JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 19 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Roberto Moura - Ticha NO BICO DA CHANCA 06/08/2022



Além da culinária, Macarrão serve bem no futebol!

TOQUE DE PRIMEIRA

Macarrão combina na gastronomia de um atleta de futebol? As vezes sim, na Itália principalmente, na refeição da Udinese, Zico contou que era um prato de Macarrão com uma taça de vinho e tudo ficava bem. Agora, com essa família que a coluna vai falar parece que tudo deu certo. O futebol na família Borges de Oliveira começou com Gilberto Macarrão, que além de bater uma bola com categoria e jogou é um dos melhores clubes da cidade, isso naquela época, defendendo a Merceana, criou e foi admirado pelos filhos Elmo e Edio Wilson. Na verdade, Gilberto Macarrão jogava bem. Atuou no Palmeirinha, Santa Marta e Sete Colinas. Este foi craque. A cópia e o gosto pelo futebol não pararam, pois o filho Elmo Macarrão brilhou nos gramados da cidade e interior de Minas. Foi ponta driblador, daqueles que partia pra cima, além do mais era admirado pelos colegas de clube, incluindo o saudoso zagueiro Marquinho quando jogava no USC. Clube que encontrou a barreira de ficar na reserva de Ilton e Dílson. Caso Elmo tivesse optado por jogar em outro clube certamente seria titular absoluto. Depois foi jogar na URT e em alguns clubes de amador e fez o maior sucesso. Coitado dos laterais que o enfrentavam. Era hábil e veloz. Agora, o nosso amigo é louco por futebol. Edio Makarrão que jogou na lateral esquerda e sempre se esquivou de enfrentar o irmão Elmo, tem um pouco de história no mundo do futebol amador. Tem um curriculum da melhor qualidade, mas tudo veio do pai. Edio Wilson de Oliveira nasceu em 1968, quando viu a luz, sua mãe, Haidê Cardoso Borges exclamou! “Nasceu um craque”. E foi no Palmeirinha que deu seus primeiros chutes. Seu primeiro técnico, aquele que teve a maior paciência do mundo foi o Cabo Milton. Foi com a idade de 15 anos que assinou sua primeira súmula e deu trabalho para o saudoso subtenente Dalmo. Maka aponta que o Nem Cabeça foi o melhor que jogou com ele. Disse ainda que marcar o Silvio Bernardes era complicado. Sua maior emoção foi a de ser campeão Juvenil pelo Nacional. Sempre gostou de jogar; bem ou mal estava lá. Fala que o melhor time que jogou foi o Fabrício-86 com Romeu, Fabinho e cia. Através do futebol conseguiu um excelente emprego e foi trabalhar na Constrig. Roberto Dinamite foi seu grande ídolo, mas a emoção quando criança, foi a de ver o lateral Wanderlei de perto. Não esconde a verdade ao ouvir comentários sobre seu pai e o irmão Elmo: fica feliz. Outro momento mágico foi treinar no Nacional com Da Silva, Paulo Rodrigues, Givaldo, Tepa; sua missão foi a de marcar o ponta Sabará e complicou a vida do atacante. Maka fala de um golaço que fez: - “Jogando de zagueiro contra o Juvenil do USC, sai em um contra-ataque, cortei o goleiro Gurgel e mais dois zagueiros e empurrei a bola para o fundo da rede. Foi um momento mágico”.; A família Makarrão é recheada de craques: Gilberto, Olavo Cabeção; Nem Cabeça, Saruca, Digo, Elmo, Kim e o goleiro Alex. Sem contar com a torcida da época que descia a sombrinha nas torcidas adversárias. A primeira competição do Maka foi no Intercolegial de 1977, pela escola Irmãs Carmelitas. Lembra dos seus treinadores: Saruê, Zé Luiz, Nardo, Caetano e Rui, todos ajudaram um pouco para modelar o homem que se tornou. Edio Wilson Oliveira é casado com Kellem Cristina; tem orgulho dos filhos, Patrícia e Paola, e do neto João Gilberto que por ironia do destino não curte futebol. Tem alguns títulos como: Juvenil pelo Nacional; Júnior pelo Fabrício, Amador Taça Uberaba, Master pelo Madureira. Na verdade, Makarrão foi bom de bola, fez história no futebol local, e ainda sente e vive o clima de atleta jogando no Sênior e nas peladas do Uirapuru. É um moço que todos gostam. Recordar é viver, como é bom falar de você.

Maka no Juvenil do Fabricio

Tendo o apoio do papai e mamãe

Seu pai Gilberto no Sete Colinas

Exibido a boa forma de jovem atleta

Elmo Macarrão o craque da família

MOTO ZEMA tem a moto de seus sonhos. Peças, serviços, acessórios e qualidade no atendimento. Avenida Guilherme Ferreira, 795 – fone: 3318-3600. WhatsApp 9.9918-0717 Visite nosso showroom e realize seu sonho de ter uma moto 0 quilômetros. Inspeção gratuita de 21 itens. Fácil comprar.




Continua depois da publicidade


CANELADAS

Karrapixo falar com Davi:
--- David, o Makarrão não tinha parado de jogar futebol?
--- Ouvi falar que a bola já largou dele, mas ele não larga da bola...

Quando o Makarrão entrou em campo para jogar no Uirapuru o ponta perguntou:
--- Quem é aquele lateral que vai me marcar?
--- É o famoso Macarrão.
--- Pra mim vai ser um prato cheio...

No Paraíso, Eva pergunta para o Adão:
--- Adão, você ama?
--- Por acaso tenho outra opção?

Perguntaram ao Netinho do Makarrão:
--- João Gilberto, por que não gosta de futebol?
--- Foi porque eu vi meu avô jogar...

ESTEIO Materiais para Construções é o caminho certo. Avenida José Maria Reis, 310 – fone: 3338-8444. Da base ao acabamento, ESTEIO nome sólido em construção. Fale com Nadir, Oscar, Diego ou Larissa. Construa com qualidade. 39 anos no mercado com os melhores preços. Venha tomar um café conosco. WhatsApp 9.9250-8444.

BOLA DE MEIA

O choque foi na terça-feira, onde Everton, depois de driblar vários adversários, não conseguiu “fintar” o infarto fulminante, que foi duro com ele, e nem cartão vermelho levou. A consequência acabou na morte do ex craque, que não resistiu e deixou todos tristes.

Na quinta-feira, chegou a notícia das mais tristes do mundo da bola e das amizades que o jovem (41) Everton havia falecido. Rapaz, nunca recebi tanto Whatsapp em um só dia. A bola ficou triste e nem mesmo quis quicar. Deus cuide da alma do amigo Everton.

Hoje tem Cruzeiro em campo. A Raposa joga em casa e defende a liderança do Brasileiro da Série B. Na verdade, vai ser um derby mineiro, o adversário é o Tombense, quinto colocado na tabela. Ontem o Guarani precisou de pilha para a lanterna.

O Brasileirão da Série A, mais uma vez tem rodada recheada de bons jogos e definições matemáticas. Exemplo: Juventude, último colocado, joga em casa contra o bom time do América. O Botafogo precisa se reabilitar, o duelo é contra o Ceará. Pegado.

Mesmo jogando na ressacada o Avaí vai ter que jogar muito para bater no Corinthians. O Atlético-GO encara o Bragantino: jogo igual. Acredito que o Internacional vai ter trabalho diante do Fortaleza. Santos, pra mim, é favorito: Coritiba.

Jogão de bola vai ser entre São Paulo x Flamengo no Morumbi. Fluminense deve deitar e rolar pra cima do Cuiabá. Palmeiras pode ter dificuldade, mas deve passar pelo Goiás. Agora, a briga entre os dois Atléticos: “PR” no Mineirão, deve ser taco-a-taco.

Começa a “Segundona” Mineira. Em Patos de Minas o Mamoré encara o Paracatu. O Coimbra B joga em casa contra o Inter de Minas. No “Fausto Alvin”, o Araxá é o favorito diante do Inter- São Gotardo. O bom da rodada é que todos são desconhecidos.

Serranense tem alguns jogadores acima dos 23 anos, mas o time é jovem e tem muita vontade de jogar este campeonato. Milagres, ex-goleiro do USC, é o treinador. Com isso vai tentar surpreender o Nacional. Pode ser uma partida pegada. Vai ser um bom duelo.

Fabricio e Vila Nova fazem esta tarde, no Glayer Leite a final do certame de Juniores. O time grená joga pelo empate. No jogo preliminar tem o clássico no Senior com Fabrício encarando o Bonsucesso. O Beira Rio viaja até Verissimo. IAC visita o Bom Retiro.

No domingo tem o Pré-mirim com o artilheiro Loreno fazendo a alegria do Bom Retiro. O Independente estreia no Amador e recebe a Merceana em casa. O Bonsucesso encara o Bom Retiro. O Barcelona atravessa a cidade e vai enfrentar o Madureira.

Esta tarde o Nacional volta oficialmente ao Uberabão e faz sua estreia na “Segundona”. O adversário é o Serranense. Lúcio Vaz armou sua equipe de maneira que os jovens se sintam à vontade e joguem como sabem. Acredito no alvinegro. TRAVA.

TA CONFECÇÕES. 25 anos de sucesso no mercado Brasileiro. Av. Leopoldino de Oliveira, 2084. Telefone: 3338-3050 – Whatsapp 9.8857-2440. Toda ocasião é especial com TA Confecções. Venha ser feliz. Atendimento classe “A”. Faça-nos uma visita.
 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar