JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de janeiro de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Roberto Moura - Ticha NO BICO DA CHANCA 04/01/2022


Continua depois da publicidade:


Neinha é um jogador a ser lembrado


O golaço contra o Joinville

TOQUE DE PRIMEIRA

Enéas com a camisa do Nacional

A primeira coluna de 2022 vai falar um pouco daquele craque que teve poucas oportunidades, mas quando entrava em campo sabia o que fazer com a bola. Quem não se lembra de Eneas Francisco de Souza. Nos seus primeiros chutes na bolinha era chamado de Neinha. Nascido e criado no Bairro Estados Unidos. Filho de Pedro Francisco de Souza e Francisca Etelvina de Souza. Quando começou a jogar, na época, o futebol era visto com bons olhos, pois tinha muitos jogadores de qualidade que faziam a diferença. Foi no Independente Atlético Clube, no estádio “Antônio Dal Sechi” pertinho da sua casa, isso em 1970, que começou a chamar atenção, isso pelo seu bom futebol. E como a maioria dos jogadores que brilharam nos profissionais, Eneas passou pelas orientações do famoso Tião Valadão, que ainda vive e tem boa memória.

Valadão era um excelente disciplinador. Para jogar com ele o “craquinho” tinha que mostrar bom futebol e o boletim escolar, isso com boas notas. Da base do “Azulão do Bairro Yanque”, foi direto para o Nacional FC. Atuando com meia atacante foi um jogador que fazia a diferença. Em um amistoso contra o Vasco da Gama no Uberabão, acabou com o jogo e deixou o pessoal do time do Roberto Dinamite de boca aberta. O placar foi sem gols, mas, na verdade, o goleiro Leão fez milagre em praticar excelente defesa, isso em chute traiçoeiro do Eneas. Mesmo jogando em outros clubes do Brasil, ele afirma que o técnico Walter Zaparolli teve influência positiva na sua carreira. Na sua época, considerava o atacante Reinaldo, do Galo o melhor de todos. Atualmente ele acredita que o atacante Hulk é o melhor em atividade no Brasil.

Eneas jogou e fez sucesso no Uberaba SC, time no qual diz ser o melhor que jogou. Se não tivesse seguido a carreira de atleta profissional, optaria pela profissão de dentista. Dois gols inesquecíveis: o mais bonito foi contra o Joinville. O mais importante foi contra o Nacional, no primeiro duelo pela Taça Minas. Ele acredita que a vaidade no futebol está demorando a acabar, mas vai ser difícil. Ele é Flamengo de coração, mas sempre espelhou no futebol do atacante Palhinha, aquele que jogou no Cruzeiro e Corinthians. Ele acha que o futebol do passado era bem jogando e com altas e categóricas jogadas, onde os jogadores queriam mesmo era jogar bola. Hoje é mais mídia e preparação física, mas tem bons jogadores.

Ainda no meio do futebol, o que deixou impressionado foi a morte trágica do amigo e craque Arley. Maria chuteira não era a sua praia. João Hueb foi um presidente que agradou em cheio na sua gestão. Nos dias de hoje, mesmo aposentado, ainda trabalha firme. Vive com sua esposa Maria Helena e tem dois filhos: Rodrigo e Mariana. Como não pode esquecer, as netinhas Valentina; Florença e Laura são suas paixões. Eneas fez história no futebol local e parte do Brasil. Foi um excelente jogador e esbanjava qualidade.

 

Trio que fez sucesso no Juvenil do IAC: Nenê, Dida e Enéas

MOTO ZEMA tem a moto de seus sonhos. Peças, serviços, acessórios e qualidade no atendimento. Avenida Guilherme Ferreira, 795 – fone: 3318-3600. Visite nosso showroom e realize seu sonho. Inspeção gratuita de 21 itens. Fácil comprar.

CANELADAS

Makarrão encontra com Karrapixo:
--- Como passou de ano?
--- Passei nada. Ainda continua amarrotado...

O Guina chegou e perguntou ao Ivinho sobre o Tulinho:
--- Sabe quando o Tulinho do IAC começou a jogar bola?
---Não lembro, mas disseram que na época o “Mar Morto” nem estava doente e o Pão de Açúcar ainda era cupim...

Letreiro numa colônia de nudismo:
“Menino com mais de 14 anos brincando de pular carniça tem que dar o pulo completo...




Continua depois da publicidade


Segundo o glorioso Karrapixo que afirma com todas as letras que é pura verdade, ele conheceu uma moça tão recatada que usava sutiã até no peito do pé...

ESTEIO Materiais para Construções é o caminho certo. Avenida José Maria Reis, 310 – fone: 3338-8444. Da base ao acabamento, ESTEIO nome sólido em construção. Fale com Nadir, Oscar, Diego ou Larissa. Construa com qualidade. 39 anos no mercado com os melhores preços. Venha tomar um café conosco. WhatsApp 9.9250-8444.

BOLA DE MEIA

Começou a Taça São Paulo de Futebol Junior. E pelo que deu para notar, isso no primeiro impacto foi a superação dos grandes. Mas na verdade, todos os estádios estão com a casa “cheia” de empresários. Uns oferendo, outros comprando e outros agenciando.

O mercado da bola não para, mas na verdade, o começo é de muita expectativa e poucas contratações. Quem saiu na frente foi o Fluminense que prepara seu elenco para entrar forte nos principais torneios e campeonatos. Quem tem bala na agulha?

O que me “mata” é a frescura de alguns dirigentes do Flamengo, que usam o clube para vestir a vaidade e criando falsas expectativas. É o caso da dupla Spindel e Marcus Braz, que desfrutaram da Europa para contratar Paulo Souza e agora falam no R7. Kkkk.

Os “caras” vendem fantasia. O futebol é emoção e não aceita desaforo. A torcida merece respeito e trabalho sério. Gestão de pessoas é coisa para quem sabe. Não é na base do “lero-lero”. O ano vai ser complicado e o rubro-negro precisa de faturar.


Das sete divisões que começaram a Taça Uberaba de Futebol Amador, quatro terminaram. Nas categorias Pré-Mirim e Mirim deu Independente. No Infantil o Ipiranga ficou com a Taça. Nos Juniores, o Fabricio, com bela exibição foi o campeão.

Três divisões entraram na fase final, com isso, o Máster tem decisão entre as duas grandes equipes do Fabricio e Bonsucesso. O Sênior fica por conta de Pinheiros e Fabricio. Já no amador, Sete Colinas e Independente jogam em busca do título.

E o Campeonato Mineiro do modulo I começa no dia 26, quarta-feira. Entre os grandes da capital, América (Caldense) e Atlético (Villa Nova) jogam fora de casa. O Cruzeiro recebe a URT. O Uberlândia atua no Parque do Sabiá contra o Athletic.

Grêmio salienta a importância de Diego Souza no elenco. É um jogador de decisão, sempre presente nas cobranças de falta e colocação na área para as conclusões. Por outro lado, o atacante Douglas Costa é a grande dúvida; salário alto e pouca produção.

O torcedor colorado, nas esquinas, bares e reuniões relembram a campanha do USC na “Segundona”. Quem fez o primeiro gol do USC no certame? É a pergunta, que demorou um pouco a ser acertada. Ruam foi o autor; a partida foi contra a Patrocinense.

Mas quando veio a pergunta, aquela de quem fez o gol do título, todos acertaram precisamente. Clemente foi o pai da Criança. O artilheiro time foi o atacante Paulo Henrique que fez dez gols. A rede do Araguari está balançando até hoje. Gol é gol.

Qual foi, e quem marcou o gol mais bonito na campanha? Foi o lençol do PH diante do Manchester? Foi o lençol do Ingro no jogo final contra o Varginha? A discussão foi essa, mas fico com o gol do Marcio Adriano diante o Inter de Minas. Aquela pancada da intermediária foi de cinema. TRAVA.

TA CONFECÇÕES – Há 25 anos no mercado brasileiro com absoluto sucesso. Uniformes profissionais, escolares e promocionais. TA qualidade profissional. Av. Leopoldino de Oliveira, 2084. Telefone: 3338-3050. Faça-nos uma visita.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia