JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 25 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 20/07/2021


Continua depois da publicidade


Loteador firma TAC com Ministério Público e livra Codau de gastos de R$3,2 mi

FOGO NA CAIXA D´ÁGUA

Parte dos loteadores insatisfeitos com as novas normas definidas pela Codau para levar água a loteamentos distantes e não contemplados por redes públicas acabou firmando Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público nesta semana. Atuação do Promotor Carlos Valera foi decisiva para mostrar aos loteadores que a eles cabe assumir os custos de obras que antes queriam imputar à Codau, como a construção de adutoras. Com o TAC, a Codau vai deixar de gastar R$ 3.243.240,78, custos estes que serão suportados por uma das loteadoras. Multiplique por cinco loteamentos nas mesmas condições em Uberaba e você vai encontrar uma economia da ordem de R$ 15 milhões para a Codau. Ou mais.  

VAI MUDAR

Gestão dos cemitérios públicos de Uberaba (incluindo o de Ponte Alta) vai passar por uma mudança completa. Segundo o secretário adjunto de Obras e Serviços Urbanos, Pedro Arduini, já está em andamento processo para  realizar licitação para contratação de empresa de vigilância para os cemitérios, assim como está sendo preparado decreto visando à regulamentação do serviço de execução de reparos, confecção e limpeza de túmulos.

SEM ATRAVESSADORES

Ainda a propósito dos cemitérios públicos, o vice-prefeito Moacyr Lopes adianta que “o primeiro ato será credenciar diretamente os pedreiros, eliminando as empresas, que são meras atravessadoras e não pagam os direitos trabalhistas dos pedreiros no cemitério, que as estão processando por isso”. Mas  essa mudança exigirá que cada pedreiro constitua uma MEI (microempresa individual), para emitir nota fiscal de todo e qualquer serviço prestado, assim como use os EPIs e uniformes devidos.  Pra trabalhar nos cemitérios, os pedreiros vão ter de andar “na linha”.

OS PRÓXIMOS      

Depois dos pedreiros, a Prefeitura deverá mirar os zeladores dos túmulos, que é outra mão de obra complicada  de administrar. Mas precisa de fato organizar essa situação. Cada zelador cobra o que bem entende para limpar os túmulos e, segundo consta, agem de forma organizada entre si. Dividem os cemitérios em alas e cada zelador cuida de uma delas, com certa exclusividade. Não pode continuar assim.

NA MIRA

De imediato, a Prefeitura já está cuidando da reparação da troca das placas de identificação das quadras e arrumando todas as torneiras do cemitério São João Batista, que andam em péssimo estado. “Tem muita coisa para arrumar lá”, admite o vice-prefeito Moacy Lopes que, aliás, tirou uns dias de licença (não remunerada) para cuidar de assuntos pessoais no Maranhão, onde sua empresa de engenharia tem obras em andamento.

TOMA LÁ, DÁ CÁ

Antes da sua licença do cargo, o vice-prefeito acompanhou o vereador China na reunião com a concessionária Ubercom, na qual ficou acertada a abertura das portas da Rodoviária. Tudo com diálogo, inclusive com provocação e retaguarda do presidente da Câmara, Ismar Marão. E ainda conseguiram que a Ubercom apresente uma prestação de contas até sexta-feira. Em compensação, eles se comprometeram a encontrar mecanismos legais que obriguem o Posto Graal a cobrar taxa de embarque no local, para evitar a concorrência desleal com a Rodoviária. É justo.  

MELHORIAS JÁ!

Ainda sobre a Rodoviária, é preciso que a concessionária arregace as mangas o quanto antes. O local está feio, mal cuidado, e ainda por cima cobra “ingresso” para uso dos banheiros. A estrutura não vê tinta há um tempão! E, claro, precisa conseguir parceiros interessados em oferecer produtos e serviços de qualidade àqueles que embarcam ou desembarcam em Uberaba pelo transporte rodoviário.

AOS POUCOS

Retomada das consultas por especialidades nos postinhos de saúde da Prefeitura será gradativa. Informação é da secretária adjunta, Valdilene Rocha, destacando que serão priorizadas as consultas na área da neurologia e cardiologia. Além disso, Val adiantou que está sendo providenciada a contratação de 3 psiquiatras para reforço nos quadros da Secretaria de Saúde, e psicólogos para atuar na unidade referência pós-Covid, no São Cristóvão.




Continua depois da publicidade


MUTIRÃO DA CATARATA

Com mais de 800 pacientes na fila de espera, Valdilene Rocha adiantou ainda que o Município deve lançar edital de licitação para credenciamento de clínicas para realização de cirurgias de catarata. A ideia é realizar um mutirão, mas com muita cautela, sem aglomeração, com no máximo 10 cirurgias por dia, seguindo as regras de biossegurança.

CARTÃO DE PONTO

Não está descartada a implantação de cartão de ponto para registro da presença de profissionais de saúde nos postinhos da Prefeitura. As queixas são tantas de que os médicos não apareciam para trabalhar, ou atendiam no máximo duas pessoas, que uma das sugestões levadas pelos usuários do sistema é a implantação do cartão de ponto. A adjunta Valdilene Rocha admite essa possibilidade, mas diz que a palavra final será da prefeita, com quem o assunto ainda não foi discutido.

BOA CONVERSA

Por outro lado, Valdilene Rocha destaca a grande deficiência de médicos na rede, lembrando que muitos deles são idosos e precisam preservar a própria saúde nesses tempos de pandemia. O ideal, segundo a adjunta, é dialogar com os profissionais e encontrar uma solução que possibilite o aumento do número de consultas nos postinhos, sem perda da qualidade do atendimento. Ele contou que esta semana, em visita ao Residencial 2000, a população abordou a prefeita Elisa pedindo pediatra para a UBS do bairro. Em outros pontos da cidade os pedidos de especialistas nos postinhos têm sido recorrentes.

 

COMO PODE?

Acredite, se quiser: 8% das ligações recebidas pelo SAMU são trotes. Gente à-toa que faz as equipes de saúde se deslocarem para atendimento de mentirinha. Pois é. Talvez quando esses desocupados vierem a precisar de socorro médico de urgência, as viaturas estejam ocupadas atendendo a algum outro trote...  

 

BALANÇO POSITIVO

Nos 14 anos do SAMU, comemorados nesta terça-feira, a coordenadora Ana Paula Jardim revelou que a média de atendimentos diários gira em torno de 85, totalizando 12.500 por mês.

 

MELHORANDO

Transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidente do PTB/Uberaba e empresário Jota Júnior já apresenta sinais de melhora. Segundo sua esposa, o médico que o acompanha disse que nesta terça-feira ele não precisou ser pronado, dada a reação satisfatória do organismo ao tratamento. Mas Karine pede que os amigos continuem rezando pela recuperação de Jota Júnior, até que ele esteja totalmente restabelecido. 

MEIO TERMO

Vereadora Luciene Fachinelli reuniu-se com o secretário José Geraldo Celani nesta terça-feira e levou uma pauta quilométrica para discutir com o titular do Agronegócio. Pra começar, a vereadora perguntou como ficará a situação dos pequenos produtores, diante da iminência de crise hídrica. Ponderou ainda  sobre a necessidade de revisão de algumas limitações visando à melhoria nas feiras livres da cidade, principalmente referentes à sinalização das ruas no horário das feiras e a retomada de atividades de entretenimento individual. “Nas minhas andanças ouvi de uma senhora que estava impedida de montar seu pula pula na feira para as crianças brincarem enquanto os pais e avós fazem suas compras. Precisamos achar um meio termo. É uma família que vive de um pequeno negócio na feira.” Na pauta estava ainda a problemática situação dos  permissionários da Ceasa, que é um dos grandes desafios do governo Elisa.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia