JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 01 de março de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 09/02/2021


Continua depois da publicidade


Vendedora registra ocorrência contra sobrinho de 13 anos por importunação sexual

Importunação sexual
Um adolescente de 13 anos está sendo acusado de importunação sexual. A vítima seria a tia dele, uma vendedora de 21 anos. Ela conta que estava em uma fazenda no município de Água Comprida (MG), quando seu sobrinho se deitou na mesma cama onde ela estava dormindo e desamarrou a alça de sua blusa. Em seguida, o garoto tirou o pênis pra fora e começou a se masturbar. Durante o ato, o sobrinho teria lhe tocado novamente, deslizou uma das mãos pela lateral esquerda do seu corpo, iniciando o toque no ombro e terminando no quadril. A vendedora relatou ainda que, diante do fato e do susto, se levantou da cama e saiu do quarto sem falar nada com seu sobrinho.

Reincidente
A vendedora conta também que foi para o primeiro pavimento da casa e aguardou os demais familiares acordarem e informou o ocorrido à sua irmã. Ela ainda acrescentou que seus parentes sabem que o rapaz possui esse tipo de comportamento quando fica sozinho com suas tias. E mais: “já teria tentado brincar de namorar com uma de suas primas de 7 anos". Foi feita uma reunião entre os parentes e dada a oportunidade para que o adolescente se explicasse. O rapaz disse que sabia que sua tia estava dormindo, pois ela teria ingerido bebida alcoólica e que se ela não tivesse acordado, teria terminado de fazer... Disse mais: que sabe perfeitamente o que estava fazendo.

Atacado por jumento
Na tarde desta segunda-feira (8), a Polícia Civil instaurou inquérito policial para apurar morte de um menino de apenas um ano de idade. Segundo informações, ele teria sido atacado por um jumento no dia 1º de outubro de 2020. Logo após o acidente, o garoto foi levado para atendimento médico e morreu no dia seguinte. O acidente foi registrado em uma fazenda BR-262.

Violência doméstica
Dona de casa de 28 anos procurou a Delegacia de Plantão da Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (8) e disse que está em processo de separação do companheiro, que tem 42 anos. Contou que durante o relacionamento sofreu violência psicológica, resolveu sair de casa e levou uma arma de fogo, de propriedade de seu ex-companheiro. Informou ainda que só levou a arma de fogo por medo que ele usasse contra ela, afinal o homem teria pedido até exoneração do trabalho para ficar por conta de importuná-la, pois não aceita o fim do relacionamento.

Apreensão e prisão




Continua depois da publicidade


Depois de ouvirem atentamente a dona de casa, por determinação da autoridade policial, uma equipe da Polícia Civil foi até a casa onde mulher está morando e apreenderam uma garrucha de calibre 32 (arma do ex-companheiro). Em seguida, foram até a casa onde está e ex-companheiro e apreenderam duas munições de calibre 32 e fizeram a prisão dele. Isso mostra que as vítimas de violência doméstica podem e devem procurar a polícia. O que não podem e não devem é ficar em silêncio.

Assalto a residência
A Polícia Militar registrou, por volta das 16h40 desta segunda-feira (8), assalto a residência na rua Suécia, Vila Leandro, em Uberaba. A vítima, uma mulher de 51 anos, foi abordada por quatro homens no momento em que chegava em casa no seu carro, um Renault Sandero. Um dos ladrões, o que aparentava ser menor de idade, foi o mais cruel. Ele sacou um objeto, que aparentava ser uma arma de fogo, apontou para cabeça da vítima, mandou que calasse a boca. Ainda, o mesmo assaltante segurou a boca da mulher com força e pegou as chaves do carro. Eles fugiram levando o carro e outros objetos, mas antes, um deles chutou o animal de estimação da casa, uma calopsita. O pássaro ficou ferido. Policiais militares estão à procura dos quatro autores.

Falso sequestro
Os estelionatários continuam fazendo a festa. Desta vez uma dona de casa de 52 anos foi a vítima do falso sequestro e perdeu R$23,5 mil. Ela recebeu uma ligação de um homem informando que estava mantendo sua filha e netos reféns e todos seriam mortos caso não pagasse o resgate através de transferência bancaria. Ela acreditou e transferiu R$2 mil para conta de uma mulher. Depois R$ 4 mil para conta bancária de um homem. E mais: R$ 4 mil, R$ 4 mil, R$ 4 mil, R$ 3,5 mil. O dinheiro acabou e os golpistas fizeram a dona de casa contratar um empréstimo de R$ 4 mil no banco Santander. Os R$ 4 mil também foram depositados para os golpistas. O marido da mulher tomou ciência dos fatos e foi até a casa da filha e descobriu que se tratava de um golpe. A dona de casa comunicou o fato à gerência de seu banco, mas só pode cancelar o depósito de R$ 2 mil.

Clipagem de seu pet
O Corpo de Bombeiros Militar compareceu, às 17h desta segunda-feira (8), em um estabelecimento comercial, na avenida Santos Dumont, Vila Santa Maria. No local os militares resgataram uma cadela que estava presa no banheiro. O animal foi liberado e saiu correndo. A cadela estava de coleira, mas sem nenhuma identificação. Só para lembrar: a Zoonoses faz a clipagem do seu animalzinho de graça. Com a clipagem fica fácil localizar o dono.

Mulher é arrastada durante roubo
Empresária de 55 anos foi assaltada na porta de um hotel geriátrico, na Vila Santa Inês, as 14h desta segunda-feira (8). Ela estava parada na porta, momento em que foi abordada por um homem. Ele jogou a mulher no chão. E não satisfeito ainda a arrastou pela calçada e roubou a bolsa de cor bege da marca “Luiza Barcelos”. Dentro da bolsa estavam R$ 3 mil em dinheiro, um cheque de R$ 3,7 mil, cartão bancários, documentos e moedas. O autor fugiu pela rua Ceará em direção ao bairro Universitário. A mulher sofreu escoriações no pé direito, pernas, braços e sentia dores no local onde havia feito uma cirurgia.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia