JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 18 de maio de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Gisele Barcelos CHECKLIST MUNDO 19/04/2021


Continua depois da publicidade


Novo site permite alugar uso de piscina na casa de desconhecidos

Compartilhar serviços está cada vez mais comum, desde caronas em viagens de carro até quartos em casa de desconhecidos. Mas já imaginou reservar uma piscina para se refrescar do calor na casa de alguém que você nunca viu na vida? A proposta um tanto inusitada é do Dovizin, um site que permite encontrar piscinas disponíveis para locação por hora em cidades do Brasil.

A plataforma é a primeira a oferecer o serviço de aluguel exclusivo de piscinas no Brasil. O usuário maior de 18 anos se inscreve no site e reserva a opção que mais lhe agrada. O modelo já é usado por sites em outros países, como o Swimply.

No Brasil, o serviço ainda está no início e atualmente são apenas 33 piscinas disponíveis em alguns estados, sendo eles Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Distrito Federal, Pernambuco e São Paulo.

Segundo os diretores da empresa, a expectativa é expandir rapidamente e atingir 250 anfitriões já em maio e dois mil até o final do ano.




Continua depois da publicidade


Como funciona o aluguel de piscinas

A plataforma intermedia o processo de locação entre hóspedes e anfitriões. É uma opção para famílias e pequenos grupos de amigos que desejam passar algumas horas em uma piscina. O número máximo permitido é 14 pessoas.

O Dovizin também permite que o anfitrião crie suas próprias regras, como, por exemplo, se permite bebidas alcoólicas, crianças, animais de estimação, som alto e, até mesmo, definir um limite máximo de pessoas inferior ao estabelecido pela plataforma. O anfitrião também pode sempre optar por declinar uma reserva recebida, com base no número de convidados, perfil e avaliações do hóspede.

Como o projeto nasceu durante a pandemia, a plataforma foi criada de olho nos protocolos de segurança e limpeza. Com isso, há sistema automatizado de check-in e check-out evitando contato direto entre as partes, além de recomendação de uso de máscara, de distanciamento social entre hóspedes e anfitriões e de higienização constante das mãos e superfícies de contato, como mesas, cadeiras, maçanetas, entre outros.

*Gisele Barcelos é uma jornalista viajante, apaixonada por pesquisar novos destinos e montar roteiros para aventuras pelo mundo afora. Além do conteúdo para o portal do Jornal da Manhã, é autora do blog Checklist Mundo e do instagram Checklist Mundo, onde compartilha dicas para ajudar todo mundo a viajar mais e melhor.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia