JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 16 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 03/06/2021


Continua depois da publicidade


Estado impõe novas restrições ao Triângulo Sul, mas Uberaba ainda vai decidir sobre adesão

Novas restrições serão impostas pelo Estado à onda vermelha do Minas Consciente, a partir de domingo. Decisão foi tomada em pleno feriado e vai afetar cinco macrorregiões, que são o Triângulo do Sul, Sul, Oeste, Leste do Sul e Centro Sul. Nessas áreas, o Comitê Covid mineiro entendeu que o cenário epidemiológico piorou, e a pandemia chegou a um momento extremamente crítico, de acordo com indicadores de Incidência e Espera por Atendimento, para identificar as tendências de piora na transmissão da doença e na ocupação de leitos e possíveis filas. As novas restrições incluem a proibição de eventos, de atrativos culturais e naturais; fechamento de academias, clubes e salões de beleza; e funcionamento de bares e restaurantes somente até 19h. Depois deste horário, só poderão atender por delivery, sem retirada em balcão.

RESTRIÇÕES EM UBERABA
Nesta quinta-feira a prefeita Elisa Araújo tomou conhecimento das novas restrições impostas pelo Estado para a macrorregião do Triângulo Sul, mas ressaltou que Uberaba não aderiu oficialmente ao programa Minas Consciente. Por essa razão, ela pretende analisar as medidas junto com o Comitê e decidir em conjunto com o Legislativo se as novas proibições serão adotadas também em Uberaba a partir de domingo.

MENOR DE UM
Pela primeira vez em muitas semanas, a taxa de transmissibilidade da Covid-19 ficou abaixo de 1 no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria municipal de Saúde. A taxa destes últimos dias está em 0,95. É óbvio que ainda não dá para comemorar, até porque estamos com 2.913 casos ativos, mais de 1 mil vítimas fatais e 131 casos novos confirmados nas últimas 24 horas. !

MAIS VACINAS
Uberaba nem conseguiu aplicar todas as 9.670 doses de AstraZeneca recebidas no começo da semana e vai receber mais um lote de vacinas neste sábado. Com isso, será necessário acelerar o processo de vacinação, seja ampliando o número de pontos de vacinação, ou de equipes de vacinadores, ou mesmo ampliando horário para atendimento ao público-alvo. Minas Gerais recebeu nesta quarta-feira 588.500 doses de AstraZeneca, e outras 62.010 doses da Pfizer chegaram hoje em BH. As da AstraZeneca serão destinadas à continuação da vacinação dos grupos prioritários e início da vacinação dos trabalhadores na Educação do ensino básico. Já as doses da Pfizer serão destinadas aos trabalhadores do transporte aéreo. Particularmente acredito que deveriam ser imunizados os motoristas do transporte coletivo antes do pessoal do aéreo. Estão muito mais vulneráveis ao contágio.

SEM MEIAS PALAVRAS
“Minha relação com a Elisa é a melhor possível” - garantiu o vice-prefeito Moacyr Lopes em entrevista à Rádio JM na véspera do feriado. “Você sabe que em todo relacionamento tem hora que você descombina com a outra pessoa. Mas nada que leve a um rompimento” - justificou, ao ser indagado pelo colega Paulo Garcia sobre o falado rompimento entre a prefeita e seu vice que circulou nas redes sociais dias atrás. Moacyr ainda emendou, dizendo que não passa de fofoca que ele estaria trabalhando para puxar o tapete de Elisa, como chegou a ser ventilado. “Não preciso da política. Estou aqui para ajudar. E reafirmo que se for preciso renunciar para provar minha lealdade a ela, eu renuncio.”

IRREGULARIDADES AOS MONTES
Confirmando o que disse durante a campanha, Moacyr frisou que está participando ativamente do governo. Mas vem concentrando seus esforços nas áreas de sua competência, como Codau, Seplan, Sesurb, Obras, Feti. “Tenho colecionado inimigos, porque não aceito coisa errada. Vou te dar um exemplo. Codau gastava R$ 530 mil por mês com aluguel de máquina, para prestar 200 horas de máquina por mês. Mas se a empresa prestava só 30 horas, recebia por 200. Está errado. Passamos a pagar somente as horas prestadas e a despesa caiu pela metade. Infelizmente para essa oposição vingativa que está aí, fazer a coisa certa é “errado”. Mas nós vamos continuar fazendo a coisa certa.
Não estamos aqui para caça às bruxas. Porém, as irregularidades que nós encontramos foram reportadas ao Ministério Público, a quem cabe investigar os fatos” - disse Moacyr ao programa “De Frente pra Notícia”.




Continua depois da publicidade


CHEGANDO JUNTO
Moacyr ressaltou, também, que está de olho nos contratos e fiscalizando pessoalmente o cumprimento das obrigações por parte dos prestadores de serviço ao Município. É o caso da limpeza dos cemitérios. “Esse serviço nunca foi fiscalizado. Agora nós estamos fiscalizando. Contrato prevê que a empresa coloque 15 funcionários para fazer o serviço. Nós chegamos lá e só encontramos 4. Notificamos. Está errado. Tem que cumprir o contrato”.

MENSAGEIRO DA PAZ
Nos últimos dias, o vice-prefeito tem atuado também como bombeiro, tentando apagar os incêndios entre Executivo e Legislativo. “Tenho ótimo relacionamento com os vereadores. Claro que toda relação pode ser melhorada e estou tentando isso. Procuro atendê-los dentro do possível. Acho essa a melhor Câmara dos últimos anos” - destacou. Moacyr teria dado sequência às tratativas de apaziguar os ânimos neste feriado, não fosse a perda de seu sobrinho, Totonho, que não resistiu às complicações da Covid.

INDEPENDÊNCIA
Se as eleições proporcionais fossem hoje, Moacyr dificilmente seria candidato a deputado estadual. Mas, como estão marcadas para o ano que vem, não será surpresa se o nome dele for indicado pelo Solidariedade para formar dobradinha com Zé Silva. Comedido, ele por enquanto diz que vai apoiar os candidatos de Uberaba. Todos eles. “Temos de fazer um projeto suprapartidário e eleger o maior número de deputados possível. Vou apoiar os candidatos daqui” - garantiu, descartando a intenção de disputar o pleito em 2022. A posição dele chega a ser bem diferente da manifestada pela prefeita Elisa, que já deixou claro seu apoio a Zé Silva, considerado um paraquedista.

FOI MAL
Embora não admitam publicamente, consta que tanto Aelton Freitas, quanto Franco Cartafina teriam ficado aborrecidos com a prefeita Elisa. Ela foi a Brasília na semana passada e sequer tomou um café com os dois únicos representantes de Uberaba na Câmara dos Deputados. Elisa os ignorou por completo.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia