JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 12 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Renato Abrão RENATO ABRÃO 29/12/2019


É preciso que a mulher não se esqueça de que além das mamas, ela tem o aparelho reprodutivo, que é composto pela vulva, vagina, útero, ovários e trompas. Cada uma destas estruturas (importantíssimas nas funções sexuais e reprodutivas) sofre modificações próprias de cada período da vida. Por exemplo, os ovários são durante a vida reprodutiva da mulher importantes estruturas, que além de fornecerem os óvulos para a procriação serão os grandes responsáveis pela produção hormonal neste período. Vai ser a redução da produção hormonal deles que desencadeará a maioria os sintomas que ocorrem no climatério, como os fogachos, secura vaginal, irregularidades menstruais etc.

Cada uma destas estruturas que compõem o aparelho genital, inclusive as trompas, pode ser acometida com o aparecimento de uma neoplasia benigna ou maligna. Então é muito importante que se faça também a prevenção de neoplasia em todo o sistema genital, pois a mulher pode ter câncer na vulva, vagina, colo do útero, corpo do útero, trompas e ovários.

O colo do útero pode ter redução enorme das neoplasias malignas com a vacinação contra HPV. Não dá para se entender como alguns são contra a vacinação. Além disto a rastreamento do câncer do colo do útero pode ser feito com um simples exame de lâmina – Papanicolaou.

É preciso que se esclareça algumas coisas:

1- O exame de Papanicolau é exame de rastreamento - vai procurar por lesões que possam se transformar em câncer. A mamografia é exame para diagnosticar lesões malignas pequenas que possam ainda ser curadas com menor agressividade terapêutica.

2- O exame de Papanicolau não é exame para rastreamento de câncer de endométrio e nem de ovário. Para estes, assim como para restante do aparelho reprodutivo, o que existe é uma boa avaliação clínica-ginecológica, acompanhada de acordo com cada caso, de exames subsidiários como ultrassom, biopsia, entre outros.

3- É preciso que se saiba também que os chamados antígenos tumorais são bons para acompanhamento de tratamento e não devem ser usados como rastreamento de câncer genital. Por exemplo:  O Ca 125 pode estar alterado em várias situações como endometriose, mulher fumante inveterada e por tanto não indicar a presença de câncer de ovário.

Concluindo: Espero qua mulher se conscientize que, além das mamas, elas também se lembrem do seu aparelho genital.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia