JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 25 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Wellington Cardoso FALANDO SÉRIO 21/07/2021


Continua depois da publicidade


Vida universitária aumenta consumo de bebida alcoólica

Fundão
O novamente discutido Fundo Partidário irrigou a campanha para prefeito em Uberaba no ano passado, despejando aqui R$ 3 milhões 873 mil 761.
 
Pão e água
Somente quatro dos candidatos (coronel Peres, João Chocolate, Marcelo Marques e Mariscal) não tiveram ajuda das cúpulas partidárias.
 
Aprovadas
Os onze postulantes apresentaram regularmente as suas prestações de contas, mas apenas as de Elisa Araújo, Chocolate, Maria Tapajós e Marcelo foram aprovadas até agora.
 
Sob análise
Lerin respondeu este mês a questionamentos da Justiça Eleitoral, sanando algumas dúvidas levantadas, e estão igualmente sob análise todas as demais, aguardando algumas a juntada de documentos.
 
Nada grave
Nenhuma irregularidade mais grave foi detectada.
 
Com pessoal
Nos cinco primeiros meses deste ano, as despesas da Prefeitura com pessoal ficaram em R$182 milhões 119 mil 999 contra R$ 181 milhões 804 mil 947 em idêntico período de 2020.
 
Salários baixos
A maioria dos mais de 500 empregos em oferta no SINE paga salário de no máximo R$ 1,3 mil. A melhor remuneração, R$ 2,8 mil, é para auxiliar de planejamento (de obras).
 
Experiência
E o mercado de trabalho não está para “amadores”. Para o preenchimento das vagas é exigida experiência de no mínimo seis meses, em carteira.
 
Curso
Para cuidadora é exigido curso técnico na área, o salário oferecido é de R$ 1,1 mil para trocar fraudas, alimentar, administrar medicamentos, aferir pressão e temperatura de 14 idosos.
 
Temporários
Alguns dos empregos oferecidos são apenas temporários (por 90 dias).
 

Uniformizada 
No aniversário do SAMU, Elisa vestiu literalmente o uniforme do serviço ao fazer uma visita aos servidores.
 
Uso de drogas
Tabaco, álcool e maconha eram as drogas mais consumidas por universitários, entre maio e outubro de 2018 e fevereiro e março de 2019, segundo pesquisa coordenada pela professora Andrea Ruzzi, da UFTM.
 
Universo
Deram testemunho espontâneo 974 estudantes de primeiro e último anos dos cursos de Ciências Biológicas, Exatas e Humanas.
 



Continua depois da publicidade


Álcool
O consumo de álcool foi maior entre os alunos de último ano das Exatas: 85,2% disseram ter feito uso nos últimos três meses. Depois deles, os colegas de último ano de Ciências Biológicas com 76,6%.
 
Muito antes
O álcool já se fazia presente na vida da maioria antes mesmo da universidade com os percentuais variando de 77,8% a 91,5%.
 
Maconha
Quanto ao uso de substâncias ilícitas, maconha foi consumida por 35% dos alunos de último ano das Ciências Exatas. O menor percentual de uso ficou nos primeiro anos das Biológicas com 18,6%.
 
Experimentação
A maconha é a droga de maior experimentação após a entrada do estudante na universidade. Mais do que o álcool.
 
Festas
Observou-se, porém, que os consumidores de álcool passaram a beber mais ao ingressarem na universidade, influenciados pelo ambiente que passaram a freqüentar e as festas open bar.
 
Outras drogas
Cocaína, anfetaminas, inalantes, alucinógenos são outras drogas consumidas por universitários entre 0,5% e 10% nas diferentes turmas pesquisadas.
 
Inimigos
Na rede social, o vice-prefeito Moacyr Lopes anuncia o desejo de escrever livro sobre como colecionar inimigos com apenas seis meses de mandato.
 
Classificação
No ranking latino-americano do Times Higher Education, um dos principais indicadores da educação no mundo, a UFTM aparece em 101º lugar. 
 
Líder
A liderança no relatório divulgado na terça-feira é da PUC do Chile. A UFU aparece em 56º lugar.
 
Sugestão
Entre as sugestões para o PPA formalizadas pelo vereador Luizinho Kanecão está a destinação de R$ 4,6 milhões para a execução de obras de drenagem, reforma e recapeamento da avenida padre Eddie Bernardes.
 
Aí não!
Vereador cabo Diego chamou a PM para documentar que empreiteira da ponte em construção no Corredor Pedro Lucas reduziu por conta própria 50 cm na altura do guard rail.
 
Latinhas
Além da Crown, que se instala em Uberaba para produzir 2,4 bilhões de unidades, a região ganhará outra fábrica de latinhas para bebidas. 
 
Investimento
A norte-americana Ball Corporation construirá uma em Frutal com investimento de R$ 500 milhões (R$ 150 milhões menos que a Crown).
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia