JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Gisele Barcelos CHECKLIST MUNDO 02/09/2019

Marcado pela Semana da Pátria e a comemoração do Dia da Independência, setembro é um mês que nos leva a relembrar bastante a história do Brasil. Para os interessados no assunto, os momentos dessa trajetória podem ser conferidos não só nas páginas dos livros. Em muitas cidades, vislumbres do passado permanecem estampados nas ruas, na arquitetura de antigos casarões e também em monumentos que resistem através dos anos.

Por isso, aproveitando a coloração verde-amarela que está no ar, por que não pensar em viagens inspiradas justamente na história brasileira? Confira uma lista de oito destinos que foram palco para períodos importantes da trajetória do nosso país desde a chegada dos portugueses em 1500.

Costa do Descobrimento (BA) - Porto Seguro

Quando os navegadores portugueses gritaram “Terra à vista” ao chegarem ao que hoje é o Brasil, eram as terras desta cidade baiana que estavam vendo. Pedro Álvares Cabral desembarcou em 22 de abril de 1500 em Porto Seguro, um mês depois de ter saído da costa africana.

Por lá, você deve visitar o Marco do Descobrimento (na Praça Pero Campos de Tourinho, na Cidade Alta), a Igreja Nossa Senhora da Pena (construída em 1535) e depois, claro, relaxar nas praias incríveis da região.

Missões jesuitas - São Miguel das Missões

Por quase 160 anos, entre 1609 e 1768, os jesuítas fundaram 30 cidadelas igualitárias no território habitado pelo povo guarani. Uma delas é a missão de São Miguel Arcanjo, fundada em 1632.

Hoje ainda resiste no local, a fachada e parede da antiga Catedral, que permitem uma imersão nos primórdios da colonização do país. É possível também ver a planta baixa da cidadela de São Miguel para entender como a vila se organizava no passado. Quem estiver com viagem marca para Foz do Iguaçu, pode aproveitar e incluir no roteiro uma visita às ruínas da antiga cidadela.

Brasil Colônia – Salvador (BA)

Fundada ainda no século XVI, Salvador foi a primeira capital do Brasil. Com a grande produção de cana-de-açúcar na região do Recôncavo Baiano, Salvador enriqueceu. No centro da cidade, foi erguido o que é hoje um dos principais patrimônios brasileiros da época colonial.

Visitas obrigatórias em Salvador são o Pelourinho (Centro Histórico de Salvador), com suas cores marcantes, e as ruas antigas e estreitas com calçamento de pedra. Nada melhor do que simplesmente sair andando pela cidade durante o dia e se permitir admirar os antigos sobrados coloridos e igrejas barrocas.

Família Real Portuguesa no Brasil – Rio de Janeiro (RJ)

Segunda capital do Brasil, o Rio de Janeiro abrigou, entre 1808 e 1821, a corte portuguesa que fugia das Guerras Napoleônicas. Pela primeira vez, uma colônia tornava-se a sede do reino. Como consequência, esse acontecimento resultou num grande desenvolvimento cultural, econômico e arquitetônico da cidade.
Nessa época, foram construídos importantes pontos turísticos do Rio, como o Jardim Botânico e palacetes. Veja de perto as residências onde a família real se instalou na cidade e conheça a Praça XV de Novembro, onde a corte desembarcou.

Se já conheceu a capital, outro roteiro de viagem pela história brasileira pode ser a
Serra Fluminense. O clima ameno e a beleza da região encantaram D. Pedro I e D. Pedro II, que assinou um decreto que fundou a cidade de Petrópolis em 1843. Na cidade, foi estabelecida a residência de verão do Imperador e sua família, o Palácio Imperial (hoje, Museu Imperial), com um belo jardim.

Seguindo o exemplo, vários nobres, ricos e intelectuais da época construíram também em Petrópolis seus próprios palacetes, além de praças e avenidas arborizadas. Até hoje, a cidade preserva esse belo patrimônio do século XIX.

Mais uma opção em terras cariocas é conhecer as fazenda do Vale do Café. Com a transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro e a vinda da Família Real, uma nova aristocracia rural, os barões do café, emergiu na região que compreende hoje as cidades de Vassouras, Valença, Barra do Piraí e Rio das Flores.

Independência – São Paulo (SP)

A capital paulista não é só lugar de correria e negócios. Por lá ocorreu um dos momentos mais importantes da nossa história: a Independência do Brasil, em 7 de setembro de 1822. Às margens do rio Ipiranga, o príncipe regente D. Pedro I gritou “Independência ou Morte” e declarou que o Brasil era um país independente.

Vá ao Parque da Independência para conhecer a região em que isso ocorreu, o Monumento à Independência (os restos mortais de D. Pedro estão lá) e a Casa do Grito. O Museu do Ipiranga permanece fechado, mas dá para ver de fora sua arquitetura.

Na capital paulista, Paulo, outros pontos turísticos históricos são o Theatro Municipal, o Pateo do Colégio e a Estação da Luz.

Quem tiver mais tempo, pode esticar até o litoral e conhecer o centro histórico de Santos, que abriga o prédio da antiga Bolsa do Café e diversas outras construções que remontam o passado da época de ouro do café.

Inconfidência Mineira – cidades históricas de Minas Gerais

Não dá para falar de construções históricas no Brasil sem mencionar as cidades mineiras de Ouro Preto, Mariana, Diamantina, São João del Rei, Tiradentes, e Congonhas.

Com casarios coloniais e um impressionante patrimônio barroco da época do ciclo do ouro, visitar essa região é como voltar no tempo. Reviva a história da Inconfidência Mineira em passeios culturais, conheça as belezas naturais e se delicie com a gastronomia local.


São Luiz - Maranhão (MA)

É a única cidade brasileira fundada por franceses em 1612. Posteriormente invadida por holandeses e enfim colonizada por portugueses, a capital do Maranhão tem o teatro mais antigo do Brasil: o Teatro Arthur Azevedo, inaugurado em 1º de julho de 1817.

Além dele, vale conhecer o Centro Histórico de São Luís, considerado Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. A região abriga mais de quatro mil casarões tombados. São construções de séculos passados, período do apogeu econômico da capital maranhense.

A cidade contém o maior acervo de azulejos portugueses fora de Portugal, que revestem vários casarões históricos. Além disso, pode ser uma parada ideal antes de seguir viagem para os Lençóis Maranhenses.

Ciclo da borracha - Manaus

Localizada à margem esquerda do rio Negro e no meio da Floresta Amazônica, Manaus teve seu apogeu com por causa do látex. Apoiada na revolução financeira e econômica proporcionada pela borracha, a antiga Manaus chegou a ser a cidade mais rica do País, carregando os traços culturais, políticos e econômicos herdados dos portugueses, espanhóis e franceses.

Os casarões espalhados pelo centro retratam um pouco desse período dourado do Ciclo da Borracha e convidam os visitantes a voltarem no tempo. Um dos maiores destaques é o Teatro Amazonas, monumento erguido em 1881 para ser frequentado pela elite da belle époque e que hoje encanta os visitantes com arquitetura suntuosa no interior. Veja os principais pontos turísticos em Manaus

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia