JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 31 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 07/04/2020


COMO FICARÃO OS ÔNIBUS?
Superintendente do Transporte Coletivo, Claudinei Nunes, reúne-se nesta quarta-feira de manhã com os representantes das empresas de ônibus para definir o esquema de trabalho a partir de segunda-feira, quando entrarão em vigor as novas normas ditadas pela Prefeitura para reabertura do comércio.

A maior preocupação é com a aglomeração de usuários nos ônibus e nas estações do BRT. Já imaginou como vai ser naqueles tubos de vidro no meio da Leopoldino de Oliveira? Onde as pessoas vão esperar os ônibus, se as estações são pequenas e a ilha estreita?

ASSENTE AÍ!
Outra questão a ser discutida envolve o número de usuários dentro dos ônibus. Só poderão ser transportados passageiros sentados. Mas, como fazer nos horários de pico? Os motoristas terão de deixar os usuários “no ponto” à espera do próximo ônibus? Haverá veículos suficientes para evitar superlotação ou empurra-empurra?

Tudo isso precisa ser pensado agora.

Talvez uma alternativa seja estabelecer horários diferenciados para transporte de comerciários, segmentados por bairros ou por atividade desempenhada (vestuário, móveis, veículos e assim por diante).

A hora de prevenir aglomerações é esta!

BLOCO DOS MASCARADOS
Dentre as novas determinações do decreto publicado nesta segunda-feira está a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção por motoristas e usuários do transporte coletivo urbano. Mas quem vai fiscalizar se estão todos de máscara, dentro do ônibus? E quem vai barrar os usuários que estiverem sem máscara?


#ELOGIE MAIS
Aciu lançou esta semana a campanha “Elogie mais”, criando uma corrente do bem para estimular os seus associados a demonstrarem admiração por outros empresários. Usando as redes sociais, o presidente Anderson Cadima lançou o primeiro desafio e a ideia “pegou”, mobilizando sua diretoria de forma muito positiva. Em tempos de apreensão com as possíveis consequências do confinamento ditado pela pandemia de coronavírus, um abraço (mesmo que virtual) faz um bem danado!

NO MURO
Ex-presidente da Cohagra foi entrevistado hoje no programa O Pingo do Jota. E saiu pela tangente, quando indagado quais as garantias que teve do MDB para deixar o PSD, de Marcos Montes, e tentar ser o cabeça de chapa na disputa a prefeito em outubro. Rodeou, rodeou, e no final disse que sua decisão baseou-se na segurança que tem de estar nesse grupo.

Então tá…

MUDANÇA DE ROTA
Nos bastidores comenta-se que Marcos Jammal já estava apalavrado com o presidente estadual do PSDB para filiar-se no partido. Mas, à última hora, mudou de ideia.

Para voar para o ninho tucano teriam sido oferecidas a ele todas as garantias para ser o candidato do partido à sucessão de Paulo Piau. Já no MDB, Jammal provavelmente terá de disputar a indicação do partido com pelo menos outros 3 nomes: os secretários José Renato Gomes e Silvana Elias, e o vereador Luiz Dutra. A conferir.

VAI OU NÃO VAI?
Pela data da desincompatibilização do cargo de presidente da Cohagra, é de se supor que Jammal possa vir a integrar o chapão do MDB para a disputa de cadeiras na Câmara.

Ele garante que não. Diz que não tem perfil para ser vereador. Quer ser prefeito.

NA MUDA
Até 25 de maio, dificilmente Elisa Araújo falará como pré-candidata a prefeita. Tem impedimentos estatutários, já que é presidente da regional Vale do Rio Grande da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais. Naquela data, ela transmitirá o cargo ao seu sucessor, o empresário José Arlênio Veneziano.

FACA AFIADA
Em entrevista ao programa O Pingo do Jota nesta terça-feira, o pré-candidato a prefeito Roberto Velludo (PDT) rasgou o verbo e disse que está na hora de a administração municipal apertar o cinto, já que há previsão de queda de 25% na arrecadação de tributos este ano. “É hora de cortar na carne” - advertiu Velludo.

Até agora o prefeito Paulo Piau não se manifestou sobre propostas relacionadas à prorrogação de data de vencimento de IPTU, ISSQN, etc. Nem falou em enxugamento da máquina, corte de despesas, etc.

PÁREO DURO?
Com qual dos pré-candidatos a prefeito que estão aí falados você gostaria de disputar a eleição deste ano?” - perguntei a Roberto Velludo.

Ele nem pestanejou para responder: “Luiz Neto”.

Por quê?

Porque ele é meu amigo e gostaria de discutir com ele sobre projetos.

Ou será por que você acha mais fácil derrotá-lo?

Pode ser - respondeu Velludo, em tom descontraído.

FILA DE NOVO
Mais um dia de filas longas às portas dos bancos. Embora alguns clientes estivessem usando máscaras, essa não foi a regra. E o distanciamento entre um e outro igualmente foi ignorado. Do lado de fora, não havia ninguém para disciplinar as filas, muito menos havia marcação no piso para delimitar a distância de afastamento.


 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia