JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de outubro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 23/09/2021


Continua depois da publicidade


Greve dos motoristas do transporte coletivo urbano em Uberaba pode ser definida hoje

DIA D

Greve dos motoristas do transporte coletivo urbano em Uberaba pode ser definida hoje, durante audiência de tentativa de conciliação entre as partes no Tribunal Regional do Trabalho. As empresas já conseguiram liminar para garantir que pelo menos 60% da frota circule normalmente, caso a paralisação seja concretizada nesta sexta-feira. Mas a audiência desta quinta poderá até mesmo evitar a greve, se as partes entrarem em acordo. As empresas propuseram 7% de reajuste salarial, sendo 5% retroativos a agosto e 2% a partir de janeiro, mas a proposta não foi aceita pelos trabalhadores.

MOMENTO COMPLICADO

De um lado, as dificuldades enfrentadas pelos motoristas do transporte coletivo urbano não são poucas. Estão há dois anos com salários congelados, em contraponto aos reajustes de preços de alimentos, aluguéis, etc. De outro lado, as empresas alegam prejuízos da ordem de R$31 milhões anuais desde o início da pandemia, operando com déficit de R$1,7 milhão por mês e enfrentando a concorrência acirrada dos aplicativos e meios alternativos de locomoção. O momento é extremamente delicado e requer, mais do que nunca, bom senso e equilíbrio das duas partes.

NA MÉDIA

Segundo André Campos, presidente da Transube, um motorista do transporte coletivo urbano em Uberaba recebe R$1.831,62 de salário-base, além de ticket de R$850, cesta básica, plano de saúde (médico e odontológico), além de horas extras e auxílio-farmácia. No comparativo com a região, a remuneração de um motorista do transporte coletivo daqui está exatamente na média.

ADEUS COLIGAÇÕES

O Senado aprovou nessa quarta-feira a PEC que muda as regras eleitorais. O parecer da relatora, senadora Simone Tebet (MDB-MS), considerou inconstitucional a volta das coligações partidárias, que foi retirada do texto, encerrando as discussões sobre o assunto.

O QUE MUDA?

Na avaliação do novo presidente do PSB/Uberaba, advogado Jacob Estevam, a decisão foi acertada, pois fortalece os partidos com ideologia. “Aqueles partidinhos de aluguel não vão sobreviver e, com isso, vai diminuir o número de partidos no Brasil. Os partidos maiores sairão fortalecidos”. 

No cenário político local, no entanto, essa decisão do Senado terá pouca repercussão, na opinião de Jacob Estevan. “Agora os partidos vão precisar de candidatos fortes, porque não poderão contar com as coligações. Já os candidatos com chances de eleição vão permanecer nos seus partidos. Não deve haver mudança” – acredita ele.

TOMA LÁ, DÁ CÁ




Continua depois da publicidade


Concessão de isenção de ISSQN e IPTU à Crown Embalagens não foi de mão beijada. Pelo menos é o que se vê da edição do Porta-Voz desta quarta-feira, que retificou publicação anterior. A isenção de IPTU, por exemplo, será concedida em duas etapas. Na primeira, pelo prazo de dois anos, a partir da assinatura do contrato, e desde que a empresa cumpra todos os itens do Protocolo de Intenções, serão concedidos os outros oito anos restantes. Para gozar dessa isenção, a fábrica de latinhas terá de contratar preferencialmente fornecedores e prestadores de serviços locais e gerar, no mínimo, 140 novos empregos diretos e 420 indiretos quando a fábrica estiver devidamente instalada e operando em sua capacidade plena. Estaremos de olho!

VEZ  DAS MULHERES

Sindicato dos Contabilistas, o Sindcont Uberaba, passa ao comando de uma mulher. Nova presidente é Carla Cintra.

CADÊ O TUTU?

Vai custar uma nota preta a reforma para adequação do antigo Caresami, hoje Centro Socioeducativo de Uberaba, destinado à ressocialização de crianças e jovens infratores. Custo vai girar em torno de R$1 milhão. Foi o que ficou evidente na reunião realizada esta semana entre representantes do Executivo e do Judiciário, juntamente com o Instituto Elo, que atua na cogestão do Cseur junto ao Estado. Essa história já se arrasta há um tempão e a unidade, inclusive, está interditada parcialmente. O juiz da Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Uberaba, Marcelo Lemos, comprometeu-se a repassar recursos da ordem de R$350 mil, o que representa apenas 40% do custo total da reforma. Conseguir os restantes 60% é que é o problema.

BAFAFÁ DAS VACINAS

Com a vinda de apenas 4.600 doses da AstraZeneca para Uberaba, a aplicação das segundas doses da vacina contra Covid nem bem começou e logo acabou nessa quarta-feira. Faltaram vacinas nos postinhos e até na Funel, onde o estoque acabou antes das 10 horas. Clima de revolta entre os uberabenses, que não se conformavam com a falta de doses para a imunização. Muitos deles ficaram mais de duas horas na fila para garantir sua dose e não tiveram êxito. Hoje chega um novo carregamento para a região e espera-se que na sexta-feira seja retomada a vacinação de quem ainda não conseguiu tomar a sua segunda dose. Oremos!

TRIBUNAL PRÓPRIO

Nessa quarta-feira, após encaminhamento do senador mineiro, o plenário da Casa aprovou o projeto que cria o Tribunal Regional Federal da 6ª Região (TRF-6), em Minas Gerais. O texto, que agora segue para sanção do Executivo, tem como intuito desafogar e dar celeridade a processos do Estado que se avolumam no TRF-1, responsável pelo Distrito Federal e mais 13 estados.

A CAMINHO

Já está na fase final de produção a próxima edição da JM Magazine, desta vez em homenagem especial à Casa Shopping, o maior evento de decoração de todos os tempos em Uberaba. Idealizada pelas arrojadas Thais Cury e Simone Cartafina, a Casa Shopping não apenas reúne os tops dos tops na arquitetura e design de interiores, como também proporciona atualização de conhecimentos, através de uma programação extensa de palestras e workshops. Uberaba nunca viu nada igual e de tão alto nível nesse segmento. Vale a pena visitar a Casa Shopping e esperar a nova edição da JM Magazine, programada para início de outubro.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia