JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 26 de setembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
IOC - Instituto do Olho e da Cartilagem IOC - Instituto do Olho e da Cartilagem 13/09/2020


Continua depois da publicidade


Tratamentos não-cirúrgicos da artrose Medidas nutricionais no controle da artrose – 2

É importante estar ciente de que alguns alimentos também podem agravar os sintomas da artrose.

Existem algumas substâncias nocivas que são abundantes em dietas ocidentais, e proliferam quando os alimentos são aquecidos, pasteurizados, desidratados, defumados, fritos ou grelhados.

Uma vez absorvidas pelo organismo, essas toxinas aderem aos tecidos e provomem uma  oxidação, provocando a inflamação que, por sua vez, pode conduzir a artrose.

A Universidade de Maryland Medical Center, recomenda que deve-se eliminar ou evitar produtos refinados da dieta dos pacientes com artrose.

Alimentos refinados foram despojados do seu farelo e seu componente de fibra e incluem pão branco, biscoitos, bolos e açúcar. A ausência de fibras nestes produtos pode levar você a comer demais porque a fibra ajuda a promover saciedade.

Opções alternativas aos alimentos refinados incluem grãos integrais, como pão de trigo integral, aveia, cevada e arroz integral.

Alimentos ricos em ácidos graxos trans podem aumentar os sintomas da osteoartrite em seu corpo. A Universidade de Maryland também recomenda limitar ou eliminar o consumo de alimentos que contêm gorduras trans.

Estes alimentos incluem biscoitos, bolos, tortas, batatas fritas e alimentos processados.




Continua depois da publicidade

Pesquisadores da Mount Sinai School of Medicine afirmam que um corte no consumo de alimentos processados ​​e fritos, pode reduzir a inflamação.

O estudo realizado por Pesquisadores de Nova York concluiu que pacientes que ingerem menos produtos processados têm menos inflamação e melhor qualidade de vida.

Reduzir o consumo dessas fontes de gorduras ​​pode ajudar a reduzir a inflamação em pacientes com artrose e também ajudar a reduzir ou manter um peso adequado. Ambos fatores são importantes na prevenção ou alívio dos sintomas da osteoartrite .

O álcool e a cafeína também podem agravar os sintomas da osteoartrite, de acordo com a Universidade de Maryland.

Estes alimentos contêm pouco ou nenhum nutriente e podem contribuir para o aumento da inflamação em seu corpo e aumento do ganho de peso. Bebidas saudáveis ​​alternativas incluem sucos naturais, chás de ervas e água.

Referências:

Sally Thomas, Heather Browne, Ali Mobasheri, Margaret P Rayman, What is the evidence for a role for diet and nutrition in osteoarthritis?, Rheumatology, Volume 57, Issue suppl_4, May 2018, Pages iv61–iv74 / Thomas S, Browne H, Mobasheri A, Rayman MP. What is the evidence for a role for diet and nutrition in osteoarthritis?. Rheumatology (Oxford). 2018;57(suppl_4):iv61-iv74. doi:10.1093/rheumatology/key011 / Bortoluzzi A, Furini F, Scirè CA. Osteoarthritis and its management - Epidemiology, nutritional aspects and environmental factors. Autoimmun Rev. 2018;17(11):1097-1104.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia