JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 12 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Wellington Cardoso Ramos FALANDO SÉRIO 14/08/2019

Sinal vermelho
O ressurgimento de colonização de KPC, bactéria restrita ao ambiente hospitalar, reacendeu o sinal de alerta no HC nessa terça-feira.

Histórico
Há dois anos, o Hospital de Clínicas registrou vários casos da superbactéria, recolhendo os pacientes a uma única enfermaria para evitar o contágio de outros.

Isolado
Ontem, um único caso foi admitido pela Assessoria de Comunicação do HC/EBSERH, indicando que o paciente seria levado para leito em isolamento no CTI.

Sem infecção
Na informação à coluna, às 14h16, foi acrescentado que se tratava apenas de colonização (presença da bactéria no organismo), e não infecção.

Óbito
Já à noite, funcionário do HC anunciou que paciente, do sexo feminino (I), havia falecido por volta das 14h15 e que outro (LF) também apresentava colonização.

Medo
O informante da coluna revelou que havia medo de contágio entre os seus colegas, até mesmo pela falta de informações quanto à letalidade da superbactéria.

No escuro
Segundo ele, esse tipo de informação é tratado com reservas para os próprios enfermeiros, sabendo eles, porém, que se trata de bactéria super-resistente.

Inibidora
Resultante de mutações genéticas, a KPC, de acordo com médicos, caracteriza-se pela produção de enzima capaz de inibir a ação de alguns antibióticos.

Vai render
Advogado especialista no sistema previdenciário avalia que as pessoas não estão entendendo a gravidade representada pela reforma já aprovada pela Câmara.

Consequências
De uma forma simplista, ele expõe que o poder aquisitivo de quem vier a se aposentar será drasticamente reduzido.

Redução
Apenas para citar um exemplo: redução de pensão a 60%.

Perícias
Ele lamenta, também, a forma como as perícias na área da saúde são conduzidas.

Explosivo
A existência de corrupção e assédio moral no sistema prisional é denunciada pelo tenente-coronel Mendonça, reformado da PM, em mensagem de áudio a Zema.

Escala
Segundo ele, se já não bastassem as danosas questões salariais, os agentes penitenciários estão submetidos a escala de serviços revoltante.

Sobrevida
Unidade da Casemg em Uberaba sobrevive até dezembro por ter estoque de produtos de terceiros. Depois, fecha.

Demissões
Isso está acontecendo em todo o Estado, com a consequente demissão de antigos trabalhadores. Em Buritis e Bonfinópolis foram todos dispensados.

Por aqui
Em Uberaba, cinco trabalhadores já ficaram sem o emprego, a exemplo de outras unidades com demissões parciais.

Elogio
Vem do gerente do Sebrae Regional TM, Willian Rodrigues, elogio à diretoria eleita da ABCZ: “(...) tem à sua frente um homem de princípios (Rivaldo) e colherá bons frutos”.

Sob ameaça
A não liberação de R$12 milhões restantes para a conclusão das obras pode parar trecho em construção da BR-154, entre Gurinhatã e Ituiutaba.

Choro
Nos últimos dias, prefeitos daquela região voltaram a “chorar” a não reeleição de Aelton Freitas, que era quem destrancava recursos para rodovias no Triângulo.

Assistência
Mais um suicídio ontem no âmbito da Polícia Civil. Nas polícias mineiras, a crise torna a assistência psicológica e psiquiátrica uma prioridade. Mas ela não acontece.

Avestruz
Diz delegado que “aqui se pratica a política ‘avestruz’, ignorando um cara armado, deprimido, oprimido, cobrado e ganhando mal, ingredientes para uma mistura explosiva”.

E tem mais
“É esse homem que defende uma sociedade que não o reconhece, em nome de um Governo que não o valoriza e contra criminosos que o odeiam” – acrescentou.

Como assim?
Deputado mineiro Misael Varella gastou R$43 mil do contribuinte para ir a Macau (China) discutir soluções para a tabela do SUS e a crise da Saúde em Minas? Resolveu?

Rouquidão
Heli Grilo está até rouco de tanto dizer: “Não sou candidato a prefeito”.

Mais aulas
Escolas (públicas e privadas) têm até 2022 para chegar a mil horas de aula por ano letivo (hoje são 800).

Qualidade
A intenção do MEC é melhorar a qualidade do ensino que chega ao estudante.

Indicadores
No 1º semestre, Veríssimo registrou apenas cinco crimes violentos: três roubos e dois estupros de vulneráveis.

Melhor ainda
No mesmo período, Água Comprida teve um único roubo e nenhum outro tipo de crime violento, ficando entre as cidades mais seguras de Minas.

Na região
Ainda no conjunto de vizinhos, Delta e Sacramento acusaram dezesseis crimes violentos cada uma e Conquista, apenas quatro, entre janeiro e junho.

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia