JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Ana María B.

Chega a nova edição do Campeonato mundial de Beach Soccer

No futebol de praia: Brasil é campeão mundial absoluto

O futebol de praia (ou Beach Soccer como também é conhecido mundialmente) não tem outro campeão que o mesmíssimo Brasil, pentacampeão do mundo no futebol tradicional, consagrada no último campeonato mundial nas Bahamas em 2017. Deixando o segundo lugar para o Tahiti e o terceiro lugar para o Irã, a seleção. Naquela ultima final, o Brasil derrotou o Tahiti por 6 a zero. Tão emocionante o jogo como as comemorações pós-vitória, o Brasil sempre arrasa com a festa e a ginga brasileira, desta vez nas Bahamas. Mas o que nos aguarda para o próximo Campeonato Mundial de Futebol de Praia que será celebrado agora em 2019?

A primeira temporada realizada no Rio de Janeiro em 1995 teve o Brasil como campeão (5 vezes campeão), e EUA como vice. Para quem não poderá estar presente, opções viáveis de se acompanhar os jogos: código de bônus

Em 2019 já temos o anfitrião definido, o Paraguai albergará a decima edição desse lindo torneio. O campeonato está previsto para novembro  de 2019. O futebol como esporte mundial se consagra agora nas areias de todo o mundo.

O presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez, quis ser um dos primeiros em cumprimentar a entidade paraguaia: "Quero parabenizar a Associação Paraguaia de Futebol e o presidente Robert Harrison por acreditar neste sonho e ter conseguido a organização da primeira Copa Mundial na história do futebol paraguaio". 

Esta será a décima Copa do Mundo de Beach Soccer da FIFA, 14 anos depois acontece no Paraguai. Destacou ainda que “é o quarto mundial encomendado pela FIFA a países da CONMEBOL durante minha gestão: Mundial de Futsal 2016 na Colômbia; Mundial Feminino Sub 17, Uruguai 2018 e Mundial Sub 17 no Peru, 2019".

Com voto unânime de seus 37 membros, o Conselho da FIFA, em Kigali, Ruanda, escolheu o Paraguai como sede para o ano que vem. Assim pela primeira vez o país sediará o campeonato mais importante quanto a seleções desta disciplina.  Detalhe: A seleção espanhola lutará para ser uma das cinco seleções europeias que terão acesso a esta Copa. 

E quem diria, quem entrou pra areia agora foi nosso querido Ronaldinho Gaúcho fazendo sua estreia como jogador de futebol de praia neste domingo, dia 27, como ele mesmo havia anunciado na semana passada. Vestindo a 10 e com a faixa de capitão, o ex-atleta de futebol dividiu as atenções no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro, com Jorginho, também camisa 10, que se despediu do esporte em duelo contra o Japão, vencido por 11 a 4 pelos brasileiros.  

Antes, nos dois primeiros tempos do amistoso, Gaúcho havia tentado marcar, mas sem sucesso. Tentou de bicicleta duas vezes, de calcanhar em um lance que poderia ter simplificado, além de chutar para fora quando esteve cara a cara com o goleiro. Jorginho ainda fez seus dois últimos gols com a camisa da seleção, um de bicicleta, sua marca registrada. Jorginho recebeu homenagens na sua despedida. Os ex-jogadores Cláudio Adão e Júnior, hoje comentarista no Grupo Globo, entregaram uma placa ao camisa 10 da seleção de beach soccer. "Acho que todo atleta não é que espera este momento, mas sabe que vai chegar. Mas estou amarradão, olha quanta gente importante, falando coisas importantes.

A convite de Jorginho, que se aposentou do futebol de areia aos 44 anos, Gaúcho participou do Duelo Internacional frente aos asiáticos e até começou entre o quarteto titular. Ele aproveitou a chance na modalidade para tentar lances plásticos, brincar e dar risadas com o amigo que fazia a última partida e, de quebra, balançar as redes três vezes e dar uma assistência.

Ronaldinho descartou uma possível aventura nas areias em entrevista a outro canal disse: "Aqui é muito difícil, muito complicado. Vim porque Jorginho merece. Estou tão emocionado quanto ele. Sei que este ano vai chegar também a minha despedida (risos). É até difícil falar, aproveite, tudo que fez foi maravilhoso", completou.

No primeiro tento, anotado já no terceiro tempo, Ronaldinho tabelou com os companheiros e, com a bola no alto, deu de chapa, tirando o goleiro japonês da jogada. Depois, mais solto, fez um golaço. Recebeu passe, e emendou uma bomba antes que a bola caísse. Ele vibrou e foi bastante cumprimentado pelos companheiros. No último lance da partida, bateu colocado e fechou a conta.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia