JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 14 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Jefferson Genari TV MIX 09/10/2019

SEPARAÇÃO

Parece mesmo que tudo que é bom deve ser aproveitado, porque dura pouco. Pelo menos no que se trata de reuniões de grupos musicais no mundo POP. Este ano, depois de longos anos de espera, as Spice Girls retornaram para uma grandiosa turnê. Os fãs do mundo todo ficaram animados com a possibilidade de rever as cinco integrantes. O projeto já começou com o pé esquerdo, porque uma das integrantes não topou se reunir com o grupo. Victoria Beckham resolveu se dedicar exclusivamente aos seus negócios na moda. Até aí tudo bem, várias datas com ingressos esgotados lotaram a agenda das meninas. Ao que parece, houve uma nova briga entre as integrantes. Geri e Mel B se envolveram em uma polêmica há alguns meses. Mel B disse que havia tido um envolvimento romântico com Geri, que não gostou nada disso. Esse seria um dos motivos dela não topar uma nova leva de shows da reunião do grupo. O pior é que havia uma proposta de residência em Las Vegas, que foi cancelada, pois o interesse da empresa era reunir o máximo de Spices. O contrato era de mais de R$250 milhões. No entanto, as Spice ainda podem se reunir para o 50º festival de Glastonbury, em junho do ano que vem. Vamos aguardar!

SEGUNDA CHAMADA

Investindo pesado em produções independentes e com cunho político e social, a nova aposta da Globo é Segunda Chamada, que estreou nessa terça-feira. Em 11 episódios, a trama pretende mostrar a luta de professores e alunos jovens e adultos dispostos a aprender e a ensinar. A produção conta exatamente que pessoas decidem estudar a modalidade de ensino público voltada a quem não pode concluir o ensino na infância. Isso fez com que 85% das gravações fossem noturnas, dando um clima mais tenso e realista aos episódios. Um dos destaques, é a cantora Linn da Quebrada, que estreia como atriz no papel da trans Natasha. A promessa é de uma mistura entre dramas pessoais, profissionais, econômicos e políticos. Será que o sucesso de Sob Pressão vai se repetir?

GUERRA DE FANDOMS

Para quem não sabe, fandom é o nome dado a um número de fãs de determinado artista. Nos últimos dias, os fãs de Anitta e Ludmilla (que são amigas) cravaram uma guerra online devido aos créditos de composição da música Onda Diferente, que tem a participação do rapper Snoop Dogg. Muitos fãs da “Malandra” não gostaram de ver que o nome de sua musa estava fora dos créditos da música nas plataformas digitais. O que muitos não sabiam é que este era um acordo entre ambas as partes. Para lançar a música, Snoop Dogg pediu 50% dos lucros. Anitta, então, creditou a amiga com a outra metade. Uma atitude superbacana, mas que os fãs não entenderam de primeira. Foi preciso que Ludmilla viesse a público esclarecer essa história. Ela contou justamente que o pedido da divisão dos créditos foi feita pelo rapper e que as cantoras não poderiam perder a chance de fazer o projeto, por isso aceitaram o acordo. Anitta, inclusive, pediu aos fãs que respeitassem os outros artistas e que evitassem brigas por esses assuntos.

APRESENTAÇÃO HISTÓRICA

Marília Mendonça fez história! O projeto Todos os Cantos, em que ela percorre várias regiões do país com um show gratuito, reuniu cerca de 100 mil pessoas na Praça da Estação em Belo Horizonte. O projeto ficou parado por 3 meses, não pela gravidez, mas pela agenda lotada de shows.

NÃO TEM NO BRASIL

Luana Piovani voltou a ser destaque na mídia nos últimos meses, após expor publicamente críticas sobre a relação do seu ex-marido Pedro Scooby e Anitta. Aproveitando o destaque que recebeu, ela vem participando cada vez mais das redes sociais e estreitando os laços com seus seguidores. Um deles, inclusive, perguntou se ela voltaria a morar no Brasil (atualmente, ela mora em Portugal), e a resposta foi curta e grossa: “Nem Fu”. Há algum tempo, ela chegou a dizer que dá trabalho ser cidadã brasileira, porque ela é cobrada a postar conteúdos de protesto e posicionamento nas redes sociais.

POR ONDE ANDAM? COMO ELES VIVEM?

Ex-BBB Max Porto (na foto abaixo, à esquerda) diz que não sobrou nada do prêmio que ganhou no programa. Participante da edição número nove do programa, ele revelou em entrevista que não sobrou nada do prêmio. “Daquele montante não sobrou nenhum centavo. Eu tinha muitos sonhos que queria realizar. O prêmio para mim foi um vale-sonho. De lá para cá, me endividei bem. Hoje tenho dívidas milionárias”. Diferente dele, outro ex-BBB, Rafinha (na foto abaixo, à direita), músico que conquistou vários admiradores pela sua simplicidade, disse que não mexeu em nenhum centavo do prêmio. “No começo, minha preocupação era ter uma segurança, investir em coisas que eu gostava. Hoje trabalho com tatuagem e meu estúdio é o meu investimento. Não mexi no prêmio”. Quem também alega que não mexeu no prêmio é Emily, que foi notícia após ser ameaçada pelo seu par romântico no programa.

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia