalhas; no handebol, Uberaba ganha três títulos

A equipe uberabense de jiu-jítsu conquistou nove medalhas na disputa da etapa local do Campeonato Brasileiro da modalidade, em Araxá

13/12/2018 - 00:00:00.

A equipe uberabense de jiu-jítsu conquistou nove medalhas na disputa da etapa local do Campeonato Brasileiro da modalidade, em Araxá, no último domingo (9). Os comandados do professor Luciano Abrão ganharam 4 medalhas de ouro, duas pratas e três bronzes. 

Já as equipes uberabenses, de 8 categorias, disputaram a etapa final da Liga Triângulo de Handebol. A competição foi disputada no Centro de Iniciação Esportiva (CIE-Beija Flor), no sábado (8) e domingo (9).

No jiu-jítsu as conquistas foram de Bruno Oliveira - ouro adulto/roxa/galo; André Marcelo - ouro/azul/master3/meio-pesado; Bruno Martins - bronze/adulto/branca/meio-pesado; Pedro Vitor Nascimento - ouro/Infantil 3/amarela/pena; Evaldo Júnior - prata /adulto/azul/pena; Guilherme Pontes Gonçalves - ouro/mirim2/branca/meio-pesado; Ícaro Borges - bronze/adulto/azul/médio; Lucas Soares - bronze/adulto/azul/leve; Matheus Martins - prata/adulto/branca/leve; e Paulo César Silva - bronze/adulto/branca/superpesado.

No handebol, os campeões foram as equipes adulta masculina, juvenil feminino e cadete feminino. Já os terceiros colocados foram o infantil masculino, juvenil masculino e júnior masculino.

O professor Karel cuida das equipes masculinas e professor Renato, das femininas.

Karel Avelar disse que a experiência da equipe adulta masculina foi decisiva para a partida final contra a CDHU Uberlândia. “O time uberlandense é bom e tem uma técnica apurada, mas como jogamos a Liga Nacional de handebol, nossa equipe foi bastante concentrada e não se apertou nos momentos mais difíceis e isso foi fundamental para mais essa vitória”, explicou. 

Luiz Alberto Medina, presidente da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Funel), elogiou o trabalho feito pelos treinadores. “Temos que nos orgulhar de nossos atletas, mas não podemos deixar de reverenciar nossos treinadores pela dedicação, paciência e exemplo de conduta. Com essas atitudes eles estão educando verdadeiramente nossas moças e rapazes”, elogiou Medina.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia