JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 16 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 07/06/2021


Continua depois da publicidade


Vereador quer UPA exclusiva para atender suspeita de Covid

NO PAREDÃO
Mais uma vez a divulgação da taxa de positividade rendeu um turbilhão de críticas ao governo municipal. Ao que tudo levar a crer, a Secretaria de Saúde ainda não conseguiu acertar o passo no cálculo desse indicador usado como parâmetro para definição das medidas de enfrentamento à pandemia. Ora considera só uma parte dos testes, deixando todo mundo por entender o recorte feito. Ora considera duas vezes a mesma semana, para apontar o índice, sob justificativa de que a positividade da semana anterior se baseou em informações parciais. Socorro! Não dá para confiar em cálculos que mudam ao sabor do vento. Assim não há Cristo que aguente…

FORA DO AR
A propósito, a Prefeitura tirou do ar o vídeo explicativo do cálculo da taxa de positividade.

OUTROS INDICADORES
A prefeita Elisa já disse por várias vezes que analisa vários indicadores para definição das regras de enfrentamento à pandemia, embora no decreto municipal a positividade seja explicitada como o único parâmetro para tal. Mas, do jeito que esse cálculo da taxa está confuso, gerando polêmico, chega a ser indispensável a substituição desse indicador por outro (ou outros), digno de credibilidade. A taxa de positividade, definitivamente, não tem convencido ninguém...

EM PAUTA
Depois da divulgação da polêmica taxa de positividade de 33% no fim de semana, a prefeita Elisa se reúne nesta terça-feira com os membros do Comitê Técnico e vereadores para definir novos rumos no enfrentamento à pandemia. Na realidade, a presença dos vereadores será apenas por delicadeza da prefeita, porque Executivo e Legislativo estão reatando namoro político. Compartilhar as decisões foi um dos pedidos feitos pelos parlamentares municipais.
Obviamente, bastaria a análise do cenário da Covid em Uberaba pelo Comitê Técnico para sugerir as medidas à prefeita. Em todo caso, a participação dos vereadores mostra disposição das duas partes em manter um tom amigável no relacionamento daqui pra frente. Já está valendo!

NA MESA
Em grupo de whatsapp, o vereador Luizinho Kanecão defendeu novas medidas de biossegurança, dentre as quais a destinação da UPA São Benedito somente para atendimento de síndrome gripal e suspeita de Covid, enquanto a UPA Mirante passaria a atender outras patologias.

MEDIDAS DA VIZINHANÇA
Vizinha Araguari acaba de adotar novas medidas para tentar conter o avanço da Covid na cidade. Novo decreto estabelece toque de recolher,entre 23h e 5h; proibição da venda de bebida alcoólica às sextas, sábados e domingos; e limitação de horário para venda de bebida alcoólica entre 6h e 17h durante a semana. Comércio fica fechado aos sábados, mas os bares e restaurantes podem funcionar, desde que sem venda de bebida alcoólica. Por último, as reuniões podem ter no máximo 30 pessoas.

BOMBANDO
Praça Por do Sol voltou a ser point nos fins de semana, com aglomerações debaixo dos olhos da Guarda Municipal… Socorro!

PAZ E AMOR
Depois da conversa entre a prefeita Elisa e os vereadores em busca de harmonia, resta saber para quando serão agendadas as audiências com os deputados com base eleitoral em Uberaba. O único representante de Uberaba em BH, Deputado Heli Grilo, disse que não foi procurado ainda pela prefeita, embora a tenha visitado no início do ano e colocado seu mandato na Assembleia à disposição para trabalhar pelas causas que ela julgar importantes para o município. Até esta segunda-feira ele não havia recebido nem telefonema, nem demanda, nem convite para um café. Certamente que os dois parlamentares federais, Franco Cartafina e Aelton Freitas, estão no mesmo compasso de espera.

TODOS POR UMA
Em que pesem as preferências ou afinidades pessoais da prefeita com o deputado Zé Silva, do seu partido, é certo que aos olhos das lideranças políticas locais ele se enquadra como “paraquedista”, uma vez que nem tem domicílio eleitoral em Uberaba. Já Franco Cartafina é uberabense de certidão, e Aelton tem domicílio aqui. E, cá pra nós, as reivindicações de Uberaba ganham muito mais força quando levam o aval de três parlamentares, do que sendo defendidas por um só.

AGORA VAI
Deputado Heli Grilo está confiante que a solução para a MG 427 agora sairá do plano das promessas. Projeto de lei que voltou a tramitar na Assembleia prevê a destinação de R$ 700 milhões dos recursos indenizatórios da Vale ao Estado, pelas tragédias de Mariana e Brumadinho, para obras de recuperação e restauração de estradas em Minas. A 427 está no pacote, com verba da ordem de R$ 40 milhões.




Continua depois da publicidade


E A FILOMENA?
Embora ainda não esteja garantida a restauração do asfalto da avenida Filomena Cartafina, o deputado Heli Grilo garante que vai lutar para incluí-la no pacote rodoviário a ser contemplado com recursos indenizatórios da Vale. Oremos!

SEM CHANCE
Por outro lado, o parlamentar estadual não vê chance de conseguir parte dos recursos da Vale para quitação do débito do Estado com o Hospital Regional. O débito passa de R$ 100 milhões. O problema é que os recursos da Vale não poderão ser usados para pagamentos das dívidas do Estado. Heli Grilo, por outro lado, garante que o Estado tem dinheiro sim, está arrecadando bem, e não paga o que deve ao Hospital Regional porque não quer.

RECOMEÇA MINAS
Além de estar arrecadando bem, o Estado lançou recentemente o Refis mineiro – batizado de Recomeça Minas – e deve reforçar ainda mais o seu caixa. Prazo para regularização de débitos de ICMS vai até 16 de agosto, com possibilidade de 90% de desconto em juros para pagamento à vista ou parcelamento em até 85 vezes. Dentro de mais alguns dias o Estado deve anunciar Refis também para inadimplentes de IPVA e ITCD.

CALMA!!!
Em entrevista ao programa O Pingo do Jota desta segunda-feira, o deputado Heli Grilo considerou “muito cedo” para falar sobre reeleição. No entanto, ele acabou confirmando que está disposto a buscar mais um mandato e jurou de pés juntos que não conversou, até agora, com o sobrinho Ismar Marão sobre possível dobradinha em 2022.

OPORTUNIDADE
Diretores do Grupo Villefort estarão em Uberaba nesta quarta-feira, para reunião com empresários locais. Na pauta, a possibilidade de parceria para fornecimento de produtos e serviços por empresas da cidade ao supermercado que vai inaugurar na avenida Santa Beatriz, onde funcionou o Walmart e, mais recentemente, o Big. Reunião será na sede da CDL.

USINA DE BIOGÁS
Ex-candidato a prefeito de Uberaba, o empresário Antônio Marques de Oliveira Neto está capitaneando grupo empresarial interessado em investir numa usina de biogás no Distrito Industrial 3. Será a primeira do gênero na região e vai utilizar como matéria-prima as sobras de feiras, Ceasa, praças de alimentação, assim como vinhaça da indústria sucroenergética. Para a viabilização do investimento, além do desafio do licenciamento ambiental mais ágil, a usina vai demandar a criação de uma legislação para destinar os resíduos para a geração de energia, fato este que vai reduzir a utilização de aterros.

DE OLHO
A propósito, Antônio Neto está à frente de grupo de investidores interessados em viabilizar o gasoduto de São Carlos a Goiás, passando por Brasília e, obviamente, passando por Uberaba. O gás, neste caso, seria destinado a combustível para veículos, sendo que existe a possibilidade de instalação de 3 postos de abastecimento: um no Distrito Industrial 3, outro na VLi e o terceiro no Praça Uberaba Shopping. Ele afirma que o terreno que seria usado para a fábrica de amônia serviria plenamente para ancorar o gasoduto. Aliás, esse é o terreno que o governo de Minas vai levar a leilão…

REAGE UBERABA!
Essa área do DI-3 pode acabar sendo arrematada pela iniciativa privada, caso as lideranças locais não se mobilizem para evitar o leilão. Por um lado, nada impede que o comprador use a área para qualquer outra finalidade, exceto indústria. Pode, por exemplo, usar para plantio de cana. Afinal, quem vai definir sua utilização será quem? O comprador, claro.
Por outro lado, é preciso, desde já, buscar o compromisso do governo de Minas de transferir essa área para o Município, cancelando, definitivamente, esse leilão. Vale destacar que se Zema levar o leilão adiante, nosso DI-3 nunca mais poderá ser ampliado, ou receber novas indústrias químicas. Seu crescimento estará irremediavelmente cerceado.

OLHA A FUMAÇA!
Não será surpresa se a qualquer momento for anunciada mudança no time da prefeita Elisa. O zunzunzum está fortíssimo nesse sentido...

 


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia