JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 03 de agosto de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Ricardo Ritossa

Pare o mundo que eu quero descer... (será...?) [parte 3/3]

Sim, nada de excepcional. Apenas... sermos um pouco melhores a cada dia...!! Coisa aparentemente simples... mas nem tanto. Visto que essa intrincada missão - é natural - não poderia ser uma empreitada eivada de pieguice nem de falsos moralismos.

Afinal, para sermos de fato melhores como sociedade, aqueles indivíduos que isenta e demonstradamente fossem os melhores dentre nós deveriam ter, sempre, o seu distinto valor reconhecido pela coletividade... e serem, igualmente, louvados e regiamente premiados por isso. Seja, por exemplo, no caso dos professores das escolas de todos os níveis, das forças de segurança nas delegacias e quartéis, dos operários e funcionários em todo tipo de indústria e comércio, dos profissionais liberais e prestadores de serviço e, por último, mas não menos importante, no caso dos alunos em todos os níveis do ensino também.

Para sermos melhores, portanto, seja lá qual fosse a nossa atividade atual, não precisaríamos reinventar a roda. Afinal, existem pessoas, entidades, associações, livros e eventos que, ricamente, podem nos ajudar, sugerir e orientar nessa laboriosa empreitada. Para sermos melhores estudantes. Melhores profissionais. Melhores empresários. Melhores cidadãos e patriotas.

Pedir conselho e saber ouvir as pessoas certas pode ser um bom começo... se cada um de nós estiver sempre imbuído da indispensável boa-vontade em fazermos com desvelo e primor a parte que nos cabe, independentemente de como os outros a fizerem ou não.

Neste sentido, foi mais do que oportuna, aliás, a recente entrega da Comenda Professor Edson Prata em Congresso Jurídico recém-acontecido nesta cidade. Pois quando se homenageiam os mais prestantes cidadãos do presente, através da renovada memória de outros valorosos cidadãos que já partiram, está a se promover o mais prolífico e indispensável círculo virtuoso da vida.

Rendamo-nos, assim, à vigorosa força dos exemplos positivos. Dêmos, enfim, ouvidos à saudável energia dos bons conselhos. Busquemos sempre as justas e mais adequadas orientações e procedimentos para seguirmos, diuturnamente, pelos caminhos que nos sejam mais propícios para, num horizonte já não tão distante, sermos verdadeiros copartícipes dos infindáveis esforços para vivermos num país cada vez melhor.

E, ao final, com os méritos de cada um, haveremos de viver algum dia essa realidade sonhada. Mas somente se soubermos também, cada um de nós: estudantes, professores, operários, empresários, profissionais de todas as áreas, funcionários públicos e privados... melhorar a nós mesmos, um pouco a cada dia. 

(*) Consultor em investimentos e no desenvolvimento de procedimentos e projetos empresariais, profissionais e pessoais, e também na área jurídica; engenheiro mecânico pela Unicamp, advogado pela Unesp e MBA pela SDA Bocconi de Milão
gartot@uol.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia