JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 15 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Gisele Barcelos CHECKLIST MUNDO 23/09/2019

A desvalorização assustadora do real este ano talvez seja responsável por muita gente adiar uma viagem a Europa em 2019. Porém, se um dos seus sonhos era visitar castelos no velho continente, é possível seguir com a programação de férias sem cruzar o oceano.

Aqui mesmo no Brasil você também encontra castelos espalhados por diversos Estados. Algumas construções foram realmente palco da história do país e outros prédios foram edificados por pessoas inspiradas pela arquitetura européia. O melhor é que vários estão abertos à visitação e podem fazer parte do roteiro da sua próxima viagem. Pronto para um tour?


Castelo Itaipava, no Rio de Janeiro



Construído na década de 20, o antigo Castelo de Itaipava em Petrópolis era a morada do barão José Smith de Vasconcelos, nobre português radicado no Brasil. A família proprietária garante que o urbanista Lúcio Costa (que projetou Brasília) fez várias sugestões durante a obra.

Em estilo medieval e com características renascentistas, sua beleza e imponência já foi estampada em eventos famosos, como cenário para a novela “Guerra dos Sexos” em 2013.

Hoje o castelo abriga um luxuoso hotel na região serrana do Rio. Quem quiser visitar o interior pode aproveitar o bistrô e bar/restaurante instalados no local, com cardápios refinados e clima aconchegante.


Castelo da Ilha Fiscal, no Rio de Janeiro

O castelo foi encomendado pelo próprio imperador Dom Pedro II, em estilo gótico-provençal. O lugar é aberto à visitação e hoje abriga o Museu Naval. No interior, a decoração das cortinas e mobiliário fazem referência à época do império, com direito a talheres pertencentes ao Encouraçado São Paulo, navio que participou das duas guerras mundiais.


Castelo Mourisco de Manguinhos, no Rio de Janeiro

O prédio que hoje sedia a Fundação Oswaldo Cruz é conhecido simplesmente como Castelo e leva os visitantes a uma viagem pelo Rio do século 20, quando o prédio de arquitetura árabe-espanhola foi construído.

Este é um dos castelos no Brasil que tem a sua construção no estilo neomourisco, a qual ostenta azulejos portugueses, tapeçarias árabes, vitrais coloridos, colunas e arcos. O acervo conta com fotos e documentos históricos do período marcado por personagens como Oswaldo Cruz e Carlos Chagas.

 Castelo Zé dos Montes, no Rio Grande do Norte



Cartão-postal do pequeno município de Sítio Novo, a 100km de Natal, o Castelo Zé dos Montes impressiona por sua beleza que contrasta com a paisagem da Serra do Tapuia.

A construção feita de pedra e cal foi erguida pelo aposentado que deu seu próprio nome à obra. Ele afirma ter recebido instruções de Nossa Senhora para erguê-lo, por isso há uma capela em homenagem a ela no local. Foram mais de 20 anos até o castelo inspirado na arquitetura mourisca ficar pronto.

Castelo de Pesqueira, Pernambuco

Com uma arquitetura impressionante, o castelo foi construído pelo empresário Edvonaldo Bezerra Torres ao longo de 20 anos e chama atenção em meio ao visual da pacata cidade de Pesqueira, a 200 quilômetros de Recife.

A casa da família foi transformada em uma construção gigantesca com referências ao estilo árabe e cheia de desenhos geométricos coloridos, símbolos, personagens da mitologia grega e dragões chineses.Embora não seja possível a visitação ao interior, a arquitetura por fora já impressiona e garante vários cliques de viagem.

Château Lacave – Rio Grande do Sul

 




 

Uma verdadeira fortaleza medieval embeleza ainda mais as paisagens da Serra Gaúcha. O Château Lacave é atração obrigatória para os visitantes de Caxias do Sul, com sua construção de quatro torres inspirada em um mosteiro medieval espanhol do século 11.

Idealizado pelo uruguaio Juan Carrau, o castelo foi concluído em 1968. Em 2001, foi adquirido pela Família Basso, sendo hoje um marco turístico e um reconhecido centro de enogastronomia na Região dos Vales. Além de sediar eventos particulares, o espaço também é aberto à visitação, com tours guiados e degustação de vinhos.

Castelo de Joinville, em Santa Catarina

Há 20 anos, o massoterapeuta Leonardo Caradelli se dedica construir um castelo em Joinville. A propriedade tem hoje 700 metros quadrados, 21 cômodos, arcos e uma piscina. O dono reside ali mesmo, no térreo. E aos finais de semana, costuma abrir o castelo para visitação agendada para saciar a curiosidade dos visitantes.

Castelo São João, em Pernambuco


Com pegada surrealista e medieval, o castelo do ceramista Ricardo Brennand é ocupado pelo Museu de Armas São João e resguarda ainda obras do artista, espalhadas pelos jardins. O espaço é aberto a visitação do público, de terça a domingo.

O Museu Castelo São João está instalado nas terras do antigo engenho São João, no bairro da Várzea, em Recife, ocupando uma área de 77 mil metros quadrados em meio a uma reserva de mata atlântica preservada.

Em estilo gótico, o castelo foi um desejo do colecionador pernambucano Ricardo Brennand, que acumulou armas brancas de todos os tipos e de várias partes do mundo. Dentre os objetos do acervo, estão adagas, espadas e armaduras, além de algumas obras da coleção privada do pintor holandês Frans Post. O espaço é aberto à visitação do público, de terça a domingo.

Castelo Simões Lopes – Rio Grande do Sul
Em Pelotas, fica o Castelo Simões Lopes, edificação que foi o centro das reuniões de autoridades e políticos como Washington Luís e Getúlio Vargas.

A construção inclui torres e terraços, lembrando os antigos castelos medievais. A estrutura é de cimento armado, uma novidade para a época e a residência foi a primeira a ter calefação na cidade. A propriedade foi adquirida pela prefeitura de Pelotas em 1990 e aberto à visitação no ano passado.

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia