JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Lídia Prata ALTERNATIVA 31/08/2019

Gê Alves - redatora interina
gealves13@gmail.com

Vinte e cinco pessoas disputam dez vagas para os Conselhos Tutelares. O presidente da Câmara, Ismar “Marão”, declinou apoio à candidata Maria Dantas (Dondinha), bacharel em Direito. Com ela também está o ex-presidente do Legislativo Ademir Vicente. A eleição é dia 6 de outubro, no Colégio Dr. José Ferreira. Para votar, o eleitor precisa estar em dia com a Justiça Eleitoral

E agora, Romeu!? As palavras claras e bem escritas de Marilda Ribeiro Resende, que acaba de deixar o comando da Superintendência Regional de Ensino, denunciam que o compromisso e a garantia do governo Zema de processo seletivo para preenchimento de cargos de livre nomeação não passa de ilusão. O governo estaria mentindo. Se o governo disser que não está mentindo, alguém está, já que a professora escreveu que ouviu do secretário-adjunto de Estado da Educação, Edelves Rosa Luna, o seguinte: “A escolha foi e continua sendo política”.

Direto. Observação de leitor que não conseguia registrar sua demanda – situação já solucionada – serve para instruir outros. Não existe link na internet para que o cidadão solicite serviços. Com a criação do “Cidade Ativa”, conta a coordenadora Luciene Fachinelli, o contato é direto pelo 0800-940-0101 ou 3318-0800 para dar celeridade na resposta ao cidadão. Quem preferir pode contatar também pelo e-mail cidadeativa@uberaba.mg.gov.br.

S.O.S. Imaginem 900 cães! Imaginaram? Agora pensem nestes bichinhos todos soltos pelas ruas da cidade? Pensaram? Pois é, este é o número de animais alojados na Supra, ou seja, cães sem dono. Acho que isto dá a dimensão sobre a importância da entidade. Fiquei chocada – confesso – com este universo e soube que o volume de pedidos de socorro supera em muito as doações e, claro, adoções. A despesa vai de cuidadores, alimentação, medicamentos, vacinas, mas a única ajuda fixa é do município, à ordem de R$35 mil por mês.

Sem infiltração. O comandante, tenente-coronel PM Breno de Sousa Reis, garante à coluna que, diferente de não muito tempos atrás, em Uberaba a comunicação da Polícia Militar está segura. Segundo ele, todo o sistema está digitalizado e criptografado, o que inclui a comunicação entre viaturas, ou seja, segundo ele, acabou a “radio escuta”.

Todo mundo. O mesmo oficial garante que a cada dia a corporação trabalha mais em estratégias e amparo tecnológico para o estudo correto do crime e suas ramificações. Ele alerta que, mesmo diante das novas tecnologias, ante o quadro sistêmico, a prevenção continua sendo uma grande arma, e que ela começa na família, especialmente na educação dos filhos, para que não se tornem alvos da marginalidade.

Necessário. O Caism – unidade multidisciplinar municipal para a saúde da mulher – retomou trabalho de psicologia voltado ao atendimento a mulheres vítimas de violência, normalmente encaminhadas pela Delegacia Mulher.

Despedida poética. Delegado regional da Polícia Civil, Francisco Eduardo Gouvea Motta vai se aposentar. Adiantou à colunista que isto acontece já em 2020, após 30 anos de exercício profissional cem por cento na Polícia Civil. O destino? “Tranquilidade e calmaria da obscuridade.” Diz que quer “tomar conta” de si. O desejo de “liberdade” parece tanto que, questionado se permanece em Uberaba, diz que por enquanto sim. Mas, se coloca como “árvore sem raiz”. Ele é de Belo Horizonte e a mulher, de Araxá, locais para onde não pretendem voltar. Tudo vai depender dos caminhos dos filhos, um casal, hoje universitários em Direito.

Tapetão. Também de forma poética, mas em tom dramático, com fortes pitadas de angústia e incompreensão, foi a despedida da professora Marilda Ribeiro de Resende do comando da Regional de Ensino. Dá ou não a entender que lhe puxaram o tapete?: “...a luz há de chegar aos corações do mal” e “quero ter olhos para ver a maldade desaparecer”.

Harvard. Em toda a América Latina, apenas o Triângulo Mineiro tem faculdade de medicina filiada ao Centro de Simulação Realística de Boston. O Imepac em Araguari é a primeira instituição a conseguir esta filiação. Em breve, segundo informações, será aberta possibilidade de estágio por lá.

Corrida. Como esperado, os pedidos de aposentadoria disparam no Brasil. Levantamento do INSS mostra julho como recorde. Foram 235,4 mil solicitações. Com a digitalização, ficaram em alta as solicitações via aplicativo. Já a entrega física de documentos cai desde o início do ano.

Tem que rebolar. Grandes emissoras remexem para acompanhar as novidades tecnológicas e a mudança de comportamento do telespectador, assim como atrair novos públicos para os informativos formatados. É o caso, por exemplo, da Globo com seu podcast – que eu adorei.

Perigo! Com tanta violência, não consigo entender que ainda hoje as universidades/faculdades de Uberaba não adotem controle de entrada e saída de pessoas nos campi.

Pesquisa. Eu gosto de noticiar boas práticas na educação, num tempo em que é a cada dia mais difícil – e por aspectos diversos – ser professor. Minha colega de magistério (formamos juntas), a professora municipal Cédna Maria Silva Lellis vai apresentar pesquisa em evento mineiro acerca da rara síndrome do X Frágil, a maior causa de retardo mental. Seu olhar sensível, técnico e disposto a fazer algo mais que a educação bancária lhe rende espaço merecido em setembro no X Encontro Mineiro sobre Investigação na Escola, com a pesquisa “Inovação da Prática Pedagógica da Síndrome do X Frágil”, que ela desenvolveu acompanhando por três anos aluno adolescente diagnosticado com a síndrome.

Adorei, como sempre, estar aqui. Lídia Prata volta na próxima edição. 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia