JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 29 de julho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 11/06/2021


Continua depois da publicidade


Novo decreto adota medidas mais brandas e aposta nas fiscalização

Com 2.725 casos ativos, 171 novos contaminados confirmados nas últimas 24 horas e 5 óbitos registrados no boletim Covid desta sexta-feira, o governo municipal vai permitir medidas sanitárias mais brandas para enfrentar o vírus. Decreto publicado nesta sexta-feira permite que bares e restaurantes abram suas portas até 23h, às sextas e sábados, mantendo o horário limite de 20h nos demais dias da semana.

DOR NO BOLSO

O novo decreto traz poucas alterações em relação aos anteriores, mas eleva substancialmente o valor das multas a serem aplicadas em caso de descumprimento das medidas. Com isso, a prefeita Elisa atende às sugestões feitas pelos vereadores, assim como ao clamor da população. Afinal, a parte mais sensível do ser humano sempre foi o bolso. Então, que sejam penalizados com rigor aqueles que insistem em descumprir as regras de segurança. A multa mais barata agora passar a custar algo em torno de um salário mínimo. Já a interdição de estabelecimentos comerciais pode durar até 90 dias. 

SITUAÇÃO PRECÁRIA

Como flexibilizar as medidas de segurança, se ainda há quase 30 pacientes não-Covid à espera de leitos nos hospitais? Essa foi a pergunta feita pelo vereador Túlio Micheli ao secretário de Saúde, Sétimo Bóscolo Neto, durante a apresentação dos termos do novo decreto aos vereadores, na tarde desta sexta-feira. “Se não temos melhora no quadro de ocupação dos leitos hospitalares, não se justifica permitir ampliação do horário de funcionamento dos bares e restaurantes, por exemplo” – avalia o parlamentar. Para se ter uma ideia, nesta sexta-feira havia 15 pacientes na UPA Mirante e outros 11 na UPA São Benedito à espera de vaga em hospital para transferência, o que significa colapso total na nossa rede.

RETOMADA GRADUAL

Na semana passada, o sindicato dos bares e restaurantes correu um  documento de apoio à abertura do setor até 23h, e conseguiu a assinatura de 18 dos 21 vereadores. Túlio foi um dos signatários. Mas, segundo ele, na oportunidade deixou claro ao presidente do Sinhores que defende a abertura gradual, dependendo da evolução da pandemia em Uberaba. “Se fosse para assinar num dia e abrir no dia seguinte eu retiraria minha assinatura”, disse o vereador, seguindo opinião também manifestada pelo presidente da Câmara, Ismar Marão.

AGORA VAI?

Reunião articulada pelo deputado Delegado Heli Grilo com comandantes da Polícia Militar e o secretário de Defesa Social alinhavou o reforço na fiscalização das normas de segurança contra Covid em Uberaba. Em que pese a participação mais efetiva da PM, o efetivo da Guarda Municipal será todo empenhado, inclusive com suspensão das escalas de férias e até de descanso, para tentar frear os abusos e as aglomerações. Todas as apostas estão sendo feitas nessa parceria  para intensificar a fiscalização. Sem coibir os excessos dificilmente Uberaba poderá avançar no combate à pandemia. 

VIVA! VIVA!!!

As novas medidas de enfrentamento podem não agradar a todos, nem trazer os resultados esperados. Mas, num ponto, é preciso reconhecer que a prefeita Elisa ouviu as ponderações feitas pelos vereadores, acatou aquelas que são exequíveis neste momento, e  cumpriu a promessa de apresentar os termos do novo decreto previamente aos parlamentares e à imprensa. Justiça seja feita: já foi um avanço.

ERROS GRAVES

Presidente da CEI das Vacinas confirma: o relatório das investigações será lido na sessão da Câmara da próxima quarta-feira, dia 16. Em entrevista ao programa O Pingo do Jota desta sexta, o vereador Marcos Jammal confirmou que o relatório contém 260 páginas, nas quais a CEI aponta os fatos, a autoria e a tipificação de eventuais crimes cometidos. Ou seja, aponta os casos de eventuais fura-filas, seus respectivos cargos ou funções e crimes correspondentes. São mais de 10 volumes, com farta documentação que demonstra, no mínimo, a ocorrência de erros graves, segundo Jammal.




Continua depois da publicidade


DESOBEDIÊNCIA

Ainda de acordo com o presidente da CEI das Vacinas, as investigações demonstram que o sistema de vacinação em Uberaba foi “horrivelmente falho”. E, como o serviço público é diferente da iniciativa privada, a simples omissão configura, independente da prova de dolo do agente. “Se a Prefeitura tivesse utilizado mecanismos de vacinação de outras campanhas passadas não teria incorrido em tantos erros. Um deles foram as adequações, que poderiam ser feitas pelo Município, desde que comunicadas ao Estado. Fizeram as adequações, mas não comunicaram nada, o que configura crime de desobediência” – explicou Jammal.

MUITO COMPLEXA

Indagado sobre o imbróglio ocorrido no dia 29 de março, em que enfermeira padrão da Central de Vacinas convocou pessoas para tomar as doses que estavam prestes a vencer, o vereador Jammal não quis dar detalhes. Segundo ele, a situação é muito mais complexa do que se imagina. Aliás, o presidente da CEI também não quis adiantar se há ou não envolvimento de secretários no esquema de fura-filas. Portanto, só na quarta-feira para saber se sim ou não.

ALÔ SEDEC!

Na véspera do Dia dos Namorados, data especialíssima de vendas para o comércio, as lojas do Praça Uberaba Shopping padeceram com a falta de energia elétrica. Com débito de consumo pretérito superior a R$ 2,5 milhões, o Shopping teve o fornecimento cortado na noite de quinta-feira e ficou no escuro durante toda a sexta-feira. Uma pena. Independentemente das medidas judiciais e eventuais composições entre as partes, é imperioso que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico interfira nessa questão, de modo a intermediar um acordo emergencial que assegure o restabelecimento das atividades no Praça. Afinal, são centenas de empregos que correm risco de extinção, e dezenas de empreendimentos que podem ser fechados, com prejuízos enormes para a economia do município. 

E AS CERTIDÕES?

Cartórios instalados no Praça Shopping passaram um dia de sufoco, com restrições à emissão de documentos, dentre os quais certidões de óbito, nascimento, dentre outros. Clínica de fisioterapia da Unimed, que atende a pacientes em fase de reabilitação motora, teve de interromper seus atendimentos. Salões de cabeleireiros, farmácia, supermercado, tudo ficou prejudicado. Foi aí que muita gente percebeu a importância do Praça para a vida dos uberabenses.  

EM ALTA

Vice-presidente da CDL, o empresário Fernando Xavier aposta numa alta de 8% nas vendas de presentes para o Dia dos Namorados, em relação ao ano passado. Segundo ele, quando a pesquisa investiga quem será a pessoa presenteada, o esposo ou a esposa aparecem em primeiro lugar (66%), enquanto 31% pretendem presentear os namorados.  Entre aqueles que afirmaram que não vão presentear, porque estão sem dinheiro, não vão encontrar o (a) namorado (a) ou estão desempregados, 56% citam haver influência da pandemia.

MUDANÇA JÁ

A propósito, a CDL/Uberaba está empenhada em resolver o problema do conflito no trânsito do chamado complexo viário do Parque Fernando Costa. Esta semana, o presidente Angelo Crema e seus diretores estiveram reunidos com o superintendente de Trânsito e Mobilidade Urbana, Rodrigo Carmelito para tratar desse assunto. Na pauta, a proposta de dividir o tráfego de veículos das avenidas Tonico do Santos, Edilson Lamartine Mendes, Fernando Costa com a avenida João XXIII, hoje praticamente às moscas. De fato, o complexo viário da ABCZ é um dos pontos de conflito de trânsito mais desafiadores da cidade. Há anos se busca uma solução viável, dentre as várias propostas já apresentadas, desde construção de viaduto até inversão de mão de direção. E está tudo do mesmo jeito até hoje.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia