JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 05/09/2019

Divulgação


Rochelle Bazaga, Rafael Carvalho, Celso Neto, Kaká Evangelista, José Victor Prado e Daniel Angotti representaram Uberaba na maior e mais importante escola de novas lideranças políticas do país. Foram selecionados entre mais de 31 mil pessoas de todo o Brasil para renovar a gestão pública municipal em 2020, participando de um curso de 16 semanas com professores renomados como: Gabriel Azevedo, Marcos Lisboa, Cláudio Ferraz e Marcia Cavallari. O encontro presencial com os mineiros do RenovaBR aconteceu em BH, no último dia 31

Tudo ou nada
Vinda do secretário de Estado da Saúde hoje a Uberaba poderá selar em definitivo o futuro do helicóptero Arcanjo e do Hospital Regional. O secretário Carlos Eduardo Amaral desembarcará aqui por volta de 9h para visitar o HR, mas não há indício de que ele esteja trazendo boas notícias na sua bagagem. Pra começar, não está confirmado anúncio sobre a forma como o Estado fará o aporte dos 25% de custeio do HR que lhe cabem. Aliás, não é de hoje que o governo mineiro vem catimbando para a liberação desses recursos. Essa novela se arrasta desde o governo Pimentel e continua há oito meses no governo Zema. Enfim, tomara que a visita do secretário estadual de Saúde não seja apenas para o tradicional cafezinho com pão de queijo.

Conta aberta
Segundo o secretário Iraci Neto, a história do helicóptero tem uma série de detalhes periféricos de difícil conciliação. Sendo operado pelo consórcio de municípios, o custeio mensal ficaria em torno de R$40 mil, sendo que a contrapartida de Uberaba seria de R$16 mil apenas. Os restantes R$24 mil seriam rateados entre os outros 26 municípios da região. Como o consórcio até agora não assumiu essa despesa, coube a Uberaba arcar com 100% do custeio. Mas é aí que a história se complica. Segundo Iraci Neto, ficando por conta apenas de Uberaba, esse custeio gira em torno de R$70 mil por mês.

Como assim?
A explicação para essa diferença gritante de valores é a seguinte: caso o consórcio assuma as despesas da aeronave, as equipes de pilotos, copilotos, médicos e enfermeiros poderão ser contratadas pelo consórcio, com CNPJ de empresa privada. Caso essa despesa fique a cargo exclusivo de Uberaba, toda a equipe de prestadores de serviços serão servidores públicos.

De novo!
Depois de uma breve trégua, o vereador Thiago Mariscal voltou a “causar”. Esta semana ele acionou a polícia para lavrar BO alegando ter sido impedido de entrar no Hospital da Criança para fiscalizar o que chamou de “demora” no atendimento aos pacientes. Com o tumulto por ele causado, o tempo de espera por atendimento acabou ficando maior, já que a médica precisou parar seu serviço para prestar esclarecimentos à PM.

Bafafá
De acordo com a ocorrência policial, a médica responsável pelo atendimento explicou que as normas do Hospital da Criança só permitem a entrada de pessoas que necessitam de atendimento e de seus acompanhantes, o que não era o caso. O vereador teria sido acionado por familiares de um paciente que discordaram do diagnóstico da criança. Sem apurar os fatos previamente, o vereador tentou entrar no hospital para pedir explicações. E aí virou toda essa confusão.

Guindaste dos endividados
Por solicitação do deputado federal Franco Cartafina, a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados realizou audiência pública esta semana para discutir soluções para o superendividamento da população brasileira, que já atinge mais de 30 milhões de pessoas. Uma comissão especial continuará analisando o Projeto de Lei 3515/15, que altera o Código de Defesa do Consumidor e o Estatuto do Idoso, para evitar o superendividamento. Proposta vem em boa hora. O que tem de aposentado atolado em dívidas com financeiras não está escrito.

Logística
Secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, José Renato Gomes anunciou em primeira mão aos ouvintes da Rádio JM, na manhã de ontem, a conquista de mais um centro de distribuição para Uberaba. Desta vez é o CD da Copercana, que investirá cerca de R$20 milhões aqui. Embora a geração de empregos seja limitada a 20, a movimentação de mercadorias será significativa e contribuirá para ampliar o leque de opções na economia de Uberaba. Aos poucos a cidade vai se consolidando também como polo de logística.

Agora vai
Ainda na entrevista à Rádio JM, José Renato Gomes confirmou que a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Uberaba estará em pauta da próxima reunião do Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CNZPE), marcada para o fim deste mês. Segundo o secretário, essa será a chance de Uberaba conseguir mais prazo para as obras de infraestrutura da ZPE. Além disso, na segunda-feira o município deverá protocolar um projeto de atualização da ZPE, prevendo alterações alfandegárias previstas em lei e agora regulamentadas na publicação do Decreto 9.995, do dia 30 de agosto.

E os voos?
Entre as muitas questões abordadas por José Renato na entrevista à Rádio JM, destaque para a questão dos voos entre Uberaba e São Paulo, pela Passaredo. Considerado “sonho de consumo dos uberabenses”, o desembarque no aeroporto de Congonhas ainda não está confirmado, embora as tratativas estejam bem adiantadas. Cauteloso, como de costume, o secretário disse que só poderá anunciar esse voo quando estiver tudo “preto no branco”, ou seja, sem chance de retrocesso. Está certo.
Entre as muitas questões abordadas por José Renato na entrevista à Rádio JM, destaque para a questão dos voos entre Uberaba e São Paulo, pela Passaredo. Considerado “sonho de consumo dos uberabenses”, o desembarque no aeroporto de Congonhas ainda não está confirmado, embora as tratativas estejam bem adiantadas. Cauteloso, como de costume, o secretário disse que só poderá anunciar esse voo quando estiver tudo “preto no branco”, ou seja, sem chance de retrocesso. Está certo.
 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia