JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 25 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 24/07/2021


Continua depois da publicidade


Sapateiro é espancado por ladrões em assalto à mão armada

Vítimas idosas

O autônomo, de 35 anos, preso pela Guarda Municipal aplicando golpe da sepultura em idosos é um grande covarde. Covarde e dissimulado. Foi ver os guardas municipais que começou a chorar, tremer e dizer que estava arrependido.  Ele não ficou preso, não estava em situação de flagrante, mas nada impede que a Polícia Civil peça a prisão dele. E eu vou estar na primeira fila para aplaudir. Ele se aproveitou do desespero das vítimas idosas. 

Parcela de culpa

A Prefeitura de Uberaba, através da administração passada, tem parte da responsabilidade no golpe da sepultura. E a atual administração vai pelo mesmo caminho. Se coloque no lugar das vítimas por alguns instantes. Leve em consideração o fato de muitas pessoas estarem morrendo em virtude da pandemia e os cemitérios públicos de Uberaba estarem sem uma única vaga. 

Se tivéssemos vagas em cemitérios públicos da cidade, ninguém estaria comprando de terceiros. Ninguém estaria desesperado.

Longe e caro

O cemitério particular em Uberaba é muito longe e muito caro. Caro por não termos outra opção. Se tivéssemos vagas nos cemitérios públicos poderiam triplicar, quadruplicar que ainda seria barato, mas por não termos outra opção e por isso é muito caro. E sabe o que é pior? Não estão nem aí. Nada foi feito na administração passada e nada está sendo feito pela atual administração. 

Duras na queda

Podem dizer o que quiserem, mas as casas antigas de Uberaba são duras na queda. O imóvel onde funcionava o escritório da RCG (rua Segismundo Mendes com rua Alaor Prata) ficou quase todo de pé. O fogo queimou o madeiramento do teto e tudo que estava dentro. Não foram observadas rachaduras nas paredes e nem no piso, que também é de madeira. A casa tinha passado por reforma recentemente e estava muito bonita.

Documentação em dia

E ontem um engenheiro civil, de 47 anos, procurou um posto de atendimento da Polícia Militar e disse que é sócio da Construtora RCG, dona da casa. Ele esclarece que, “o imóvel é inventariado pelo  poder público e todas as medidas de manutenção e conservação eram adotadas dentro do exigido pela legislação; que o imóvel possui laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros vigente e todos os equipamentos de segurança e combate a incêndio estavam de acordo com a previsão; que inclusive os equipamentos foram utilizados pelo bombeiros; que possui alvará do local; que devido as chamas teve vários materiais de escritório da empresa danificado/destruído, entre eles, documentos contábeis, fiscais e arquivos de pessoas jurídicas e físicas não sendo possível ainda mensurar tudo que foi perdido no incêndio” 

Suspeitas...




Continua depois da publicidade


No final de sua fala no registro policial, o engenheiro e um dos donos da RCG diz: “No entorno do local existem imóveis abandonados os quais tiveram a fiação elétrica furtada recentemente”. Sem fazer qualquer tipo de prejulgamento, mas pode estar aí a resposta. Existe a possibilidade de que tenham tentado furtar a fiação elétrica da casa e acabou fechando curto. Isso é muito comum. Já houve caso em Uberaba que o ladrão de fio morreu eletrocutado no momento em que puxava a fiação. As imagens de casas e comércios da região vão poder ajudar muito.

Muita qualidade...

Mesmo nesse friozinho da semana você pode ficar linda e confortável. Na Sabryza Modas você encontra blusas de manga longa, do P ao XGG, da linha Malwee e calças jeans Loopper nos tamanhos que vão do 36 ao 52. Então, nada de passar frio! Corre para Sabryza Modas e garanta seu look casual. Não tem como ir à loja? Sem problemas, chame agora no WhatsApp (34) 9 9996.5598 e peça seu condicional. Sabryza Modas, rua Marquês do Paraná, 1132, telefone 3321-4281. Instagram: @sabryzamodas.

 

Roubo e receptação

Que me perdoem os defensores dos Direitos Humanos, mas tem hora que dá vontade de esquecer que bandido tem direito. Só para que você tenha uma ideia, ontem, pela manhã, um sapateiro de 55 anos foi muito agredido por dois assaltantes armados de pau e faca. Eles deram muitos socos, chutes e pauladas a ponto de a vítima sofrer crise convulsiva (que nunca tinha sofrido). Sabe onde isso tudo aconteceu? Na casa dele. Quer mais uma? Um dos assaltantes é vizinho dele. O sapateiro foi socorrido por uma equipe do resgate do Corpo de Bombeiros Militar, internado na UPA São Benedito e apresentava alguns dentes quebrados e hematomas pelo corpo, principalmente na face. Os ladrões fugiram levando uma TV. A Polícia Militar conseguiu prender dois assaltantes e um “empresário” do ramo de bicicletas por receptação da TV tomada de assalto. A TV nem havia sido roubada e o “empresário” já havia comprado. É por isso que tem ladrão. Se não tivesse quem comprasse, não roubariam. É esse tipo de gente que alimenta o crime e criminosos e depois ficam posando de empresários de sucesso e fazendo críticas à Segurança Pública, ao trabalho das policiais e por aí vai.       

Antecedentes criminais

Só para complementar a nota acima, os dois ladrões foram autuados em flagrante no crime de roubo. Os dois possuem varias passagens (furto, roubo, trafico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, receptação e até homicídio). Já o empresário, que comprou a TV manchada de sangue, tem passagens por lesão corporal e furto e já esteve recolhido no presídio de Sacramento em agosto de 2020. Como se denota, não há santo nesta história. 

Incêndio criminoso

Mais um carro foi incendiado de forma criminosa, desta vez na rua São Pedro, Vila Raquel, por volta das 15h. O carro pertencia a um confeiteiro de 49 anos. Neste caso não vai ser difícil localizar o autor. 


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia