JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 18 de maio de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 28/04/2021


Continua depois da publicidade


Policiais civis são recebidos a tiros durante operação em Delta

Recebidos a tiros
Policiais civis da Delegacia de Repressão aos Crimes Patrimoniais foram recebidos a tiros durante operação para recuperar caminhão furtado, em uma plantação de cana de açúcar à margem da rodovia BR-464, zona rural de Delta (MG), por volta das 15h desta quinta-feira (27). O caminhão VW 24.250, cor branca, placas ELW-0860, com queixa de furto foi recuperado. Um homem foi preso e outros três identificados. Também foi apreendido o carro usado no apoio, um GM Onix, cor preta, placas QRG-7F97.

Abordagem
Segundo informações, os agentes da Polícia Civil desembarcaram das viaturas e continuaram a pé por uma mata, quando ouviram barulho de motor de caminhão e algumas vozes. Neste momento foi feita a abordagem, mas os suspeitos sacaram suas armas e passaram a atirar contra os policiais civis que revidaram. Ninguém foi alvejado. Três homens entraram na mata e conseguiram fugir, mas o tratorista F.S.D., 32 anos, não teve a mesma sorte e foi preso. Foi o tratorista quem delatou os outros três comparsas.

Tentativa de homicídio
Ainda durante a operação, os policiais civis foram informados de que o carro (GM Onix de cor preta), que levou os envolvidos até a mata, estava próximo, parte da equipe foi para o local e um agente ficou fazendo a guarda do caminhão. Um dos homens que fugiu para o mato retornou de arma de fogo em punho e disparou vários tiros contra o policial civil que fazia a guarda do caminhão. O policial reagiu e mais uma vez o acusado fugiu para o interior da mata, não sendo preso. E mais uma vez ninguém ficou ferido. Os veículos foram apreendidos, e o acusado preso em flagrante e levado para delegacia.

Em apuros
Pedreiro de 47 anos passou por apuros após trocar fotos com “moça famosa”. Ele contou que passou a responder às investidas de um perfil no Facebook, onde aparece a foto de uma “moça formosa”, aparentando ser maior de idade. Eles trocaram mensagens e números de telefones para continuarem a conversa pelo WhatsApp e é aí que entram os nudes. Em seguida, o pedreiro recebeu uma mensagem de voz masculina alegando que a “moça formosa” era menor de idade e que queria R$5 mil para não passar as fotos dele (nudes) para a polícia. O desespero do pedreiro saiu à procura da polícia e se deparou com uma guarnição da Polícia Militar fazendo patrulhamento e contou o ocorrido. Ele dormiu mais tranquilo, afinal foi dito a ele que tudo não passava de um golpe.

Em desespero
A Polícia Militar foi chamada em uma casa na avenida Barão do Rio Branco, bairro São Benedito, na manhã desta terça-feira (27), onde se depararam com a aposentada de 75 anos desesperada, pois acreditava que sua filha havia sido sequestrada e os sequestradores estavam pedindo o resgate. Claro que era um golpe. Com a chegada dos militares, os golpistas desligaram o telefone. Mas a aposentada já se preparava para depositar tudo que tinha, R$2,5 mil, em duas contas.

Assalto e tortura
A Guarda Municipal (GM) prendeu um pintor e um servente de pedreiro logo após serem apontados como autores do assalto a uma autônoma que estava distraída olhando no aparelho celular nas proximidades da UPA do Mirante. Na abordagem, os dois suspeitos, de 29 e 21 anos, disseram para a autônoma, de 49 anos, que queriam os pertences e ela também. Chegaram a passar o simulacro de arma de fogo pelo corpo da vítima. A intenção era roubar o carro, pertences, e levá-la como refém, mas a vítima gritou e os dois saíram correndo. A equipe da GM passava pelo local e se deparou com a vítima em desespero e após colher informações saíram em diligências e se depararam com os dois suspeitos. Eles deram trabalho, mas foram presos em flagrante e levados para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil, onde foram autuados por roubo e encaminhados ao Presídio de Sacramento (MG).




Continua depois da publicidade


Violência doméstica
Uma dona de casa de 53 anos procurou a Polícia Civil para dar queixa do seu companheiro, de 35 anos. Ela contou que ele "arremessou uma xícara com café porque estava frio". A dona de casa decidiu sair da residência e acionar a Delegacia da Mulher, a pedido de seu advogado. Ela dispensou providências da Delegacia da Mulher.

Furto na Funel
E a Guarda Municipal (GM) prendeu mais dois homens em flagrante, desta vez por furto na Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Uberaba (Funel). Os dois indivíduos, 43 e 30 anos, pularam a grade de proteção e furtaram oito cadeiras de plástico de cor cinza. Os dois acusados foram abordados na rua Saldanha Marinho, bairro Abadia, e confessaram o furto na Funel. Eles foram levados para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil, onde foram autuados por furto e levados para o Presídio de Sacramento (MG).

Paciente com Covid-19
A Polícia registra mais uma fuga de paciente com Covid-19 das dependências de uma Unidade de Saúde em Uberaba. Uma médica, de 28 anos, e uma gerente de unidade de saúde, relataram que a paciente, de 58 anos, chegou no posto médico com sintomas do Coronavírus, o que foi comprovado após teste. A médica acionou o Samu para conduzir a paciente com urgência para internação por se tratar de caso grave, pois apresenta deficiência devido a "raquitismo" e é cadeirante, mas a mulher fugiu com a ajuda do marido. A paciente não foi encontrada e pode morrer por complicações da Covid-19.

Desaparecida
Uma mãe de 35 anos está preocupada com a filha de apenas 14. A adolescente saiu de casa e não retornou. A menina deixou uma mensagem para mãe no WhatsApp dizendo que está na casa de uma amiga esfriando a cabeça e logo irá retornar.

Nudes
Uma jovem de 22 anos procurou a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher e relatou que estava em um “relacionamento virtual” com um homem. Durante as conversas ele pediu para que ela enviasse fotos íntimas. A moça acabou atendendo o pedido do “relacionamento virtual” e mandou as imagens. Agora ela soube, através de um conhecido, que homem estaria mostrando suas fotos para outras pessoas. Ela pediu providências.

Prejuízo
A Polícia Civil deve investigar danos a um silo-bolsa de soja em uma fazenda localizada na rodovia BR 050, quilômetro 121, zona rural oeste de Uberaba. Segundo o administrador rural, de 64 anos, na madrugada do dia 26 para 27 de abril passado, invadiram a propriedade e danificaram a cerca elétrica onde ficam quatro silo-bolsas de aproximadamente 60 metros cada contendo soja. Em seguida, os autores rasgaram cada silo-bolsa deixando a soja espalhada pelo chão fazendo com que a soja perdesse.

Bêbado e perigoso
Engenheiro civil de 35 anos acabou algemado e preso após furar blitz policial, dirigir em alta velocidade e de forma perigosa, desrespeitar sinalização e também apresentar sintomas de embriaguez. Além de preso, foi autuado pelas diversas infrações de trânsito e a seu veículo, uma camionete VW Amarok, cor branca, placas OPK-8632, apreendida. A perseguição cinematográfica, e cara para o engenheiro civil, teve início na blitz instalada na rodovia AMG-2595, região do Recreio dos Bandeirantes, por volta das 22h desta terça-feira (27). Ao perceber a blitz, acelerou a caminhonete sentido a BR-050. Ele transitou em alta velocidade por várias ruas e avenidas sem obedecer aos sinais luminosos e sonoros das viaturas da Polícia Militar, colocando em risco a vida dele, de terceiros, e da passageira dele. Ele foi parado em uma estrada de terra, embaixo de algumas árvores, próximo à rua Argeu de Oliveira. O engenheiro civil foi retirado da caminhonete e apresentava “notórios sinais de embriaguez: hálito etílico, fala desconexa e olhos vermelhos”. Ele disse que havia feito uso de bebida alcoólica durante a noite, sendo localizado no interior do veículo uma garrafa de cerveja marca Heineken. Ele não quis realizar o teste de alcoolemia.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia