JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 05 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Reginaldo Baleia Leite REGINALDO LEITE 12/11/2021


Continua depois da publicidade


#18 & 19 - As etapas do norte

Foto/Divulgação

Após duas etapas na América do Norte, nas quais Max Verstappen se sagrou vencedor, o circuito da F1 desembarca no Brasil. Numa sequência rara no calendário da categoria, onde teremos três etapas em finais de semanas em sequência, México, Brasil e Qatar. Para que isso fosse possível, devido às distâncias intercontinentais, foi montada uma logística aeronáutica de guerra e extremamente cara.

Críticas - Nessas duas etapas norte-americanas vimos algumas semelhanças. Nos EUA os pilotos reclamaram das ondulações da pista, já no México a reclamação era da sujeira da pista. Nas duas vimos um excelente público.

Torcidas - Na terra do Tio Sam nunca vimos muitos torcedores engajados e torcendo nas disputas. Nem pareciam torcedores norte-americanos. Pois nunca deram muita atenção à categoria. Já a torcida mexicana é outro patamar; os caras gostam mesmo e, para complementar, tinham pela primeira vez um representante no grid com um carro de ponta.

Excelente - Em Austin, a pole foi de Max. Mas quem assumiu a ponta, após a primeira curva, foi Lewis, que realizou uma excelente largada, mesmo saindo do segundo posto. Já no México a primeira fila era toda da Mercedes, contrariando o desempenho dos carros alemães demonstrados nos outros treinos. Max estava na segunda fila, atrás do pole Bottas. E desta feita quem largou bem foi Max, que assumiu a ponta mesmo saindo da segunda fila. Uma excelente manobra.

Outra semelhança, nas duas etapas não tivemos uma disputa direta pela ponta. Em Austin, Hamilton comandou até o momento em que foi aos boxes e nunca mais voltou à primeira posição. Max parou antes dele e, quando todos pararam, conquistou a P1 e a manteve até a bandeirada final. O inglês até esboçou uma reação no final, que atraiu a atenção de todos. Porém, em momento algum esteve perto de tentar alguma ultrapassagem.




Continua depois da publicidade


Passeio - Voltando ao México após assumir a ponta no circuito Hermanos Rodríguez, Max reinou tranquilamente, impondo uma ótima diferença para cima dos demais. A tranquilidade era tanta que ele estava mais preocupado com a disputa entre Lewis e Perez, pedindo informações no rádio em diversas ocasiões.

Visão periférica - No terço final da prova, Lewis e Perez foram o foco das atenções. O piloto da casa realizou uma parada tardia na volta 40 e Hamilton havia realizado a sua 11 voltas antes. Sendo assim, com pneus novos, Perez tinha todas as condições para alcançar o inglês. E alcançou a 10 voltas do final. Mas, como aconteceu com Lewis em Austin, mesmo estando mais bem calçado, não conseguiu tomar a posição do adversário.

Na bandeirada, a ordem foi Max, Lewis e Perez. A torcida mexicana comemorou intensamente, até parecia que foi Perez que tinha sido o ganhador da etapa dada a euforia do grande público. Os mexicanos ficaram anos sem sediar uma etapa e agora tinham um piloto no pódio.

Devaneios. Max Verstappen desembarcou no continente norte americano com uma pequena vantagem para seu oponente, 6 pontos. E saiu de lá com uma vantagem de 19 pontos, demonstrando que a campanha taurina foi excelente. Porém, faltam apenas 4 etapas a serem disputadas. Teoricamente, o circuito paulistano é pró-Red Bull. A diferença é ótima em favor do holandês. Não devemos esquecer que esse campeonato já nos proporcionou 6 trocas de liderança.

Quando o circo desembarcou na Inglaterra, Max tinha uma vantagem de 30 pontos e saiu de lá com apenas 5. Analisando a fundo, essa realmente é uma temporada atípica em relação a todas realizadas desde 2014. Mercedes e Lewis formam uma ótima e vencedora parceria. Porém, não se pode esquecer que os taurinos já vivenciaram algo parecido de 2010 a 2013, e estão empenhados a repetir esse sucesso


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia