JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Wellington Cardoso FALANDO SÉRIO 27/07/2021


Continua depois da publicidade


Presença de pedinte dentro de banco deixa clientes insatisfeitos

François Ramos – Redator Interino

Pedinte

Permissividade de agência bancária instalada no bairro São Benedito em relação à presença de pedintes em seu interior tem deixado clientes insatisfeitos. Diariamente, inclusive aos sábados, uma pessoa senta no chão, próximo aos caixas eletrônicos e passa horas por ali. Impossível entrar ou sair sem passar por ela, que observa atentamente todo o movimento.

Segurança

A presença de pedinte em espaço no qual as pessoas fazem além de depósitos e pagamentos de contas, os saques em dinheiro, viola condições elementares de segurança preventiva. Aliás, recentemente a Polícia Militar teria sido acionada por uma suposta agressão a um cliente, que a pedinte viu fazer saque, mas que, uma vez abordado, se recusou a dar a “esmola”.

Desrespeito

O inconveniente para quem precisa digitar um código de barras ou dados para efetivar um depósito também é grande. Isso porque os pedidos de dinheiro (que alega ser pra comprar medicamento e comida) são realizados de forma contínua e em voz alta dentro do banco.

Uber

Por vezes, o horário em que permanecerá na agência é anunciado pela pessoa ao pedir dinheiro. Trata-se de uma espécie de expediente de “trabalho”. Cliente registra que tanto na entrada como na hora de ir embora a pessoa se utiliza de veículo por aplicativo. Afinal, frisou ele: “trabalhador é que anda de ônibus!”

Tranquilo?

Enquanto as escolas públicas se preparam para a volta às aulas presenciais a partir de agosto, contrário ao otimismo externado por governantes de todo o Brasil, muitas famílias se preocupam com o cumprimento efetivo das medidas sanitárias de segurança, especialmente higienização e distanciamento.

Tem mais

Não é só a carência de recursos típica de escolas públicas, onde chega a faltar até mesmo papel higiênico, que preocupa. As escolas e as famílias precisam se preparar para enfrentar os impactos que esse retorno representa para crianças e adolescentes no âmbito emocional, social e pedagógico.

Alerta

De acordo com a especialista em Educação Especial e Inclusiva, Leilane Vieto, “a escola é um importante espaço de socialização da criança e a privação da convivência e das vivências proporcionadas no ambiente escolar exige a adoção de estratégias para um retorno saudável e produtivo”.

Calma

Após o comprometimento das atividades letivas presenciais em 2020 e metade de 2021, os retrocessos no desenvolvimento de muitas crianças são esperados. Os pais precisarão apoiar os estudantes e ter paciência para que cada um se desenvolva no próprio tempo. Aos professores caberá, uma vez mais, se desdobrarem para adotar ações pedagógicas que auxiliem essa retomada. O que, vale dizer, não será nada fácil em salas de aula lotadas e uma realidade na qual a burocracia por vezes se apresenta como mais importante que a aprendizagem.

Lado




Continua depois da publicidade


Em um país de política caracterizada por discursos ideológicos vazios acerca de direita, esquerda e centrão, enquanto o povo briga nas redes sociais, seus representantes dão as mãos para aprovar medidas que em nada beneficiam o trabalhador e as famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Triste é perder a esperança de que algum dia os políticos fiquem do lado que realmente importa para o Brasil crescer de forma justa e igualitária: o do povo. 

Hein?!

Falta dinheiro pra tudo, mas sobra para o fundo eleitoral. Salário mínimo é o vilão da economia, mas o que não falta no Poder Público são castas privilegiadas com altos salários, além de benefícios como auxílio-moradia, com valores suficientes para pagarem várias prestações de um imóvel popular. A economia está sendo retomada, contudo a riqueza não chega a quem mais precisa e trabalha.

Realidade

Se político brasileiro não cumpre o que promete, graças a Deus existem pessoas e instituições que fazem sem precisar prometer. A ONG “Mãos Amigas”, por intermédio de sua Cozinha Solidária, tem alimentado mais de 1.500 pessoas em vulnerabilidade econômica e situação de rua, por semana.

Força

A Solidariedade dos voluntários e colaboradores do Grupo “Mãos Amigas” tem feito a diferença na vida de milhares de pessoas, todo mês. Mas todos nós também podemos ajudar a devolver um pouco da dignidade a quem tanto sofre com a falta de alimento, pois as doações são fundamentais para esse lindo trabalho não parar. Você pode doar alimentos não perecíveis diretamente na sede, que fica na rua da Constituição n.º 91, bairro São Benedito, ou, se preferir, fazer uma doação pelo Pix da ONG, 29.433.172/0001-30.

Golpe

Importante ficar atento ao utilizar cartão de crédito no serviço delivery. Novo golpe está sendo aplicado com sucesso pela “malandragem” em todo o País. Quando o cliente passa o cartão para o entregador, o celular é utilizado para fotografar ou filmar dos dados, com a finalidade de utilizar os mesmos em compras fraudulentas.

Reclamação

Crescente reclamação contra o serviço de transporte por aplicativos tem sido registrada em Uberaba. Usuários reclamam que os motoristas estão escolhendo corridas e utilizando técnicas de cancelamentos sucessivos para inflacionar os valores. Por outro lado, os prestadores de serviço alegam que as taxas cobradas sobre as corridas podem chegar a 40% do valor cobrado.

Fim?

As altas taxas cobradas pelos aplicativos de transporte junto aos motoristas somam-se a constantes reajustes no preço dos combustíveis, nos aluguéis de veículos e na manutenção dos carros. Muitos motoristas desistem do serviço assim que encontram um emprego.

Perspectiva

Apesar de se falar em retomada da economia e desaceleração da inflação, a população de baixa renda não tem sentido esse efeito no bolso, o que pode piorar ainda mais a vida de quem trabalha com os aplicativos de transporte, pois, se os preços subirem, o usuário do serviço também não terá de onde tirar mais para pagar. Como reduzir taxas é algo difícil de acontecer, a história continua a mesma de sempre: a definição de margens de lucro elevadas e que desvalorizam o trabalho de quem está no campo inviabilizam a atividade. Assim é o Liberalismo “à brasileira”!

Frase

“O mercado se rege por critérios de eficiência e rentabilidade, não de justiça ou de equidade. Ele é um soberbo órgão de criação de riqueza, mas não um mecanismo competente de distribuição de renda.” (José Guilherme Merquior)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia