JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 21 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 10/06/2021


Continua depois da publicidade


Estudante de odontologia procura a PC para registrar ofensas de colegas

Motorista de aplicativo é assaltado por travestis
Muitas vítimas de supostos crimes registram ocorrência policial sem o menor sentido. Acreditam que as polícias são dotadas de bola de cristal e vão reaver seus pertences na base do “adivinhômetro”. Olha só o caso de um motorista de aplicativo, de 39 anos, que foi assaltado após fazer programa sexual com duas travestis. Só para deixar bem claro, ele foi assaltado pelas duas travestis. Ele relata que, na madrugada de sábado (5), estava na avenida Deputado José Marcus Cherem em seu veículo particular à procura de uma companhia quando, próximo ao posto Star, viu duas travestis e se encantou. Logo, combinou um programa sexual com as duas. Eles foram para um motel e passaram algumas horas juntinhos. Depois de terminarem o programa sexual, o motorista de aplicativo, como bom cavalheiro, foi deixar as duas travestis em casa e foi no caminho que o assalto aconteceu. Ele afirma que uma das travestis lhe deu uma gravata, enquanto a outra o agredia fisicamente. Eles roubaram a carteira com documentos, dinheiro (a vítima não sabe dizer a quantia), cartões de bancos e uma pulseira. Detalhe: o motorista de aplicativo não se recorda das características das duas travestis, mas apresentava lesões na face e olhos causados por socos e chutes. E mais: o suposto crime aconteceu no sábado (5), mas ele só procurou a polícia na terça-feira (8), perdendo assim o princípio da oportunidade. Depois criticam a polícia!

Importunação sexual
Uma jovem de 27 anos registrou queixa na polícia contra um vizinho, de 30 anos, por importunação sexual. O fato aconteceu em um condomínio no Recreio dos Bandeirantes. A moça teria sido agarrada pela cintura no momento em que tentava ter acesso a seu prédio. Ele insistia em tomar cervejas com a moça. Ela relata ainda que teve trabalho para se desvencilhar, e mesmo assim, quando chegou em seu apartamento, o rapaz interfonou insistindo em tomar cervejas. O caso foi comunicado à síndica para que ele seja notificado e punido de acordo com regulamento interno do condomínio. O registro policial foi encaminhado a Delegacia Adida ao Juizado Especial.

Assalto a panificadora
Adolescente de 16 anos foi apreendido após participar de assalto à Panificadora Stylus, rua Antônio Francisco Pinto, Residencial Cândida Borges, às 12h40 de ontem (9). Outros dois autores conseguiram fugir levando o dinheiro roubado. Os três chegaram na panificadora juntos, sendo que um ficou vigiando a porta, outro sacou uma faca e anunciou o assalto, e um terceiro foi até o caixa e roubou de R$150,00 a R$200,00. Após o roubo, os três saíram correndo. O dono da panificadora e uma testemunha conseguiram pegar o menor. Ele não quis contar aos policiais militares quem são os outros dois assaltantes. O circuito de imagens da panificadora gravou toda a ação criminosa em alta resolução. A bicicleta branca usada pelo adolescente na fuga foi apreendida.

Morte natural
O aposentado Valdir Antônio de Carvalho de 56 anos foi encontrado morto em sua casa, na rua São João, bairro Ponte Alta, por volta das 18h50 desta quarta-feira (9). Uma unidade do Samu foi chamada no local e o médico atestou o óbito como de causas naturais, e liberou o corpo para velório e sepultamento. A vítima era diabético e fazia uso de insulina.




Continua depois da publicidade


Constrangimento ilegal
Merece atenção o registro policial feito por uma aluna do curso de odontologia em Uberaba. A moça, que tem 20 anos e é assistente de recursos humanos, relata situações que beiram tortura psicológica. No documento encaminhado à Polícia Civil, ela conta que seus colegas de curso já chegaram a dizer que, “tem nojo, ranço dela”. E mais: “Que pobre não pode cursar odontologia”. Recentemente ela postou no grupo de WhatsApp da turma do curso ("#116 odontologia") que seu teste de Covid-19 deu negativo, e acabou sofrendo diversas ofensas. Chegaram a dizer que se ela entrasse na sala todos sairiam, inclusive os professores. Ela não pisou mais na universidade. Chegou a procurar ajuda do diretor de curso, mas ele disse que só poderia resolver o que acontece em sala de aula.

Tentativa de extorsão
E os crimes pela internet vão colecionando vítimas por este país adentro. Uberaba não é diferente. Em alguns casos as vítimas agem de boa-fé, mas em outros… Olha só a história do operador de impressora de 32 anos que registrou ocorrência na Polícia Militar, na terça-feira (8), por volta das 20h. Ele relata que entrou na sala de bate papo do UOL e conheceu uma mulher. Eles conversaram muito, até que a moça enviou um link redirecionando o bate papo para o Skype. No Skype tem som e imagem, e o operador de impressora se achou a última bolacha do pacote. A conversa foi muito quente e com troca de imagens, e ele sempre daquele jeito. Depois de terminar a calorosa conversa, e ainda não acreditando no que havia acontecido, recebeu uma mensagem exigindo R$600,00 ou as imagens iriam para internet, e claro, para a esposa dele. O rapaz não pagou e registrou a tentativa de extorsão na polícia.

Assaltantes covardes
Três homens armados de revólver levaram terror a uma família durante assalto, na rua São Jorge, bairro Ponte Alta, na madrugada de ontem (9). Eles já chegaram chutando a porta, entraram na casa com o revólver em punho e mandaram o dono da casa deitar no chão. Ele teve os pés e mãos amarrados e foi colocado no banheiro. A esposa dele foi amarrada no quarto da filha (criança) que chorava muito. Os ladrões fugiram levando um Ford Ecosport, de cor branca, QOV-6314, uma TV e vários outros objetos. O prejuízo com certeza é reposto, mas o trauma é para sempre. E ainda tem gente que trata esses vermes como coitadinhos, vítimas da sociedade!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia