JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 21 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 12/05/2021


Continua depois da publicidade


Motorista, caminhão e carga avaliada em mais de R$100 mil desaparecem

Motorista desaparece com carga e carreta

Polícia Civil investiga o desaparecimento de um motorista, carreta e carga de soja, avaliada em mais de R$116 mil. Administrador de empresas de 65 anos, representante da empresa transportadora., compareceu na Delegacia de Plantão da Polícia Civil, por volta das 11h, desta quarta-feira (12/5) e, informou que contratou motorista de 47 anos, no dia 5 de maio passado, para carregar e transportar 46.470 quilos de soja em grão. A carreta usada no transporte da soja é de propriedade do motorista. Ainda segundo o administrador, a carga saiu de Uberaba com destino a São Joaquim da Barra (SP) e no caminho o motorista enviou mensagem pelo WhatsApp informando que já estava chegando no destino final, mas não chegou e não fez mais contato. 

Recusa de vacina vira caso de polícia

Uma técnica de enfermagem de 35 anos procurou a Polícia Militar para dar queixa também de uma técnica de enfermagem da Prefeitura de Uberaba, que teria se recusado a aplicar a vacina nela por duas vezes. Ela afirma que trabalha no hospital São Domingos e no Centro de Hemodiálise, está grávida de seis meses e foi diagnosticada com hipertensão. Da segunda vez que foi atendida, pela mesma técnica de enfermagem da Prefeitura, apresentou laudo médico recomendando a vacina, mas não adiantou. Ela não foi vacinada.

Venha conhecer...

A Sabryza Modas recebeu uma linha completa de calçados femininos de grandes marcas e todos de muita qualidade e extremamente confortáveis. Você também encontra lindas blusas e calças dos mais variados tamanhos. O que é moda no mundo, você encontra na Sabryza Modas e não paga mais por isso. Sem tempo para vir à loja? Entre em contato que enviamos seu condicional. Sabryza Modas, rua Marquês do Paraná, bairro Estados Unidos, (34) 3321-4281 e WhatsApp 99996-5598. Instagram: sabryzamodas.

 

Na Sabryza Modas você encontra tudo que é moda no mundo e não paga mais por isso 

Delegacia da Mulher

Uma jovem de 19 anos procurou a Delegacia de Plantão da Polícia Civil para deixar registrada sua revolta e preocupação. Ela conta que, por volta das 14h desta terça-feira (11), no Jardim Uberaba, um rapaz não identificado em uma motocicleta, passou próximo e a chamou de "gostosa". Já na quarta-feira (12), por volta das 10h, um homem tocou o interfone de sua casa e lhe deu "bom dia". A moça não sabe dizer quem era a pessoa que tocou o interfone, mas acredita ser a mesma voz do motoqueiro do dia anterior. O caso será encaminhado à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher.

Desaparecida

As polícias Civil e Militar procuram por uma aposentada de 60 anos. Ela saiu de casa, rua João Pinheiro, Vila Presidente Vargas, no dia 7 de maio deste ano. Ela foi vista pela última vez na UPA São Benedito. 

Ato infracional

Um adolescente de 15 anos foi flagrado no cruzamento das ruas José França com Gustavo Melo Borges, bairro Josa Bernardino, às 11h desta quarta-feira (12/5), fumando um cigarro de maconha e com mais sete buchas da mesma droga em um dos bolsos. Ele contou que comprou a droga, mas não quis dizer onde, e confessou que estava ali para vender as buchas de maconha. Ele recebeu voz de apreensão em flagrante e foi levado para DP da 1ªDRPC.   




Continua depois da publicidade


Descumprimento de medidas

A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher deve tomar medidas mais severas contra um homem de 33 anos que estaria descumprindo medidas protetivas impostas pelo Poder Judiciário. Ocorre que uma dona de casa de 30 anos procurou a delegacia e disse possuir medidas impostas em desfavor de seu ex-companheiro e que ele estaria pulando o muro de sua residência e até fazendo ligações com ameaças. Ela teme pelo pior.

Delegacia Especializada de... 

O deputado estadual Delegado Heli Grilo (PSL) participou de reunião virtual com o chefe da Polícia Civil, delegado-geral Joaquim Francisco Neto e Silva, o chefe do 5º Departamento da Polícia Civil, o delegado Cezar Felipe Colombari. O objetivo do encontro era discutir a proposta da criação de novas unidades da Delegacia Especializada de Combate à Crimes no Campo pelo estado de Minas Gerais. A Polícia Civil tem o projeto de criar quatro delegacias deste tipo no Estado. Para o deputado, é essencial que Uberaba seja sede de uma dessas unidades de investigação.

Deputado Estadual, Heli Grilo e o delegado chefe do 5º Departamento da Polícia Civil, Cézar Felipe Colombari, durante reunião virtual, falam da possibilidade da  Delegacia Especializada de Combate à Crimes no Campo.

...Combate à Crimes no Campo

Como deputado, presidente da Comissão de Agropecuária da Assembleia, Delegado Heli Grilo teve a oportunidade de argumentar que o Triângulo Mineiro concentra grande produção agropecuária, com a presença de animais, máquinas e defensivos agrícolas de alto valor. Além disso, a região faz divisa com outros Estados e conta com variedade de acesso a rodovias. Por esses e outros fatores, como município polo, Uberaba tem estrutura para receber uma Delegacia Especializada que será capaz de garantir o combate a crimes cometidos contra propriedades rurais e produtores rurais com mais rapidez e eficiência. Vale lembrar que aumentou o número de crimes, principalmente assaltos na zona rural de Uberaba e região.  

A investigar

Uma jovem de 22 anos foi encontrada morta em uma casa na rua Leda Veludo Abdanur, Residencial Parque dos Girassóis 3, por volta das 8h30 desta quarta-feira (12). A Polícia Militar foi chamada e o local foi isolado. Ela estava desaparecida desde terça-feira (11). Perito criminal compareceu no local e após os trabalhos periciais determinou que o corpo fosse transferido para o Instituto Médico Legal (IML). Os laudos periciais e de necropsia serão encaminhados a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para as providências cabíveis.  

Abuso de incapaz

Dona de casa de 52 anos procurou a Delegacia de Orientação e Proteção a Família para informar que é responsável pelo neto de apenas 4 anos e que ele foi passar o final de semana com a avó materna e voltou relatando que sofreu abusos. Ela não relatou o tipo de abuso. 

Profissionais do Direito x profissional do Direito

Dois advogados, de 26 e 36 anos, registraram ocorrência policial contra um terceiro advogado de 36 anos. Segundo os advogados reclamantes, foram contratados por um homem que foi preso por dirigir embriagado no dia 8 de maio passado. Alegam que durante o andamento do processo relataram que conseguiram uma redução no valor da fiança e que o intuito era recorrer novamente para que a fiança fosse isenta e durante todo a movimentação o cliente foi informado sobre os trâmites inclusive foi informado do valor da fiança inicial que foi estipulado em R$1.500,00 e da redução deste valor, na custódia, vindo a ser de R$550,00. Alegam ainda que, o pai do cliente tomou conhecimento da prisão do filho e entrou em contato com um terceiro advogado, o qual teria cobrado o valor de R$ 800,00 a título de fiança e não devolveu os R$250,00 para o cliente. Os dois advogados alegam também que o terceiro advogado teria divulgado mensagem difamatória a imagem deles dizendo que eram “pilantras, que não estavam repassando as informações para o seu cliente e seus familiares, que estavam agindo de má fé com intuito de arrecadar mais dinheiro da família”. Os dois advogados também disseram que foram chamados pelo terceiro advogado de picaretas, malandros e farsantes. Eles alegam também que, mensagens e fotos foram divulgadas em um grupo de advogados no aplicativo WhatsApp e que diversos colegas de profissão tomaram conhecimento do fato e no final solicitam que o registro policial não seja divulgado aos meios de comunicação. Então tá. Vale lembrar que não é de hoje que alguns pouquíssimos advogados que prestam serviço nas imediações da Delegacia de Plantão de Polícia Civil vêm causando problemas. Como já vi esse filme em preto e branco e de trás para frente, posso garantir que enquanto a OAB não intervir vai continuar essa balbúrdia. É inadmissível que operadores do Direito façam desta importante e majestosa profissão um campo de batalha que só desvaloriza a profissão e desmerece toda a categoria.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia