JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Roberto Moura - Ticha NO BICO DA CHANCA 19/10/2021


Continua depois da publicidade


Celso Roberto: jogador fino da bola

carlosticha@hotmail.com

Celso Roberto com a camisa do USC

 O jogador na formação do time

TOQUE DE PRIMEIRA

A cada década aparece um ou mais laterais direitos usando a camisa do Uberaba SC. A maioria deixou saudade, pois jogavam o fino da bola. Entre os que vieram de fora, Canindé foi o melhor. Jogador diferenciado e de alta qualidade. No início dos anos 60, vestiu a camisa alvirrubra e fez a diferença. Seu futebol marcou os grandes momentos e já vislumbrava o modernismo. Na verdade, os pontas esquerdas passavam apertados. Canindé, descia para o ataque e ainda fazia gols, isso deixou a imprensa da época e torcedores com interrogação na cabeça. Pablinho foi outro que jogou muito, era um jogador elegante e sempre com a cabeça erguida mostrava suas qualidades. Mas, a coluna de hoje fala um pouco daquele jogador criado no Fabrício e sobre o comando de Caetano Blancato, Naldo, Lula e comissão, que teve um crescimento incrível. Com a camisa grená jogava de volante, mas a convite de Baldomero Franco foi jogar no USC. Começou no Juvenil de 1977 e mais tarde brilhou na lateral direita do Colorado. Celso Roberto de Oliveira nasceu aqui na terrinha em 18 de agosto de 1957. Seus pais, Nelson Silva e Oliveira e Enedina Batista e Oliveira, sempre apoiaram o filho, que além de jogar bola trabalhava em um banco da cidade. Seu primeiro treinador, que caminhou sua carreira, foi Lori Paulo Sandri. Mas, o melhor de todos, aquele que mostrou o caminho, foi Cláudio Garcia. Um grande craque de sua época, que inclusive enfrentou o Zico. Ele confirma com orgulho dois melhores jogadores que teve a honra de jogar: Toinzinho e Tostão são os diferenciados. Sempre achou o ponta esquerda Eder Aleixo com um adversário chato. É fã de Cristiano Ronaldo e Messi e considera a dupla com o melhor do futebol da atualidade. O grande momento, que Celso Roberto se sentiu emocionado foi quando entrou no Maracanã pela primeira vez para encarar o Flamengo com Zico e muito mais. Agora, uma partida que apanhou do gramado, foi em Campo Grande, estado do Rio de Janeiro, o gramado tinha mais buracos do que tábua de pirulito. Três clubes marcaram sua carreira e sente orgulhoso de ter defendido os Clubes: Cruzeiro, Uberaba SC e Vitória da Bahia, o qual foi campeão baiano de 1985. Nos dias de hoje, Celso Roberto gosta da tranquilidade daquilo que construiu e na maior felicidade ao lado dos filhos Barbará Vieira de Oliveira, Karla Vieira e Matheus Vieira. É um pedaço de uma história escrita com a habilidade de um lateral que sabia jogar e mostrava como jogar. Craque tem história, Celso Riberto carimbou a sua.

Celso Roberto no Vitória da Bahia, campeão em 87

Ao Lado de Toinzinho

MOTO ZEMA tem a moto de seus sonhos. Peças, serviços, acessórios e qualidade no atendimento. Avenida Guilherme Ferreira, 795 – fone: 3318-3600. Visite nosso showroom e realize seu sonho. Inspeção gratuita de 21 itens. Fácil comprar. 

CANELADAS

No ônibus, duas amigas conversam:

--- Consegui que meu marido, aos 50 anos parasse de roer unhas.

--- Como assim?

--- Escondi a dentadura dele!

Tem diferença? – Quando perguntaram a um árbitro da LUF se a regra do futebol feminino é a mesma do masculino, ele ficou de responder outro dia...




Continua depois da publicidade


A velhinha vai ao escritório onde o Neto trabalha para visitá-lo e pergunta ao seu chefe, onde ele está?

--- Vim para visitar meu neto. O nome dele é Cariolono da Veiga. Posso falar com ele?

--- Hoje não vai dar. Ele pediu licença para ir ao enterro da senhora. 

Uma mulher foi condenada a prestar dois anos de serviços à comunidade por causa de um ganso que seu namorado matou para fazer um refogado: Moral da história:

O namorado AFOGA o ganso e a namorada é quem paga o PATO...               

ESTEIO Materiais para Construções é o caminho certo. Avenida José Maria Reis, 310 – fone: 3338-8444. Da base ao acabamento, ESTEIO nome sólido em construção. Fale com Nadir, Oscar, Diego ou Larissa. Construa com qualidade. 38 anos no mercado com os melhores preços. Venha tomar um café conosco. WhatsApp 9.9250-8444. 

BOLA DE MEIA

A bola volta a rolar pelos gramados da cidade. Mesmo não vendo muito entusiasmo por parte de atletas e clubes, a Liga Uberabense de Futebol vai promover, mês que vem um torneio “Taça Uberaba” em todas as categorias. O sistema é o famoso “mata-mata”.    

A crise do Cruzeiro parece não ter fim. Seis meses sem receber os jogadores e funcionários entraram em greve, mas já retornaram ao trabalho, com isso, uma eventual reação da Raposa na Série “B”, torna-se impossível. É lamentável esse acontecimento.

O Botafogo continua firme do G4 e bate pé dizendo que de lá não sai mais. A reação do Fogão foi algo de extraordinário. Agora, outro carioca que vem se aproximando é o Vasco. Depois das chegadas e Nenê e Diniz, o time se agigantou.            

Enquanto o Uberlândia não conseguiu seu intento, aquele de buscar a serie C do Brasileiro, aliás, nenhum dos mineiros conseguiram, o Tombense está na porta para conseguir chegar à Série B. A briga não é nada fácil. É aquela de tirar leite em pedra.

Brasileirão Série “A” está mais complicado do que nunca. Parece que a certeza é a de que o Galo vai levantar o título, isso porque é melhor e joga com intensidade. A briga vai ficar restrita nas vagas para Libertadores e Sul Americana. No G4 o Galo canta alto.

Resultados como o Atlético-GO vencendo o Atlético-MG, Palmeiras ganhando do Internacional mexe com a tabela, mas ainda é pouco para assustar o líder. O Flamengo, quando tem a oportunidade de diminuir a distância, mostra inoperância no ataque.    

Amanhã, é dia do “pau cair a folha”. Jogos da semifinal da Copa do Brasil prometem só jogos de nível. No Mineirão o Atlético recebe o Fortaleza; os cearenses atravessam boa fase. No Paraná, o Athletico com time descansado encara o Flamengo. Só emoção.

E a Segundona do Mineiro começa a ter mexidas essenciais na tabela. É o momento de se desdobrar para não passar batido. Araguari tomou outra goleada, desta feita foi em casa para o Araxá que voltou a assumir a liderança do Grupo. Figueirense caiu de quatro.

Não sei, posso até estar enganado, mas achei que foi surpresa a vitória da Patrocinense fora de casa em cima do Inter de Minas. Com isso, o USC que estava na ponta, caiu para terceiro. O Araxá está na frente e o time de Patrocínio é o segundo.

No Grupo “A”, Varginha e Santarritense estão na frente; No Grupo “B”, Araxá e Patrocinense assumiram a ponta. No Grupo “C”, Boston City continua na frente, mas no seu “cangote” estão Manchester e América-TO. O segundo turno promete muita emoção.

Depois de ter curtido a folga da tabela, o Colorado perdeu a liderança e a segunda colocação. Talvez aquele espaço do calendário prejudica muito. Agora é trabalhar, se organizar para recuperar a liderança do grupo. O Ganso vai ter folga. TRAVA.         

TA CONFECÇÕES – Há 24 anos no mercado brasileiro com absoluto sucesso. Uniformes profissionais, escolares e promocionais. TA qualidade profissional. Av. Leopoldino de Oliveira, 2084. Telefone: 3338-3050. Faça-nos uma visita.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia