JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 11 de abril de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 04/04/2021


Continua depois da publicidade


Uberaba perde Evaldo Marco Antônio e Valdir Dias neste domingo

O Domingo de Páscoa amanheceu desbotado, apesar do céu azul e sol reinando absoluto no firmamento. Logo nas primeiras horas de hoje chegou a notícia do falecimento do advogado e ex-presidente da 14ª Subseção da OAB/Uberaba Evaldo Marco Antônio, um dos profissionais mais queridos e reverenciados do Direito na cidade. Pai de Carolina, Elisa, Ana e Alice, Evaldo era a personificação da alegria. Vivia sorrindo, ou literalmente rindo, gostoso, como quem sabe desfrutar dos pequenos prazeres da vida e saboreá-los intensamente. Amigo leal e companheiro de muitas jornadas,  convivi com Evaldo durante décadas, desde os tempos em que ele trabalhava no escritório de advocacia com meu inesquecível pai, Edson Prata, assim como com José Raimundo Jardim Alves Pinto, João Delfino, Ronaldo Cunha Campos e Claudiovir Delfino. Tempos depois, quando fui integrada ao escritório de advocacia, tive o privilégio de aprender com ele os caminhos do Direito, assim como o direito de caminhar enxergando o lado leve e feliz da vida. Hoje me despeço com enorme tristeza de um grande amigo e de um ser humano formidável, vencido pela Covid-19.

ADEUS A VALDIR DIAS

Domingo também marcou a perda de outro expoente do Direito, o ex-promotor de Justiça Valdir Dias. No governo Anderson Adauto, Valdir Dias atuou como procurador Geral do Município. Foi também presidente da escola de samba Bambas do Fabrício, por muitos anos. Ultimamente ele estava residindo em Araguari, onde enfrentou longa enfermidade. Seu sepultamento, no entanto, está previsto para esta tarde, no Cemitério São João Batista, em Uberaba.

SEMANA DE RECORDES

Neste sábado, o Observatório Covid da UFTM finalizou a análise da 13ª semana epidemiológica do ano. Além de registrar 913 casos novos, acrescentou mais 58 óbitos nas estatísticas da Covid, um recorde, desde que começou a pandemia. O mês de março finalizou com 3.861 casos e 176 mortes por Covid, o que representa uma taxa altíssima de letalidade, em torno de 4,55%. A matemática Michelli Maldonado observa que a taxa de letalidade geral é de 2,81%, superior à registrada em Minas Gerais, que é de 2,22%, e a nacional, que é de 2,5%. Segundo a professora, “considerando o aumento de casos nas semanas anteriores já era esperado o aumento de óbitos.” E mais: essa tendência de alta deve se manter em abril, pois o mês nem bem começou e já registra mais de 20 óbitos, representando mais de 6 óbitos por dia.

TUDO LOTADO

A ocupação de leitos hospitalares se mantém em alta, com média de 270 pessoas hospitalizadas por Covid em Uberaba. No sábado, o boletim epidemiológico divulgado pela PMU informou que 89 dos 103 leitos de UTI estavam ocupados com pacientes Covid, enquanto 172 dos 205 leitos de enfermaria tinham pacientes. A propósito, o mesmo boletim mostrou mais 9 mortes notificadas e 113 casos novos confirmados.

MAIS DETALHES

Câmara Municipal deve votar amanhã dois projetos de lei de autoria do vereador Túlio Micheli voltados especificamente para a área da saúde. Um deles impõe ao Município a obrigação de incluir novas informações nos boletins epidemiológicos, como número de pessoas que procuraram atendimentos nas unidades hospitalares apresentando síndrome gripal. Da mesma forma, o vereador propõe que os boletins passem a informar o número de testes realizados em pacientes a cada 24 horas, assim como pacientes não testados que, por opção médica, foram liberados. Tem mais: se o projeto de lei for aprovado, a Prefeitura deverá incluir o número de pacientes ativos com a Covid e passíveis de retransmissão, e explicitar o número de óbitos ocorridos na rede pública separadamente dos óbitos na rede particular.

ESCALA DE PLANTÃO




Continua depois da publicidade


Outro projeto de lei de autoria do vereador Túlio Micheli que deve entrar na pauta de votação esta semana pretende tornar obrigatória a apresentação da escala de plantão dos profissionais médicos nas unidades de pronto atendimento (UPAs), e também nas UBSs, Programa de saúde da Família e UPA da Criança, com a indicação das respectivas especialidades. Essa escala deverá ser divulgada pela PMU por meio de um link, onde deverá constar também o telefone da Ouvidoria de Saúde, para receber eventuais reclamações da população.

FAKE NEWS

Não passa de fake news a conversa de que estaria faltando oxigênio no Hospital Regional para o atendimento a pacientes Covid. Na noite de sábado esse assunto dominou as redes sociais, levando pânico aos familiares de pacientes lá internados. Mas, segundo o diretor do HR, Frederico Guglielmi Ramos, essa informação não procede. O tanque de oxigênio do hospital vem sendo abastecido regularmente pelo fornecedor.

COVID NA IGREJA

Mais um padre da Arquidiocese de Uberaba está hospitalizado com Covid. Desta vez é o padre Jaime Ribeiro da Silva, pároco da Paróquia de Santa dos Anjos, em Delta. Ele está hospitalizado em Uberaba desde o dia 1º de abril, quando testou positivo, e ontem pela manhã foi transferido para a UTI, em razão do agravamento do seu quadro respiratório. Padre Jaime é o 4º da Arquidiocese de Uberaba a enfrentar a Covid. E, apesar das perdas de dois deles, o bispo Dom Paulo Mendes Peixoto autorizou a retomada das celebrações presenciais, inclusive neste Domingo de Páscoa. Seria esta hora apropriada para a reabertura das igrejas para as missas ao vivo?

#SOMOSTODOSGENÉSIO

Profissionais de enfermagem programam para esta segunda-feira, às 10h, ato pela vida e em homenagem ao enfermeiro Genésio, que foi mais uma vítima da Covid. Concentração será em frente à UBS Valdemar Hial Júnior, na avenida Ivanilda Delduque de Souza, no Residencial Tancredo Neves. De lá sairão rumo ao Hospital de Clínicas da UFTM, onde, às 11h, acontecerá a manifestação pacífica pela valorização da enfermagem. “Não somos apenas um número” - frisam esses profissionais que estão na linha de frente do tratamento a pacientes com Covid-19, expondo a própria vida para salvar a do próximo, e nem sempre são devidamente valorizados. 

BARRADOS NO ÔNIBUS

Enquanto viger o decreto que limita o horário de validade para o passe dos idosos no transporte coletivo, empregadores terão de se virar nos 30. Nenhum empregado com mais de 60 anos poderá andar de ônibus antes das 10h, justamente no horário em que a maioria usa o transporte coletivo para ir ao trabalho ou apenas passear no centro da cidade. A Prefeitura orienta os empregadores, inclusive os domésticos, que forneçam outro tipo de transporte para seus colaboradores maiores de 60 anos até que a situação volte ao normal. Ou alterem a jornada de trabalho dos idosos. Tem mais: as concessionárias do transporte coletivo já estão usando um sistema que barra o acesso de pessoas com mais de 60 anos usando o cartão do idoso. 

SEM PERDÃO

Prefeitura não vai perdoar nem pessoas físicas, nem jurídicas, autuadas por desrespeito às regras sanitárias impostas por decretos municipais. O Departamento de Posturas da Secretaria de Defesa Social informa que os autos de infração relacionados à Covid-19 estão sendo publicados no Diário Oficial do Município - Porta Voz. A partir daí, o infrator tem cinco dias para apresentar sua defesa na SDS, sendo que depois desse prazo, a autuação é lançada em dívida ativa por meio de multa acessória. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia