JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 14 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Joanna Prata AGRO EM DIA 04/05/2021


Continua depois da publicidade


Primeiro fim de semana de Expozebu movimenta R$ 13 milhões em leilões oficiais

A bela e desejada Sophie
A vaca nelore Sophie Ouro Fino foi a grande estrela do primeiro final de semana da Expozebu, que esse ano é no formato totalmente online. No primeiro lote do leilão Ipê Ouro Premium, Sophie mostrou que não recebeu o prêmio Reservada Grande Campeã na Expoinel Minas por acaso. As características da matriz é de preencher os olhos a qualquer admirador do Nelore (e dos que não o admiram também). Sophie nasceu em 4 de agosto de 2017 e apresenta uma linhagem espetacular, filha do raçador Landau Da Di Gênio com a matriz Branca Fiv Caríbas. No filme sobre a fêmea nelore exibida no leilão aparecia ela acompanhada pela filha Kauane Paranã de quase 9 meses, que também fez parte do lote. E pra completar Sophie está na terceira prenhez com previsão de parto para agosto. O intervalo entre os partos é de 12 meses. A cada lance no leilão era como um gol em final de Copa do Mundo para aqueles que assistiram pelo canal da ABCZ TV. Após inúmeros lances, Sophie foi arrematada por R$1,593 milhão em 30 prestações de R$ 53.100,00. Esse primeiro final de semana de leilões foi movimentado em torno de R$ 13 milhões nos leilões oficiais da ExpoZebu.

Principais pontos dos discursos de abertura da 86ª Expozebu
E a abertura oficial da Expozebu no dia 1º de maio teve presença virtual do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Tereza Cristina (Democratas). O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, Rivaldo Machado Borges, salientou em seu discurso a democracia e o trabalhador rural, que, mesmo com a pandemia, seguiu seu trabalho. O presidente da ABCZ também lançou oficialmente o programa "Integra Zebu" em parceria com o MAPA. O programa visa a recuperação das pastagens degradadas em todo o país. "Consideramos a recuperação de pastagens degradadas do Brasil com a maior iniciativa ambiental do mundo", disse o presidente em seu discurso

Na sequência teve o discurso do presidente Jair Bolsonaro. O discurso foi transmitido por um telão dentro do estúdio da ABCZ TV. O presidente salientou o trabalho dos trabalhadores do campo e abordou o tema da emenda parlamentar 81 de 2014. "Devemos sim rever a emenda constitucional 81 de 2014, que tornou vulnerável a questão da propriedade verdadeira. É uma emenda que ainda não foi regulamentada e com toda certeza não será regulamentada em novo governo", disse o presidente. Jair Bolsonaro também disse que durante seu governo houve poucas invasões de terra e que minou recursos do MST ao tirar a verba recebida pelo movimento por se classificar como Organização Não Governamental (ONG). O discurso da ministra Tereza Cristina foi bem breve e se limitou a parabenizar o trabalho feito pela ABCZ e pelos pecuaristas que primam pelo melhoramento genético bovino. Tereza Cristina também exaltou que o Brasil é responsável pelo maior rebanho comercial do mundo.




Continua depois da publicidade


Mas nem só de Zebu vive Uberaba: aqui também tem lavouras e muitas lavouras!
A safra de soja em Uberaba terminou a colheita em abril. A safra 2020/21 chegou às 334 mil toneladas, o melhor resultado das últimas três safras, conforme o secretário de agronegócio (sagri) José Geraldo Celani. Os resultados foram divulgados pelo Conselho Gestor de Previsão de Safra composto pela Sagri, Emater, Embrapa, Epamig, IBGE, Conab, Certrim, ABCZ, Banco do Brasil e o Sindicato dos Produtores Rurais de Uberaba (SRU). Conforme o conselho a soja no município está 100% colhida. Houve um crescimento de 4,5% de área plantada em comparação com a safra anterior.

Cana-de-açúcar
Os números do Conselho Gestor apontam para mais uma supersafra de cana-de-açúcar. A colheita foi iniciada em abril e a estimativa é de colher 9 milhões de toneladas. Entre outras culturas, o relatório do Conselho Gestor traz uma produção de quase 6 mil hectares de eucalipto em formação.

E tem alimento no prato
O conselho de Safra apontou um crescimento de 17% na área plantada de milho em comparação com a safra passada, com uma produção de 225 mil toneladas. Entre as lavouras Uberaba, se destaca na produção de cenoura, com 84 mil toneladas da raiz; beterraba com 40 mil toneladas; batata com 30 mil toneladas; cebola com 42 mil toneladas; e por fim a mandioca com 22 mil toneladas por ano. Entre as frutas o destaque fica com a laranja e o abacate, a primeira com 9,5 mil toneladas e o segundo com 4,5 toneladas por ano.O trigo que é uma cultura normalmente plantada em lugares com o clima mais ameno, se adaptou bem ao cerrado, graças ao trabalho da Embrapa. A empresa intensificou as pesquisas para alcançar as variedades que melhor se ajustam às temperaturas da região. Os resultados são 6 mil hectares de trigo plantados para atender a indústria de panificação local.
Esses números evidenciam o bom trabalho dos agricultores que levam alimentos para a mesa dos uberabenses.

Ser agro é ser solidário
O Sindicato dos Produtores Rurais de Uberaba lançou a campanha AgroSolidário SRU. A entidade junto com o grupo Empresários Amigos para o Bem, organizaram a campanha solidária que vai beneficiar 11 instituições, entre elas a APAE Uberaba, Hospital da Criança de Uberaba, Lar da Criança, Asilo São Vicente, Hospital Regional de Uberaba, Sanatório Espírita de Uberaba entre outros. A meta é arrecadar 10 mil cestas básicas e itens que atendam às necessidades específicas de cada instituição, como fraldas e itens de higiene pessoal. Quem quiser ajudar pode doar alimento ou através de depósito bancário. Além do SRU tem mais sete pontos de arrecadação em Uberaba, para mais informações o contato do SRU é 34 3334-6500.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia