JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 22 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 04/05/2022



Parque Tecnológico de Uberaba não consegue habilitação federal

Quase um ano e meio depois da entrega simbólica do prédio do centro de Inovação, até hoje o Parque Tecnológico de Uberaba continua praticamente inerte. Para piorar, ainda não conseguimos habilitar nosso Parque para receber recursos federais que poderiam transformá-lo num grande polo de convergência de startups. Aliás, recursos da ordem de R$ 16 milhões!!!!
Vale destacar que no passado recente, mesmo sem ter um “teto” próprio, Uberaba se projetou internacionalmente graças a startups surgidas aqui.

POR QUE NÃO?
Segundo o gestor do Parque Tecnológico de Uberaba, já foi elaborado projeto, dentro dos critérios estabelecidos pelo Edital Finep 01/2021 - Parques Tecnológicos Em Operação, bem como toda a documentação pertinente, assim como cadastrou sua proposta dentro do prazo regimental. Porém, outros parques tecnológicos conseguiram se habilitar, menos o nosso. Por quê?

MAIS INFORMAÇÕES
De acordo com o gestor Paulo Fernando, “o Parque Tecnológico de Uberaba, inicialmente, não foi selecionado e foi disponibilizado prazo para apresentação de informações, as quais estão sendo providenciadas”.
Tomara que não seja outro capítulo semelhante ao da Heineken, em que Uberaba prestou informações etc e tal, mas acabou atropelada pela concorrência.

CORRER CONTRA O RELÓGIO
Inconformada com essa situação do nosso Parque Tecnológico, resolvi perguntar ao ex-prefeito Paulo Piau se havia um meio de ajudar a reverter essa situação e assegurar os recursos federais para Uberaba. Depois de muito insistir com ele para me ajudar a entender essa situação, veja a resposta dele: “Lídia, eu deveria copiar Napoleão que disse : “Se o seu “inimigo” está errando não o alerte sobre tal”. Eu não quero usar o Parque Tecnológico para fazer picuinhas políticas, mas quando a gente sabe a evolução de outros ecossistemas de inovação e o nosso paralisado,quem vai ser prejudicada é essa juventude que precisa de oportunidades…E quantos exemplos podemos constatar em Uberaba de resultados deste movimento de consolidação do nosso Parque! Outras cidades estão avançando, como Santa Rita do Sapucaí, Itajubá, além das consolidadas, como BH, Viçosa, Lavras e agora Uberlândia querendo nos atropelar até na inovação do Agro. A Rede Mineira de Inovação(RMI) fez, no mês passado, uma reunião em que todos os Parques Mineiros estavam presentes, menos o de Uberaba. Por quê? Quanto à não habilitação do Parque Tecnológico de Uberaba no Edital da Finep não existem desculpas. Se os demais conseguiram, qual a razão para o nosso não conseguir? Como cidadão uberabense e conhecedor do Sistema Brasileiro de Ciência,Tecnologia e Inovação, já que a área da pesquisa é a base da minha formação técnica, tudo indica que faltaram assertivas na elaboração do projeto”.

ACORDA, MINHA GENTE!
Ainda puxando a língua do ex-prefeito, depois de muito insistir (diga-se de passagem) sobre esse assunto, ele falou: “Outro detalhe é que Prefeitura não é instituição adequada para gerir o Parque Tecnológico. Precisa evoluir; é só fazer o que os outros estão fazendo. Nem Universidade Federal é instituição recomendada mais para gerir parque tecnológico. A coisa já evoluiu para instituições públicas de direito privado com decisões colegiadas”.
Portanto, fica aqui a sugestão, como colaboração cercada de toda humildade. É Uberaba que está em jogo. Sem vaidades pessoais. Sem interesses político-partidários.

DINHEIRO NOVO




Continua depois da publicidade


Vereadora Rochelle Bazaga e o deputado federal Franco Cartafina saíram de uma reunião do FNDE nesta quarta-feira com boas notícias. Havia dois recursos aguardando pagamento, um era do CEMEI Parque dos Girassóis 4, no valor de R$ 306.321,64, e outro do Pró Infância Residencial Alfredo Freire, no valor de R$ 234.063,80. O pagamento será realizado na semana que vem e isso fará com que as obras não sejam paralisadas. Segundo Rochelle, o bom trânsito de Franco junto ao FNDE e o seu empenho ajudaram muito na garantia da liberação desse pagamento de forma tão rápida.

LIVRE DO FARDO
Ex-chefe do Departamento de Orçamento do Município e presidente da Comissão de Licitação, Guilherme Félix, não foi incluído no rol dos denunciados pela prática de irregularidades no governo Paulo Piau na Operação Monturo. Ministério Público não encontrou qualquer indício de envolvimento de Guilherme na prática das supostas irregularidades.
Dentre os denunciados estão dois ex-secretários, Antônio Sebastião de Oliveira e Wellington Fontes, o empresário Sérgio Rocha, sobrinho de Toninho Oliveira, e outras seis pessoas.

REFRESCANDO A MEMÓRIA
Para quem não se lembra, a Operação Monturo foi deflagrada em julho de 2020 pela Polícia Federal, no desdobramento das investigações sobre irregularidades na limpeza urbana. Na época, o Delegado Marcelo Xavier declarou que o escopo das investigações não era superfaturamento de serviços, mas uma suposta relação de promiscuidade na subcontratação de empresas por parte da vencedora da licitação para realizar serviços de coleta de lixo e limpeza urbana. Ressalvando que o contrato firmado entre o Município e a empresa prevê a possibilidade de subcontratação, o que está em jogo era o suposto envolvimento de parentes de secretários ou de pessoas que guardavam relação direta ou indireta com servidores nas empresas subcontratadas para serviços de varrição, capina e equipe padrão.

PRIORIDADE ZERO
Pelo menos nesse primeiro momento, o secretário Agnaldo Silva não pretende mexer no time da Sagri. Mas admite que se for necessário fará adequações. Por outro lado, Agnaldo ressalta que sua prioridade é aproveitar os meses de seca para recuperar as estradas municipais. “Estamos perdendo um tempo precioso. Precisamos acelerar o trabalho, antes que as chuvas cheguem”, disse Agnaldo, em entrevista ao programa O Pingo do Jota esta semana.

RAINHA DA SUCATA
A opção pela terceirização do maquinário poderá ser a solução para a Sagri agilizar a recuperação e manutenção das estradas municipais. Grande parte dos equipamentos públicos está parada, porque precisa de peças de reposição e reparos. Se for esperar as licitações para as compras necessárias, vai chegar o fim do ano sem que nenhuma estrada tenha sido contemplada. Para se ter uma ideia, das 5 motoniveladoras da Sagri, apenas 2 estão funcionando, mas não são suficientes para atender aos 5.500 km de estradas rurais do município. Ao que tudo indica, a Sagri virou uma espécie de “rainha da sucata” em termos de equipamentos, de uns anos pra cá.

LOGÍSTICA PRIORITÁRIA
A questão da recuperação das estradas tem papel fundamental para o escoamento da produção rural, em especial das pequenas e médias propriedades do município. Daí a preocupação do novo secretário do Agronegócio em desembaraçar o quanto antes a burocracia da terceirização das máquinas.

ECO COPO
Os shows da 87ª ExpoZebu trazem ação de sustentabilidade com foco na responsabilidade ambiental com os "Eco Copos". Essa é uma solução colaborativa para eliminar o uso de copos descartáveis e é realizada em importantes eventos como o Rock in Rio, Lollapalooza e Copa do Mundo. “Aqui em Uberaba já realizamos essa ação em outros eventos, inclusive na última edição dos shows da ExpoZebu, em 2019. Em quatro dias de festa evitamos que milhares de copos sejam descartados no meio ambiente. O objetivo é minimizar o impacto ambiental trazido com o acúmulo do lixo", explica Cláudio Martins, da Trio Produtora, que divide a produção dos shows com a Pró Eventos e Two Eventos. Ao chegar no local da festa, o convidado poderá ir até o Eco Ponto, pagar R$10 e adquirir um dos cinco modelos de copos personalizados dos shows da ExpoZebu. Pode levar o copo como recordação ou devolvê-lo e pegar o dinheiro de volta.

DO BOM!
Nesta sexta-feira, a programação da Expozebu tem Henrique & Juliano fazendo o principal show da noite. E no sábado, para fechar a linha de shows em 2022, dois momentos imperdíveis no palco da ABCZ. Primeiro, a dupla Maiara & Maraísa e, na sequência, o badaladíssimo DJ Alok. Rádio JM e Jornal da Manhã serão parceiros dos shows de encerramento e prometem surpresas para quem for ao Parque Fernando Costa. Aqui vai um spoiler: haverá um espaço instagramável bacanérrimo para as fotos.

 


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia