JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 23 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Luiz Ciabotti Neto RADAR 29/01/2019

 Frase de caminhão
Um amigo de verdade não é aquele que separa uma briga, mas sim aquele que já chega dando voadora.

CARRO VOADOR
A Boeing informou que seu protótipo de "carro voador" completou com sucesso seu primeiro voo de teste, no âmbito de seu projeto para desenvolver táxis aéreos autônomos. A Boeing está competindo com a rival Airbus SE e várias outras empresas para introduzir veículos pequenos capazes de decolar e pousar na vertical. O veículo foi criado para realizar voos completamente autônomos, desde a decolagem até a aterrissagem, de até 80 km. O protótipo, que mede nove metros de comprimento e 8,5 de largura, conta com sistemas de propulsão e de hélices para planar e se move como um helicóptero. Em nota, a Boeing disse que o voo de teste foi realizado na última terça-feira (22) nos arredores de Washington.

A Boeing está procurando melhorar o alcance, que hoje é de 80 km, com duas variantes de carros voadores capazes de transportar de dois a quatro passageiros cada. Os testes estão planejados para o final deste ano em uma versão de transporte de pacotes que pode levantar até 226,8 kg.

POLÊMICA
Na semana passada tivemos muitas polêmicas nos bastidores da Fórmula 1. O UOL publicou em sua página de F-1 que Eddie Irvine (foto acima), ex-piloto da Fórmula 1 e da Ferrari, afirmou que Sebastian Vettel é “excessivamente superestimado” e disse que não sabe como o piloto alemão conquistou quatro títulos de forma consecutiva.

DOR DE COTOVELO
Irvine disse que Vettel é bom só quando está na frente não tendo ninguém para competir. O ex-piloto acha que superestimaram o alemão e, embora seja um tetracampeão, Irvine não vê muitas qualidades em Vettel.

O FILHO “DELE”
Ainda em relação a o automobilismo, existe muita expectativa em relação ao piloto Mick Schumacher, filho do heptacampeão Michael Schumacher, porque ele irá disputar a Fórmula 2 em 2019.

RAPIDINHO
É bem possível que seu nome entre rapidamente entre os cotados para uma vaga na categoria máxima do automobilismo ainda em 2021. Vamos aguardar.

VENDAS EM ALTA
Para quem gosta de números, segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP), o Brasil vendeu 1,12 milhões de barris por dia (bpd) de óleo cru (13,3% a mais que em 2017) e equivalente a 40% de toda a produção em nossas bacias.

OS PARCEIROS
Os principais importadores que levaram em 2018 o nosso óleo cru para ser processado em suas refinarias foram: China (56,5%), EUA (11,9%) e o Chile (8,43%). Essas exportações geraram um volume de US$ 25,1 bilhões em divisas ao país.

CRESCIMENTO
Com 366.930 unidades licenciadas no mercado interno, a Volkswagen foi a única das chamadas “grandes” que cresceu acima da média do mercado no ano passado. Enquanto as vendas totais tiveram um aumento de 13,7%, a marca alemã vendeu 34,9% a mais do que em 2017.

DESEMPENHO
O bom desempenho da Volkswagen se deveu principalmente ao sucesso do Virtus e do Polo, que, juntos, venderam 111.224 carros no ano: foram 41.640 Virtus e 69.584 Polo. O Tiguan também teve um ótimo desempenho, com 5.773 unidades vendidas.

AUTÔNOMO FORD
A Ford já marcou a data para o lançamento de seu primeiro carro autônomo. Eles devem chegar em 2021 na forma de serviços de transportes para empresas. O lançamento dos veículos estará restrito apenas aos EUA.

DEMAIS, DEMAIS
A Ford inicialmente vai disponibilizar seus carros autônomos para empresas líderes de vendas online, como as Domino’s Pizzas e Walmart. Isso significa que um cliente faria um pedido no site de um restaurante e a encomenda chegaria em sua casa só com o carro, sem o entregador.

ARGENTINA
De acordo com a associação de concessionários da Argentina, foram comercializados 801.658 veículos no país vizinho em 2018. As vendas locais despencaram a partir de maio por conta da desvalorização do peso argentino e pelo aumento da inflação, registrando uma queda de 11,03% em relação a 2017.

RETRAÇÃO PORTENHA
De acordo com a associação dos concessionários, a previsão de vendas para este 2019 na Argentina não é das melhores: cerca de 650 mil unidades.

VOLKS LIDERA LÁ
A Volkswagen liderou o mercado argentino com 118.917 veículos comercializados, seguida pela Renault (114.157 unidades), Chevrolet (101.142), Ford (96.116), Toyota (91.783), Fiat (82.619), Peugeot (61.168), Citroën (27.604), Nissan (21.955) e Mercedes-Benz (14.553).

ETIOS LIDERA LÁ
Entre os automóveis, a liderança foi do Toyota Etios com 32.008 unidades (no Brasil foram 27.849 emplacamentos). Ford Ka (30.370), Chevrolet Onix (30.286), Chevrolet Prisma (27.683) e Volkswagen Gol (24.683) vêm na sequência.

POUCOS MORTAIS
A Ferrari F12 é o carro que tem o IPVA mais caro do Brasil em 2019. Apenas com o valor do seu imposto, cerca de 159 mil reais, seria possível comprar carros como o Lexus CT 200h, Jeep Compass e Audi A1 Sport — todos zero-quilômetro.

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia