JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 24 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Renato Abrão RENATO ABRÃO 16/01/2022



Vacinas como prevenção e tratamento do câncer

Bom dia, leitores do Jornal da Manhã. Hoje vamos falar das vacinas para o tratamento do câncer. As vacinas se tornaram referência mundial com o advento da pandemia da Covid-19. O que a maioria das pessoas não sabe é que, há anos, os cientistas vêm pesquisando uma nova abordagem para o tratamento de câncer com o RNA mensageiro (mRNA) e que, graças ao desenvolvimento dessa técnica, foi possível chegar numa vacina eficaz contra o novo coronavírus. Um dos propósitos desse método é ajudar o sistema imunológico a combater as células tumorais do organismo.

Para produzir o imunizante contra o câncer, é preciso realizar uma biópsia do tumor do paciente e fazer o sequenciamento do genoma. Em seguida, os cientistas desenvolvem uma molécula de RNA para codificar as proteínas que respondem pelas mutações das células normais, que posteriormente se tornam cancerosas. Ou seja, o papel dessa modificação é fazer com que o organismo aprenda a reconhecer uma determinada proteína nas células cancerosas e combatê-las de forma eficaz.

As vacinas oncológicas já vêm sendo aplicadas com sucesso no tratamento de vários tipos de câncer, como os de pele, de próstata e de mama. Podemos, inclusive, falar em vacina preventiva contra o câncer. Existem estudos promissores em pacientes com câncer de mama avançado que receberam uma vacina após se submeterem aos tratamentos convencionais. Em 15 anos, a taxa de recorrência da doença em pacientes vacinados foi de 12,5%, contra 60% naqueles que receberam o tratamento convencional e uma vacina placebo.




Continua depois da publicidade


Um dos diferenciais das vacinas oncológicas é a individualização do tratamento. Infelizmente, os custos ainda são altos para uso em larga escala, mas o desenvolvimento tecnológico deve baratear e permitir ampliar sua aplicabilidade. As vacinas são, portanto, uma das mais promissoras respostas para o futuro tratamento do câncer e de outras enfermidades que possam surgir. Precisamos deixar de lado o preconceito em relação às vacinas que são resultado de anos de pesquisa e têm eficácia comprovada por milhares de cientistas ao redor do mundo.

Bom domingo a todos!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia