JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 25 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 19/07/2021


Continua depois da publicidade


Pomar Digital da Univerde corre perigo

Empresários do setor de bares estão em polvorosa com clientes abusados. O decreto municipal da Covid proíbe o consumo de bebida em pé, em local público. Mas, quando os empresários chamam a atenção de cliente que insiste em beber em pé, enquanto fumam na calçada, enfrentam a hostilidade do consumidor. Uma situação complicada, dizem eles.

CHAME A PATRULHA

Para os casos de abuso, o chefe da Fiscalização de Posturas da Prefeitura de Uberaba, Renê Inácio, aconselha os empresários a chamarem imediatamente os fiscais ou a polícia. Com isso, vão se livrar da autuação e do desgaste na relação com o cliente.

ATENÇÃO

Pela nova redação do decreto 674, o Decreto da Covid, festas familiares não estão sujeitas à obrigatoriedade da comunicação à Prefeitura, ao contrário do que acontece com as festas e eventos abertos ao público.

ESPAÇO NECESSÁRIO

A propósito, Renê Inácio adverte proprietários de barzinhos que usam calçadas para colocação de mesas que é obrigatório deixar espaço para o trânsito de pedestres. Não pode forçar o transeunte a disputar a pista de rolamento com os veículos. E mais: o espaço para o pedestre precisa ser suficiente para um cadeirante passar. Essa mesma regra vale para barzinhos beneficiados com o chamado parklet.

DE 10 EM 10

Hospital Mário Palmério está pronto para quando as  cirurgias eletivas forem autorizadas. É o que garante o diretor Galvani Agreli, explicando que há 10 leitos de UTI geral no hospital especificamente para esse fim. Considerando cinco dias úteis por semana, o Mário Palmério poderá realizar cerca de 50 cirurgias semanalmente,  lembrando que o hospital atende convênios também. Tem mais: segundo o médico Galvani Agreli, lá poderão ser realizadas cirurgias de diversas especialidades, como vasculares, ginecológicas (retirada de útero, por exemplo), cirurgias de garganta, urológicas, dentre outras.

MAIS ADIANTE

Já as cirurgias bariátricas, para as quais o Mário Palmério está credenciado, somente deverão ser retomadas num segundo momento, em razão do maior tempo de internação do paciente que elas demandam.

QUE DESLEIXO!!!

Passando pelo Cemitério São João Batista no domingo, observei a quantidade de entulhos amontoados nas ruas internas do campo santo. Uma vergonha! Além de representarem perigo de acidentes para a população, dão a impressão de desleixo com o serviço executado pela empresa autorizada a gerir o Cemitério.

OLHA O PERIGO!

Coveiros sem uniforme (ou com uniforme de outras administrações passadas), usando equipamentos de proteção precários, também chamam a atenção de quem vai ao Cemitério São João Batista. Vale lembrar que esse pessoal é responsável pelo sepultamento de pacientes Covid também, o que, por si só, justificaria um cuidado maior com a segurança e a proteção individual desses trabalhadores. Alô fiscalização do Trabalho! Alô fiscalização da Prefeitura!

ATÉ QUANDO?




Continua depois da publicidade


Indignação: esse é o sentimento de todos os familiares que têm entes queridos sepultados no São João Batista e se deparam com túmulos vandalizados. Objetos de metais continuam sendo alvo de furtos, sem que nenhuma providência por parte da administração seja tomada. E os larápios vão levando letras dos nomes que identificam os sepultados no local, datas, cruzes e até vasos metálicos.  Como é que um vaso de metal, grande, é furtado sem que ninguém perceba, nem chame a polícia, nem avise à família? É um absurdo o que se vê no mais antigo cemitério de Uberaba. Entra quem quer, sai como quer e levando o que bem entender...

VAI MUDAR

Secretário adjunto de Obras e Serviços Urbanos, Pedro Arduini adianta que será realizada licitação para contratação de empresa para vigilância dos cemitério, assim como está sendo preparado decreto para regulamentar o serviço de execução de reparos, confecção e limpeza de túmulos e, a partir daí, será exigido o uso de uniformes por parte dos prestadores de serviço. Oremos! 

FLANELÕES

Órgãos de fiscalização do município precisam urgentemente tomar atitude contra os flanelões que intimidam consumidores no Mercado Municipal, assim como no Cemitério São João Batista, especialmente nos finais de semana. O abuso está demais!

 

SOS!

Governo passado plantou 200 mudas frutíferas na Univerdecidade em comemoração ao bicentenário de Uberaba. Pelo que me lembro, o projeto previa a criação de um pomar digital comunitário, para a população usufruir das frutas. No entanto, a situação das mudas está de dar dó, por falta de manutenção. Estão totalmente abandonadas, cobertas pelo mato e expostas à ação do fogo a qualquer momento nesta seca brava. É dinheiro público plantado ali. Merece consideração, independente de ser ação do governo A, B ou C.  

 

O projeto do pomar digital é este. Esta foi a proposta para o local, assinada pelo arquiteto Marcondes Freitas e publicada pelo JM em 2020. Era para ser um parque, com 200 árvores frutíferas e de sombra, no coração do Parque Tecnológico, ao lado do Centro de Inovação. Aliás, o projeto previa, ainda, mesas e bancos de madeira, sob as árvores, para lazer da população. Com direito a wi-fi, claro

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia