JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 05 de abril de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 18/03/2020

Olha o coronavírus aí, gente!
Mais um dia de suplício causado pelo coronavírus em Uberaba, agravado pela confirmação da primeira morte em São Paulo e do primeiro caso da doença na vizinha Uberlândia. População entrou em pânico, sem a menor necessidade. Nesse momento é preciso ter calma e prestar atenção às informações confiáveis e responsáveis sobre o coronavírus, o que nem sempre se encontra em postagens feitas em redes sociais.

Bom senso, por favor!
A corrida aos supermercados foi tão grande, ontem, que um empresário do setor chegou a postar nas suas redes sociais um apelo ao bom senso dos consumidores. “As pessoas estão em desespero, pensando que vão faltar produtos nas gôndolas. Isso só poderá acontecer caso continue esse procedimento de desespero. Muita gente está estocando mercadoria para três meses. Peço que acalmem seus familiares.” A que ponto chegamos...

Pra depois
Agiu bem o presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior, decidindo pelo cancelamento da ExpoZebu neste semestre. A maior feira da pecuária mundial começaria no dia 25 de abril, com uma programação extensa de leilões, shows e eventos paralelos. Geralmente a ExpoZebu traz a Uberaba criadores de diversos pontos do país e do exterior, e neste ano poderiam ficar impedidos de participar da feira em razão das medidas restritivas impostas pelos países de origem. Ou, por outro lado, poderia elevar o grau de risco de epidemia de coronavírus em Uberaba no pós-Expo. A opção pelo cancelamento – ou adiamento – da maior festa da pecuária zebuína foi uma decisão certamente difícil de ser tomada, a essa altura, faltando apenas 40 dias para o início do evento. Mas foi corajosa e responsável.

JM na frente
Enquanto nas redes sociais o que mais se vê é fake news, a Rádio JM, JM Online e Jornal da Manhã têm trabalhado incansavelmente para levar as informações corretas, isentas de sensacionalismo, para verdadeiramente informar tudo aos uberabenses sobre o coronavírus. Aliás, o JM Online divulgou em primeira mão a notícia do cancelamento da ExpoZebu e da suspensão das aulas na rede pública municipais, a partir de amanhã, enquanto outros veículos ainda especulavam se a ABCZ iria ou não cancelar a feira, ou diziam que as aulas estavam mantidas. Pois é. Quem acompanha o JM sabe tudo primeiro.

Cautela e caldo de galinha
Iraci Neto, secretário municipal de Saúde, foi o entrevistado da Rádio JM na manhã dessa terça-feira. Coronavírus, claro, foi o tema principal da entrevista. Mais uma vez o secretário alertou que as pessoas só devem procurar as UPAs e prontos-socorros se estiverem com sintomas como falta de ar ou se apresentarem sintomas do corona e forem diabéticas, hipertensas ou portadoras de doenças capazes de complicar o quadro de saúde. Fora isso, é isolamento, água, canja de galinha e repouso. Não há remédio para tratar especificamente o coronavírus. Paracetamol, no máximo. E não tomar ibuprofeno, que pode agravar a doença.

Hora certa
Quando indagado por que o município não havia decidido pela suspensão das aulas na rede pública, como fizeram as universidades na segunda-feira, Iraci Neto explicou que ainda não havia motivos para a adoção de medida extrema. A partir de amanhã até terça-feira as diretoras das escolas estarão avaliando caso a caso a necessidade de paralisação das atividades. Além disso, medidas restritivas mais rigorosas poderão ser adotadas nos próximos dias. “Mas tudo na hora certa” – ponderou o secretário.

Planejamento já!
Uma das grandes preocupações atuais – senão a maior – é o transporte coletivo urbano. Embora os manuais de prevenção do coronavírus estabeleçam distância de um metro entre uma pessoa e outra, no interior dos ônibus os usuários ficam apinhados, praticamente cheirando o cangote alheio. O risco de contaminação, claro, é grande. Por isso, não basta higienizar os veículos uma vez por dia, ou após uma viagem ou outra. É preciso estabelecer regras de segurança para os passageiros serem transportados nesses tempos de pandemia.

Trio ternura
Dengue, H1N1 e coronavírus: com esse “trio ternura” que leva todo mundo para a cama passaremos o outono/inverno. Mas podemos nos prevenir e evitá-los. No caso da dengue, é preciso continuar no combate ao mosquito, mantendo a casa limpa e o quintal sem mato. No caso da gripe, o mutirão de vacinação começa no dia 23, envolvendo os 33 pontos de vacinação tradicionais, mais cerca de 70 escolas municipais que serão aproveitadas para reduzir as filas nos postinhos. Os idosos serão prioridade, como de costume.

Disque-Corona
Inspirado no modelo implantado nos Estados Unidos, o presidente da Codiub sugeriu ao secretário Iraci Neto o aproveitamento das seis posições do Cidade Ativa para um plantão médico por telefone para a população tirar suas dúvidas e pedir orientações sobre o corona. A medida, segundo o presidente Denis Silva, além de passar informações corretas, poderá evitar superlotação em hospitais. Boa ideia.

Mundo paralelo
Enquanto isso, no mundo paralelo da política, saiu publicada a nova Comissão Executiva Provisória do Solidariedade em Uberaba, válida até 31 de dezembro deste ano. Na presidência foi mantido Eduardo Palmério, que agora conta com Delvaniria Rezende e Moacyr Lopes na vice-presidência, Oroniel Inês na secretaria geral e João Barbosa Siqueira Filho na tesouraria. A provisória conta ainda com outros integrantes, como Caio Presotto, Sabrina Sarreta, Lília Lima, Catarina Leopoldino, Ricardo Ribeiro Carvalho, Clóvis Garcia Borges, José Humberto Guimarães e Ildeu Menezes.

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia