JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 10 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Reginaldo Baleia Leite REGINALDO LEITE 29/07/2022



#12 - GP da França - Desespero vermelho

*Momento ruim de Leclerc

Max Verstappen ganhou mais uma. Desta feita, sem tem que lutar muito pela ponta, já que muitos pensam que é fácil liderar uma corrida sozinho lá na frente por tantas voltas. E não é, pois exige muita concentração e disciplina mental. Um claro exemplo disso foi o abandono de Senna em Mônaco em 1998.

A etapa francesa foi daquele tipo “já vi esse filme antes”. Leclerc fez a pole; largando daí sustentou a ponta e até chegou a abrir do piloto taurino. Na sequência, viu Max se aproximar, porém sem um ataque efetivo, uma vez que não tinha velocidade suficiente para superar o rival. Sendo assim, a Red Bull resolveu antecipar a parada, para tomar a ponta quando Leclerc realizasse a sua.

Afoito. A corrida nos reservava um final emocionante. No entanto, desta vez, o monegasco não ficou sem a taça por erro tático da equipe ou uma falha mecânica. Foi o próprio piloto que colocou tudo a perder. Nas etapas corridas até aqui, Leclerc cometeu um erro na Itália, no qual perdeu quatro posições, mas marcou pontos e agora esse, que custou caro. Verstappen tem agora 73 de vantagem. Uma senhora tranquilidade para levar o caneco na final.

Aparentava. A Ferrari, depois de duas temporadas quase que no ostracismo, começou 2022 com tudo. Apresentou um carro rápido e bem pensado, com o qual Leclerc se casou muito bem. Após as três primeiras etapas, até parecia que este seria um ano de glória para os vermelhos. Entretanto, no decorrer do campeonato, vimos que o carro não era confiável e começaram os abandonos por falhas técnicas. Fora isso, a equipe cometeu erros absurdos, prejudicando seu piloto com maiores chances para favorecer Sainz Jr, que, aparentemente, ainda não casou com o carro de 2022. Nesta etapa, o hispânico também sofreu com erros da tática implementada pela turma dos boxes. Sainz Jr. recebeu ordem de parada quando já era terceiro a onze voltas do final da etapa.

7x1 - Leclerc soma sete poles nessa temporada e apenas três vitorias. Dessas sete poles, apenas agora na França abandonou por erro seu, os demais foram falhas mecânicas ou daquela turminha que fica da mureta dos boxes controlando tudo. No caso da equipe vermelha, são eles que descontrolam tudo.

Queria mais. A Mercedes desembarcou na França com ótimas expectativas. E esperava andar junto com Ferrari e Red Bull. Ao final da classificação, viu que a realidade ainda é outra. Lewis, o melhor da equipe na classificação, obteve o quarto posto, a quase um segundo da pole (0,9). No final, conseguiu colocar seus dois pilotos no pódio. Não por um bom desempenho, mas erros e azar de outros. Lewis foi segundo e Russell P3.




Continua depois da publicidade


Detalhe. A Mercedes não é rápida como os taurinos e vermelhos, mas raramente quebra e está quarenta e quatro pontos atrás da Ferrari. De agora pra frente, quase tudo, MGU K e H, motor e etc. que as duas Ferraris vierem a trocar serão punidas, ou seja, quem começou o ano com pinta de campeã vai ter que se esforçar para não terminar na terceira posição.

Quase. O campeonato de 2022 começou muito bem, com ótimas disputas. Porém, após a vantagem de Verstappen adquirida depois da etapa francesa, ficou muito difícil ele não ganhar ao final, pois nem precisa vencer todas as demais. Poderíamos dizer que quase acabou só que ainda faltam dez corridas. E tudo pode acontecer. Mas, se prevalecer a lógica, já era.

Outros. Magnussen assim como Sainz Jr. foram punidos por trocas de peças e largaram d final do pelotão. Ao fim da primeira volta Magnussen havia superado seis carros. Lewis foi bem à largada e superou Perez. Perez não se encontrou nessa pista. A Alpine conseguiu superar a Mc Laren.

Programação do GP da Hungria

Sexta-feira, 29 de julho 09h00 – Treino Livre 1 (Bandsports) 12h00 – Treino Livre 2 (Bandsports)

Sábado, 30 de julho 08h00 – Treino Livre 3 (Bandsports) 11h00 – Classificação (Bandsports e Band)

Domingo, 31 de julho 10h00 – Grande Prêmio da Hungria de F1 (Band)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar