JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de julho de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Roberto Moura - Ticha NO BICO DA CHANCA 16/06/2022



De estrela do futebol a secretário municipal, Claudinei Nunes fez e faz muito por Uberaba

TOQUE DE PRIMEIRA

Nosso personagem da coluna de hoje é da cidade de Ibiá, quando se fala o nome desta cidade, o pensamento chega logo no craque Paulo Lúcio de Paula Teixeira, o Paulinho, só que não é ele. Vamos falar um pouco de Claudinei Donizetti Nunes, que recebeu até título de Cidadão Uberabense. O moço de Ibiá é filho de Onofre Evaristo Nunes e Maria Inês Nunes. Claudinei começou a dar seus primeiros chutes na “gorduchinha” com 10 anos de idade e foi bicampeão Dente de Leite no Uirapuru; o campeonato era organizado pela dupla Nego e Galinho. Dois anos depois, foi convidado para fazer parte do Dente de Leite do alvinegro. E com 14 anos foi promovido para a categoria Juvenil (pulou o Infantil). Logo em seguida, mas já com 15 anos foi promovido para o profissional, pelo então treinador Normandas Lima que é considerado pelo Claudinei, juntamente com Valdir Bim como os melhores treinadores. Mas não esquece de seu primeiro técnico que foi o famoso e saudoso Jairo dos Santos, o Jairão. Sempre como lateral esquerdo jogou pela seleção Juvenil de 76. Inspirou nos jogadores Marinho Chagas e no Vandinho, o Vander Ghizzoni, que é seu primo. Claudinei fala que seu momento marcante foi quando conquistou o título de campeão Juvenil pelo Nacional onde venceu o bom time do Independente no estádio “Antônio Dal Secchi", mas infelizmente, o Expressinho perdeu todos os pontos, isso em função da documentação de naturalização do Abdallah não ter chegado antes do prazo de regulamentação. Com isso, o Independente ficou com o título. Em JK foi só lamentação. Agora, uma partida que marcou foi contra o Guaxupé pelo Campeonato Mineiro: - “Estávamos perdendo por 1 a 0, e o Eneas marcou dois gols de virada, com a minha assistência, estreia; fui bastante elogiado pela imprensa”. Concluiu. Claudinei marcou um golaço contra o Independente, no JK; acertou uma “bomba” de perna esquerda, sem chances para o goleiro. Ainda fala que sua maior emoção no mundo da bola foi a de ser Campeão Mineiro da Segunda Divisão. Ainda diz que gostaria de destacar dois dirigentes: Dr. Sultan Mattar e o Dr. João Miguel Hueb Filho. Torce por dois clubes: Nacional FC e Botafogo de Futebol e Regatas. Na base destaca os dois melhores jogadores que jogaram com ele: Celinho e Abdallah; já nos profissionais foram Enéas e Pirangi. Claudinei aponta Toni Kroos como o melhor da atualidade. No quesito adversário chatos, ele destaca dois: Didi do IAC e Serginho do Fabricio. No Futebol de Salão, hoje Futsal, Claudinei jogou no Jockey Clube, onde no Infantil e Juvenil foi Vice-Campeão Mineiro e Campeão do Interior, na época o treinador era o saudoso Washington Madeira. E afirma que no Futsal Zezé e Luiz Alberto Medina foram dois craques que tiveram o prazer de jogar juntos. Ele acrescenta que o melhor que jogou foi o Nacional de 1977/78, que foi campeão do Torneio Incentivo, e aquele time que enfrentou o Vasco da Gama na entrega das faixas com o Uberabão lotado. O Vasco veio com Leão, Roberto Dinamite, Abel e outros craques. Ainda relata que teve uma infância muito feliz e ligado ao futebol e foi seu pai que assinou sua ficha amarela. Através da bola fez muitas amizades, até mesmo com os adversários. Um momento triste foi quando o Zé Humberto Codorna fraturou a perna, isso me deixou abalado. Claudinei fala: - “Deixei o futebol muito cedo, após passar no teste no Marília, fui levado pelo Domingues Baroni. Voltei a Uberaba e comecei a trabalhar na FIUBE, hoje UNIUBE. Em 1987 iniciei na prefeitura e dei andamento aos meus estudos cursando Direito. Atualmente, ocupo o cargo de Secretário de Defesa Social. Em 2013 fiz parte da diretoria do Nacional com Salem El Meshim. Do futebol tenho saudades do ambiente do vestiário”, concluiu. Comparando o futebol do passado com o atual, diz que o anterior era mais técnico e com talento; o atual, o que predomina é a condição física. Não esquece das Marias Chuteiras” que viviam na rua da Poeira (Comendador Gomes), e acrescenta que sempre foram importantes. Hoje, com a vida tranquila, vive feliz com a amada e querida esposa Ana Tereza e com os filhos todos encaminhados: Maria Teixeira – Engenheira Civil; Gabriel Teixeira – Médico Veterinário. E tem o genro José Eduardo e a nora Natália Cardoso. A sua grande alegria são os netos: Eduardo Nunes, Romeu Abreu, Otávio Nunes e em setembro chega o Thomaz Abreu. Recordar é viver, como é bom lembrar de você. Claudinei fez história na bola e continua escrevendo.

Com o Nacional campeão

Nacional Dente de Leite

Garotinho com pinta de craque

No trabalho atual

MOTO ZEMA tem a moto de seus sonhos. Peças, serviços, acessórios e qualidade no atendimento. Avenida Guilherme Ferreira, 795 – fone: 3318-3600. WhatsApp 9.9918-0717 Visite nosso showroom e realize seu sonho de ter uma moto 0 quilômetros. Inspeção gratuita de 21 itens. Fácil comprar.

CANELADAS

Frase do amigo Karrapixo:
--- “Mulher feia e fruta azeda, só com pinga”.

Não demora muito, Karrapixo vai ganhar o apelido de comida de hospital, já que na maior parte do tempo ele está destemperado.

De um encanador, torcedor do Uberaba SC:
--- Não deu pé. Mais uma vez entramos pela tubulação. Nosso goleiro foi um cano, meio campo foi uma água, defesa foi um furo, o ataque só ficou na banheira.

O pescador entra na peixaria e pede:
--- Dê-me dois robalos.
--- Pronto, aqui estão dois dourados.
--- Mas eu pedi robalos!
--- Eu entendi, mas é que sua esposa, esteve aqui e disse: meu marido foi pescar. E quando ele vier aqui comprar a pesca, dê-lhe dois dourados. Já estou enjoada de robalos!

ESTEIO Materiais para Construções é o caminho certo. Avenida José Maria Reis, 310 – fone: 3338-8444. Da base ao acabamento, ESTEIO nome sólido em construção. Fale com Nadir, Oscar, Diego ou Larissa. Construa com qualidade. 39 anos no mercado com os melhores preços. Venha tomar um café conosco. WhatsApp 9.9250-8444.

BOLA DE MEIA

A torcida do Botafogo invadiu o departamento médico do clube e chamou atenção dos jogadores, cobrando reação no Brasileirão. Hoje, antes da partida contra o São Paulo no “Nilton Santos”, o Fogão está na zona de rebaixamento. A luta não é nada fácil.




Continua depois da publicidade


O mesmo pode acontecer com o Flamengo, time de folha milionária, com um futebol pobre. Ali a cobrança pode ser maior. Na verdade, o rubro-negro tem muitos jogadores velhos na equipe. Fosse um ou dois, tudo bem. A geriatria tomou conta.

Ontem foi um dia de o Brasileirão pegar fogo. O Galo foi enfrentar o Ceará. O Goiás recebeu o Internacional para aquele pequi. O Flamengo encarou o Cuiabá em jogo que o time de Dorival Júnior precisava mais do que nunca de vencer. Será que deu certo?

Na Arena da Baixada, lugar complicado para os adversários, o Corinthians foi sentir se o Furacão é mesmo um ventinho ou ventania. E o América Mineiro deve ter feito um bom duelo contra o Fluminense. O Bragantino recebeu o Coritiba com Muralha.

Hoje é dia de o Botafogo enfrentar sua torcida e o São Paulo. Não sei qual dos dois é mais complicado. O Palmeiras tem para conseguir mais uma vitória e disparar no topo da tabela; o adversário é o Atlético-GO. O Fortaleza pega o Avaí para sair da lanterna.

Com toda sinceridade e conhecimento. Acho que a direção do Uberaba SC não tem nada que abaixar a cabeça. Essa derrota na trajetória negra que causou o rebaixamento de time, não passou de mais um aprendizado. É nas falhas que se aprende. Foi um momento.

Rodrigo Alcino tem que levantar a cabeça, bater no peito e dizer: “Sou presidente de um grande clube. Estou cercado de gente amiga e competente”. O Uberaba SC é grande e tem uma torcida fantástica. Tenho certeza, que este tombo foi para aprender muito.

Da mesma forma, a gente vê o Nacional, que mesmo ficando na espera, nunca abaixou a cabeça. Está sempre presente nas disputas. Volta agora, e com certeza, vai buscar a sua volta ao módulo II. Antes disso tem que comer essa dura carne de pescoço.

Além do Vila Nova encarando o Operário, tem Cruzeiro segurando a liderança. O jogo de hoje, no Mineirão, é contra a Ponte Preta. A Raposa atravessa excelente fase e vai com tudo para cima da Macaca. A expectativa é de um bom jogo. Vai dar Cruzeiro.

Hoje às 15h no estádio “Vasconcelos Montes”, o Nacional comandado pelo excelente Lúcio Vaz joga para garantir presença na final do Regional sub 23. No primeiro jogo, o alvinegro venceu por 3 a 1, agora, é jogar com inteligência para se garantir na final.

Ao contrário do rival, o Uberaba SC enfrenta o XV Uber, no “Glayer Leite”, só que o Zebuzinho perdeu a primeira por 3 a 1, agora precisa vencer por dois gols de diferença. Djavan Moraes espera ter um time mais forte. De Lucca e Breninho podem jogar. TRAVA.

TA CONFECÇÕES 25 anos de sucesso no mercado Brasileiro. Av. Leopoldino de Oliveira, 2084. Telefone: 3338-3050 – Whatzapp 9.8857-2440. Toda ocasião é especial com TA Confecções. Venha ser feliz. Atendimento classe “A”. Faça-nos uma visita.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar