JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 11 de abril de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 26/03/2021


Continua depois da publicidade


Preso em São Paulo homem acusado de matar a ex-cunhada por conta de som alto no Primavera

Recambiado
Deve ser recambiado para Uberaba nos próximos dias o desocupado Edgard de Paiva Santos de 30 anos. Ele está recolhido no Centro de Detenção Provisório Vila Independência em São Paulo e é acusado de matar sua ex-cunhada, a dona de casa Tatiele da Silva Amancio, de 24 anos. O crime aconteceu, por volta das 4h do dia 10 de janeiro de 2021, em uma casa na rua Londrina Maria de Jesus, Jardim Primavera. O homicídio, com sete golpes de faca, aconteceu na frente de duas crianças, de 9 e 7 anos. Dois homens também testemunham o crime. A motivação teria sido o volume alto de um som. A prisão do desocupado ocorreu no dia 14 do mesmo mês. Na abordagem que culminou com a prisão, ele se passou por seu irmão. No entanto, ao fazer contato com a mãe, a verdadeira identidade foi descoberta. Os policiais militares de São Paulo também descobriram que o mesmo havia cometido um homicídio e tinha mandado de prisão preventiva assinado pelo juiz de Direito da 2ª Vara Criminal de Uberaba, Fabiano Garcia Veronez.

Droga na cueca
Um adolescente de 13 anos acabou apreendido por estar supostamente vendendo pedras de crack, na rua São Marcos, Parque São Geraldo, às 20h desta quinta-feira (25). Policiais militares receberam denúncia anônima e, durante a apuração, visualizaram o adolescente. Ao ver a guarnição da PM, o rapaz ficou nervoso. Na cueca dele foram encontradas quatro pedras de crack e R$ 76. O adolescente confessou que está vendendo drogas no local e cumpre escala de revezamento com outros menores. Disse mais: que vende, principalmente, para usuários de drogas que passam de carro, moto...”.

Perigo na internet
Um pai de 41 anos procurou a Delegacia de Orientação de Proteção à Família e disse que seu filho de 13 anos estava jogando “free fire” na internet e começou a conversar com um homem. O adolescente disse que tal homem perguntou o tamanho de seu órgão genital e pediu fotos íntimas. Ainda conforme o pai, o menor não enviou fotos e também não respondeu o autor. O caso segue para apreciação da autoridade policial. Fica o alerta!!!

WhatsApp clonado
Dona de casa de 50 anos cai no golpe do WhatsApp clonado. Ela recebeu mensagem (com foto) por pessoa se passando por sua filha e pedindo a transferência de R$2,5 mil. Depois da transferência feita recebeu nova mensagem pedindo mais R$1.980,00. Também foi feita a transferência. As duas transferências tiveram como destino a mesma conta bancária.

Golpe do...
Uma professora de 58 anos foi vítima do golpe do empréstimo consignado. Ela conta que recebeu mensagem pelo aplicativo WhatsApp de uma mulher que disse se chamar “Geovana” e que era funcionária do INSS. Tal mulher disse que a professora tinha para receber uma “restituição da aposentadoria” no valor de R$4,1 mil e confirmou todos os seus dados e até tirou foto como se fosse para fazer prova de vida.

...empréstimo consignado




Continua depois da publicidade


Dias depois a professora observou que caiu em sua conta uma transferência no valor R$10.788,22 do banco Pan. Ela ligou para o banco e recebeu informação de que foi realizado um empréstimo consignado em seu nome de 84 parcelas de R$295,00.

Aposentados e pensionistas
Você deve estar se perguntando o que o golpista lucrou até o momento? Para cada operação de empréstimo consignado existe uma comissão para corretor ou escritório, mas geralmente o golpe não acaba aí. Depois o golpista liga e pede para a vítima devolver o dinheiro. Como trata-se de empréstimo indesejado, a vítima devolve os valores para os golpistas acreditando se tratar do banco. No caso da professora, não houve devolução, apesar dos golpistas terem pedido. Ela suspeitou e procurou a polícia. As principais vítimas são os aposentados e pensionistas do INSS.

Tráfico no Canaã
Dois homens, de 19 e 47 anos, foram presos por envolvimento com o tráfico de drogas, na avenida Canaã, bairro Estrela da Vitória, às 20h40 desta quinta-feira (25). Uma guarnição da Polícia Militar fazia patrulhamento, momento em que avistou os dois homens em um ponto de ônibus, local escuro e ermo. Ao avistarem os militares, os dois homens tentaram disfarçar e se camuflar debaixo de uma árvore, o que despertou suspeição da equipe de policiais. Na abordagem, foi encontrado com o homem de 19 anos um invólucro contendo 20 pedras de crack, R$ 121 e um aparelho celular. Já o homem de 47 anos disse que dispensou a droga por ter se assustado com a presença da guarnição. Ele também contou que pagou pela pedra de crack a quantia de R$ 5. Os dois foram levados para DPPC.

Falso motoboy
A Polícia Militar apreendeu um adolescente de 17 anos que confessou ser integrante de quadrilha especializada em aplicar o “golpe do motoboy”. A apreensão aconteceu na agência do banco Santander, avenida Leopoldino de Oliveira, às 14h45 desta quinta-feira (25).

Flagrante
O adolescente foi detido por testemunhas no momento em que sacava R$2 mil de uma vítima e confessou que “comete os crimes em conjunto com outras pessoas, porém desconhecidas, e que apenas recebe ordens pelo telefone por um número com DDD 011 dizendo em qual endereço deve ir buscar o cartão com senha e deslocar até o banco e realizar o saque”. Ele seria o falso motoboy que se passa por funcionário do banco e apanha o cartão bancário das vítimas afirmando que será cancelado e inutilizado.

Certo da impunidade
O menor disse também que “comete os delitos em várias cidades ficando entre três a quatro dias em cada cidade e que já havia feito outras vítimas em Uberaba.” O adolescente também contou que estava hospedado em um hotel no bairro São Benedito. Ele foi levado para DPPC juntamente com duas máquinas de cartão, vários cartões bancários de terceiros, celular, dinheiro, jóias e outros objetos. O adolescente se mostrou muito tranquilo, talvez por saber que seus atos infracionais não vão dar em absolutamente nada.

Tráfico de drogas
Durante patrulhamento de rotina às 20h desta quinta-feira (25) pela avenida XV de Novembro, bairro Estados Unidos, policiais militares prenderam um desocupado de 21 anos com 17 pedras de crack e R$ 60 em dinheiro. Ao perceber a presença da Polícia Militar jogou um invólucro com as drogas no chão. Ele disse que não mora no bairro e também não usa crack e já foi preso por tráfico de drogas. O acusado foi encaminhado à DPPC.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia