JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 15 de maio de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 04/05/2021


Continua depois da publicidade


MDB entrega esta semana suas sugestões para frear a Covid em Uberaba

FESTANÇA DA BOA
Final de semana com feriado é sempre sinônimo de festas pipocando por todo lado. Neste não foi diferente. Vídeos postados em redes sociais dão a noção exata do quanto as pessoas não têm consciência do perigo, nem responsabilidade com o momento grave que estamos vivendo com essa pandemia. Só mesmo colocando atrás das grades os promotores dessas festas e seus frequentadores, e deixando-os lá até aprenderem a respeitar as regras de biossegurança. Aliás, consta que um famoso empresário do setor de eventos aqui em Uberaba estaria foragido, desde que soube que contra ele foram expedidos dois mandados de prisão. O motivo? Festas por ele promovidas em Uberaba e em Rifaina (SP).

XÔ, TEIMOSIA!
De nada têm adiantado as fitas zebradas para isolar a área central do Calçadão, a fim de evitar o sobe e desce e as aglomerações no local. Há dias que o Calçadão voltou ao que era: ponto de comércio ambulante de toda espécie de quinquilharia e ponto de parada para um bate papo com os amigos, naqueles bancos de madeira instalados no local. No governo passado o então prefeito Paulo Piau chegou a ordenar a retirada dos bancos, para evitar as aglomerações. Só falta Elisa ter de repetir a ação para conter a teimosia das pessoas…

LOTAÇÃO MÁXIMA
Não apenas no Calçadão as pessoas andam fazendo de conta que não existe mais pandemia. Nos ônibus a situação voltou a preocupar. No início da manhã e final da tarde os veículos ficam parecendo “sardinha lata” outra vez. E nesta segunda-feira,por volta das 10 horas, ônibus que faz a linha Volta Grande ao Gameleiras estava superlotado. Não faltaram idosos dando um rolezinho de ônibus pela cidade. Depois que tomaram a segunda dose da vacina contra Covid, o pessoal de 70 e 80 anos está se sentindo fora do alcance do coronavírus. É aí que mora o perigo!

BANDEIRA BRANCA
“O MDB quer contribuir para tentar abaixar os números da Covid em Uberaba”. Essa é a explicação dada pelo vereador Marcos Jammal, que participou de reunião virtual de emergência na manhã de sábado, com pauta exclusiva sobre a situação da cidade diante da pandemia. Reunião teve participação também do ex-prefeito Paulo Piau. Nesta segunda-feira, em entrevista ao programa O Pingo do Jota, Jammal revelou que o grupo está levantando informações e orientações técnicas para consubstanciar as propostas a serem apresentadas ao governo municipal. Ou seja, em vez da crítica, o MDB pretende apresentar possíveis soluções. Documento deve ficar pronto ainda esta semana.

DIÁLOGO DE VERDADE
Ainda na entrevista de Jammal, ele disse com todas as letras que os emedebistas querem ser ouvidos, embora não façam parte da base de sustentação ao governo Elisa. O vereador garantiu que vão estender a mão. Ótimo! A hora é mesmo de união. União de verdade, sem contaminação política.

NA OUTRA PONTA
Enquanto o MDB anuncia bandeira branca em nome da necessidade de frear a escalada dos casos de Covid em Uberaba, o vereador e presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, professor Wander, foi ao Ministério Público nesta segunda-feira com uma série de denúncias. Pra começar, denuncia o déficit de pessoal no Hospital Regional, como se isso fosse novidade ou problema exclusivo do HR. Todos os hospitais do país enfrentam a mesma dificuldade, passado um ano do início da pandemia. Na sexta-feira o infectologista Vitor Maluf também reclamou da dificuldade de contratar pessoas para o Hospital São Domingos. Vale lembrar que vivemos um momento completamente diferente de tudo, com profissionais de saúde extenuados de tanto trabalhar. Sem contar a concorrência feita por cidades vizinhas, que tiram médicos, enfermeiros e técnicos mediante pagamento de melhores salários.

S.O.S. MÉDICOS
A propósito, a Prefeitura abriu mais processos seletivos para médicos do programa de saúde da família e clínico geral. No primeiro caso, o salário inicial é de pouco mais de R$ 11 mil, com direito a plano de saúde e ticket alimentação. Já o clínico geral tem remuneração mensal fixada em cerca de R$ 5 mil e uns quebrados e os mesmos benefícios. Os selecionados serão incluídos no quadro de reserva da Secretaria de Saúde.
Tem mais: o Município quer contratar de imediato três psiquiatras, em regime de plantão de 12 horas. Um psiquiatra na área infantil e os dois outros, adultos. Mas o salário não é lá essas coisas: R$ 1.200.




Continua depois da publicidade


FALTA DE HIGIENE
Voltando à ação do vereador Prof. Wander no Ministério Público, ele também denunciou o que chamou de precariedade da higiene e limpeza no Hospital Regional, tanto nos cuidados dispensados aos pacientes, quanto de materiais e insumos. Além disso, Wander destacou que “muitos pacientes estão ficando sem seus pertences durante a internação. Estão acontecendo muitos extravios, e não se sabe se por falta de organização da instituição ou por má fé”. Neste caso, só mesmo com registro de ocorrência policial por eventuais vítimas para se ter certeza desses tais sumiços de pertences de pacientes.

MÃOS À OBRA
Muita gente criticou a prefeita Elisa por ter passado o feriado digitando dados em planilhas para colocar as informações da epidemiologia do município em dia. Havia pilhas e pilhas de papeis para serem digitados no mutirão. Não vejo motivo para tanta crítica. Elisa deu exemplo para muita gente que “escolhe serviço” e “encosta” o trabalho chato. Era serviço para a prefeita? Não, não era. A Prefeitura tem mais de 6 mil servidores que poderiam ter sido encarregados desse trabalho. Mas quantos topariam passar o feriado no mutirão? Pois é. O que realmente ficou estranho nesse episódio foi a Prefeitura usar estudantes da UFTM, ainda que através de convênio, para manusear documentos públicos e confidenciais para digitar as informações em planilha.

PRETO NO BRANCO
A presença de Elisa entre os digitadores dos dados da saúde chamou a atenção por vários motivos. Um deles foi o verdadeiro motivo da urgência em alimentar essas planilhas, a ponto de arrastar até a prefeita para esse serviço. Outro é a preocupação que teria motivado a prefeita a trocar o descanso num feriado para ir pessoalmente ajudar a colocar essas informações em dia.

DADOS PRELIMINARES
Segundo a responsável pelo departamento de Vigilância Epidemiológica, Larissa Bandeira de Melo, o mutirão da saúde focou apenas informações relacionadas a exames Covid. Onde foram realizados (farmácias, laboratórios, rede pública…), com quantos dias de sintomas o paciente estava quando fez o teste, e por aí afora. Esses dados poderão futuramente servir para estudos. Mas nesse momento seriam mais importantes do que mapear os bairros onde a Covid está mais presente? Ou o perfil dos doentes, como idade, sexo, tempo de internação hospitalar, presença de comorbidades, medicação usada etc...

DANÇA DOS NÚMEROS
Ainda de acordo com Larissa Bandeira de Melo, a checagem das informações sobre a Covid em Uberaba poderá impactar os números lançados nos boletins epidemiológicos este ano.

DE OLHO NO FUTURO
A secretária adjunta da Sedec, Cynthia Bessa de Souza, representou o secretário Rui Ramos em reunião virtual com representantes do setor produtivo, nesta segunda-feira, para discutirem o futuro da economia no município. Um dos principais itens da pauta foi a retomada do desenvolvimento econômico pós-pandemia. Mais do que olhar os problemas emergenciais que afetam a população, sejam empresários ou trabalhadores, a Sedec está disposta a preparar Uberaba para as próximas décadas.

NOVO HORÁRIO
Se nada mudar, o comércio deverá funcionar em horário especial para o Dia das Mães. Nos dias 5, 6 e 7 as lojas estarão abertas para das 8h às 19h, e no sábado, dia 8, o funcionamento será das 8h às 18h. Jornada mais longa tem por objetivo evitar aglomeração nas lojas, dando mais oportunidade aos consumidores de escolherem o horário para suas compras. É bom que cada um saia de casa já com ideia do que vai comprar, para não perder tempo, nem ficar zanzando por aí. É preciso lembrar sempre que o coronavírus está no ar, prontinho para fazer novos infectados.

AGILIDADE
Codau acaba de contratar a empresa Tucunduva & Carvalho Motta para prestação de serviços de leitura informatizada de hidrômetros com impressão simultânea e entrega de faturas aos consumidores.

FOI MAL
A modelo Núbia Oliver colocou o nome de Uberaba na berlinda na midia nacional neste fim de semana, depois de aparecer em reportagens de TV como suspeita de participar de esquema de prostituição internacional. Segundo as investigações, a uberabense era sócia do empresário paulistano responsável por aliciar brasileiras para “trabalhar” no exterior.

A CAMINHO
Edição nº 71 da JM Magazine já está na fase de impressão. E está um luxo! Dentre as matérias de destaque desta edição, uma entrevista exclusiva feita por Virgínia Abdalla com o mais prestigiado cirurgião plástico brasileiro da atualidade. Sim, é ele mesmo: o uberabense Marcelo Rodrigues da Cunha Araújo, expoente máximo da sua especialidade no famoso hospital israelita Albert Einstein. Não perca. Revista será lançada nesta quinta-feira, chegando às bancas em seguida.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia