JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de julho de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 03/06/2022



Enfermeira registra ocorrência de difamação contra mãe de paciente em hospital

Assaltante surpreende vítima dormindo
Um ajudante de armador de 20 anos foi preso após invadir uma casa, surpreender e assaltar um entregador, de 32, que estava dormindo em seu quarto, na rua Maria Elisabete Salge Melo, Residencial Rio de Janeiro. Um segundo autor, de 29 anos, foi identificado, mas não foi localizado. Os dois homens teriam acessado a residência após pularem um muro. A vítima relatou que um dos assaltantes foi direto para seu quarto, colocou uma mão em seu rosto e com a outra o ameaçou com uma faca em seu pescoço. O entregador acordou assustado e com um dos assaltantes dizendo: “Cadê o dinheiro?". Temerosa por sua vida, a vítima entregou R$284,00 em espécie. Enquanto um dos autores abordava e assaltava o entregador, o outro vasculhava a casa em busca de mais dinheiro. Em seguida os dois assaltantes fugiram pelo mesmo local que entraram. O entregador reconheceu a voz do assaltante que lhe abordou, pois são conhecidos de longa data. Guarnições da Polícia Militar saíram em diligência e na rua Geni Maria de Oliveira Santos se depararam com o acusado. Ao perceber a viatura policial, o suspeito dispensou várias notas de dinheiro no chão. Ele foi reconhecido pela vítima. O agora autor relatou que seu comparsa estaria na casa dele, rua Professor João Wilson de Freitas. Os militares foram até o local apontado, mas o autor não foi encontrado. Depois as equipes de policiais militares foram até a casa da mãe do acusado, rua Engenheiro Lélio José Ciprian, mas também não foi localizado.

Açougue e mercearia
Você já conhece a mercearia e açougue do Hortifrúti Estados Unidos? Precisa conhecer! No açougue tem sempre carnes fresquinha e um preço pra de especial e a mercearia é completinha. Só para lembrar, no Hortifrúti Estados Unidos tem sempre frutas, verduras, legumes e folhas fresquinhos. Fica aberto de segunda a segunda, sendo que aos domingos e feriados até às 13h. é o único hortifrúti que trabalha com produtos orientais, orgânicos, hidropônicos e frutas exóticas.. As instalações são novíssimas e confortáveis. Hortifrúti Estados Unidos, rua Osvaldo Cruz, bairro Estados Unidos, 1015, 3321-6247.

No Hortifruti Estados Unidos você encontra frutas, verduras e legumes sempre muito fresquinhos

Jovem denuncia estupro pelo “ficante”
Uma jovem de 21 anos denunciou um “ficante”, de 20, rua Agostinho Amâncio Souza, bairro Costa Teles 1. Ela conta que foi até a casa do “amigo”, com quem ficou algumas vezes, e mantiveram relação sexual consensual, mas em dado momento o rapaz, começou a praticar sexo anal. A moça afirma ainda que pediu por várias vezes que parasse, mas ele continuou até satisfazer sua lascívia. A vítima disse ainda que em momento algum seu “ficante” foi agressivo. Ele também, segundo a jovem, não a ameaçou e não a segurou e nem a amarrou. O registro policial foi encaminhado à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher.

Assaltante aborda a vítima chegando em casa
Uma servidora geral de 24 anos foi assaltada no momento em que chegava em casa, rua Geraldo Rodrigues da Silva, bairro Marajó 1, às 21h de ontem. Ela teve o carro GM Onix Joye, cor branca, placas LMT-2J16 roubado pelo autor. Segundo a moça, ao chegar em sua residência e abrir o portão, um homem se aproximou e falou: "Só me dá a chave, só me dá a chave". Sem entender o que estava acontecendo, entregou a chave do veículo e o autor fugiu levando o carro. O autor tem pele parda, 1,60 de altura, é gordo e usa cavanhaque. Ele estava trajando blusa colorida, bermuda, tênis e boné aba reta. A moça esclarece que o ladrão não mostrou arma e nem proferiu ameaças.
No fechamento desta coluna as guarnições da polícia Militar ainda procuravam pelo autor e o carro.

Escorpião capturado
Militares do 8º Batalhão de Bombeiros Militares (8ºBBM) capturaram um escorpião em uma casa, na avenida Pau Brasil, Vila Olímpica, às 21 h de ontem. O animal estava dentro de um tanque no quintal e depois de capturado foi em local apropriado e longe da civilização.

Justiça manda apreender armas de fogo
Equipe da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher com apoio de policiais militares da 40ª Companhia do 4ºBPM, cumpriram mandado de busca e apreensão na casa de suspeito de violência doméstica, de 43 anos, rua Agostinho de Camargo Monfré, na manhã de ontem. A ordem judicial foi assinada pelo juiz de Direito Fabiano Garcia Veronez, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Uberaba, atendendo uma representação da autoridade policial que preside o inquérito de crime previsto na Lei Maria da Penha. Na residência do investigado, rua Agostinho de Camargo Monfré, policiais civis e militares apresentaram a ordem judicial e o investigado, voluntariamente, entregou três armas de fogo de fogo, as quais estão devidamente registradas no sistema Sinarm. Ele não foi preso, mas as armas de fogo, uma escopeta calibre 29; escopeta calibre 36 e uma pistola calibre 40, foram apreendidas por se tratar de objeto de investigação em inquérito que tramita na Delegacia Especial da Mulher.

Total inversão de valores
Longe de mim querer minimizar o atropelamento e morte da cachorrinha. É um crime e precisa ser apurado e culpado, seja ele quem for, deve ser punido com o rigor da lei. Mas pare, só por alguns instantes, sem deixar de ser vigilante da causa animal. Precisamos aprender a lutar pelos animais, mas também pela raça humana. Não podemos ignorar os assassinatos ou achar normal pessoas serem cruelmente mortas por absolutamente nada. Da mesma forma que abominamos a crueldade com os animais, devemos repudiar com todas as nossas forças o racismo.

Esquecida 1
Desde sábado (28), as redes sociais não se fala em outra coisa a não ser o caso da cachorrinha (e precisa ser falado e cobrado), mas no domingo (29), um adolescente, de 15 anos, matou, por enforcamento, sua avó, Maria Luzia Campos, uma idosa e deficiente física, de 61 anos. Ela sequer foi ou é lembrada. Ninguém pediu Justiça para essa mulher que teve paralisia infantil quando criança e foi assassinada de forma cruel e lenta.

Esquecido 2
Em seguida, na segunda-feira (30), a conceituada médica Delma Saud Salles, de 81 anos, conhecida por suas caridades, foi brutalmente assassinada em sua casa por um morador de rua, o qual ela sempre ajudava. A médica também teve uma morte lenta e cruel por asfixia. Também não foi lembrada, apenas no dia do crime sua morte foi comentada nas redes sociais talvez pelo fato de muitos de nós já termos sido atendidos por ela nos postos de saúde. Ela não foi mais lembrada.

Esquecido 3
E logo em seguida, também na segunda-feira (30), o aposentado, Domingos Braga de Oliveira, de 88 anos, morreu nas mãos de usuário de drogas. Usuário de drogas que o aposentado também ajudava. Ele teve uma morte cruel e dolorida. Morreu com o crânio amassado devido aos golpes de madeira ou coronha de revólver na cabeça. Ele também não é mais lembrado.




Continua depois da publicidade


Vítimas vulneráveis
Portanto tivemos três casos absurdos onde as vítimas eram pessoas idosas, idôneas e vulneráveis e que já foram esquecidas. Suas mortes não tiveram a menor repercussão. Volto a frisar para que não haja distorções nas minhas palavras: precisamos estar vigilantes à casa animal e no caso da cachorrinha atropelada e morta é necessário que se apure e o culpado pague pelo crime, seja ele maus tratos ou omissão, mas não podemos esquecer da raça humana.

Também não é mais lembrado
Só para não dizer que esqueci, no sábado (28), na avenida Josias Ferreira Sobrinho, Jardim Maracanã, dois homens foram baleados durante uma troca de tiros, sendo que Francisco Lucas Baia, 59 anos, levou um tiro abaixo do queixo e morreu. Neste caso a vítima não era vulnerável e não era nem um santo, pois não o coloquei no rol dos esquecidos.

Crime de racismo
Ainda nesta mesma linha de inversão de valores, observe o caso do pastor e vereador Eloisio José dos Santos, 44 anos. Tem gente achando normal o vereador ter sofrido injúria racial por suporem que ele seria o autor do atropelamento e morte da cachorrinha. E mesmo que no futuro fique provado que ele é culpado, isso não dá o direito a quem quer que seja de injuriá-lo racialmente com palavras do tipo: “negro pilantra”, “negro vagabundo”, “negro Filho da p...”, “negro safado e mentiroso”. Quem concorda com racista, pra mim é também racista. E todo racista ou ato racista merece nosso repúdio.

A legislação...
A inversão de valores começa até mesmo pela própria legislação. De acordo com a Lei 14.054/2020, a pena é de 2 a 5 anos, para quem maltrata animais. Já para a injúria racial, a pena é de 1 a 3 anos. Sou a favor que a pena para maus tratos de animais continue assim ou até aumente. Mas também entendo que a pena para injúria racial é insignificante e precisa passar por alteração e aumentada com urgência, pois as injúrias raciais são históricas no nosso País e ainda estão entranhadas na mente de muitos.

Gambá na rua
Um gambá foi capturado por militares do 8ºBBM, rua Dakota, Residencial Estados Unidos, no começo da tarde de ontem. A equipe de salvamento realizou a captura do animal através do “cambão” e em seguida o colocou na caixa de armazenamento. O animal não apresentava ferimentos e foi solto em área de preservação afastada do perímetro urbano.

Difamação no hospital
Depois que um médico foi agredido por acompanhante de paciente dentro do Hospital São Domingos, agora é a vez de uma enfermeira, de 30 anos, ser difamada por uma mãe de paciente no mesmo hospital. A ocorrência de difamação foi registrada na rua Da Constituição, bairro Abadia, às 14h50 de ontem. A mãe da paciente teria xingado a enfermeira de: "p…, vagabunda, filha de uma p… e vaca". A autora fugiu, mas já se sabe que ela mora na rua Márcio Luiz Camargos, bairro Residencial Estados Unidos. O caso foi encaminhado à Delegacia Adida ao Juizado Especial Criminal.

Tráfico de drogas
Desempregado de 36 anos foi preso depois de ser flagrado traficando crack, maconha e cocaína, na avenida Alfredo Faria, Jardim Uberaba, às 20h15 de ontem. Ele tentou fugir, mas foi perseguido e preso. Policiais militares da 299ª Companhia do 67ºBPM foram apurar informações repassadas ao Disque Denúncia Unificado (DDU/181), momento que perceberam que o desempregado saiu correndo a pé e jogando dinheiro no chão. Ele foi perseguido pela guarnição e abordado. Durante buscas na pochete que carregava na cintura foram encontradas 30 pedras de crack, quatro buchas de maconha e cinco papelotes de cocaína. Além do dinheiro jogado no chão, os militares também encontraram algumas notas na pochete totalizando: R$441,00.

Maus-tratos a animais
A Polícia Civil em Uberaba resgatou, entre os dias 26 e 30 de maio, nove cães que viviam em situação de maus-tratos. Duas mulheres, de 32 e 63 anos, são investigadas pelos crimes, registrados no bairro Gameleira. No dia 26 de maio, a equipe de Meio Ambiente da PCMG na cidade atendeu uma denúncia anônima e imediatamente se deslocou até a residência alvo. No local, os policiais se depararam com nove cães — quatro filhotes e cinco adultos — em condições de subnutrição e presos por cordas e correntes que limitavam a movimentação dos animais. Além disso, a equipe constatou que o ambiente estava extremamente insalubre, com presença de lixo, entulhos e recicláveis espalhados por toda a casa. A perícia foi acionada e realizou os primeiros levantamentos, que contribuirão para a conclusão do inquérito policial, ainda em andamento.

Hambúrgueres artesanais
Os lanches e pizzas do Primo têm qualidade do começo ao fim. Aliás, tudo no Primo é de muita qualidade. Os ingredientes são escolhidos a dedo e a higiene segue o controle rigoroso de qualidade. No Primo também tem macarrão, caldos, porções e os hambúrgueres são artesanais. Para acompanhar tem suco de laranja, refrigerantes ou uma cerveja geladíssima. Primo Lanches e Pizzas, praça Carlos Gomes, 174, bairro Estados Unidos, ligue: 3333-3000. WhatsApp: 99972-4977. Visite o Primo nas redes sociais.

No Primo o hambúrguer é artesanal. Bateu aquela fome peça pelo telefone 3333-3000

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar