JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 05 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Luiz Cunha

Será que você se lembra do projeto Loon?

O projeto Loon é um programa desenvolvido pela Google com o objetivo de fornecer acesso à internet em zonas mais remotas e rurais do nosso planeta. O projeto utiliza balões de alta altitude que se deslocam na estratosfera a uma altitude de 18 km, enquanto fornecem ligação wireless à internet. O programa, que teve início em 2013, utiliza balões com cerca de 15 metros de diâmetro que, graças a “complexos algoritmos e muito poder informático”, conseguem alcançar o dobro da altitude de aviões comerciais para oferecer acesso à internet com velocidades semelhantes às redes 3G de hoje. 

O projeto-piloto foi realizado na Nova Zelândia, em 2013, com cerca de 30 balões que tentariam ligar 50 pessoas à internet. O maior objetivo deste teste seria aprender como melhorar a tecnologia e design dos balões. A equipa que desenvolveu este projeto pretende lançar mais projetos-piloto em países com uma altitude semelhante à Nova Zelândia, o que inclui Chile, Argentina, Austrália e África do Sul, que são países que apresentam as condições estratosféricas ideais para este projeto da Google. 

Mike Cassidy, diretor do projeto, reconhece que a ideia pode soar um tanto louca, daí o seu nome como projeto Loon, mas confere que os balões têm um respaldo científico sólido. Segundo Astro Teller, o “capitão” de projetos da Google X, o grande desafio do projeto Loon seria a organização dos balões nas correntes de ar da estratosfera, de modo a que enquanto se movimenta, os seus aparelhos se liguem a diferentes balões para que nunca fique sem acesso à internet. O sistema utilizado pelos balões consiste numa série de antenas que se conectam a um balão, que por sua vez contata a todos os outros balões, e posteriormente, os balões se conectam a uma antena terrestre com ligação à internet. 

A Google confirma que o próximo passo será começar um debate para discutir como fazer a internet chegar a áreas remotas, de modo a conectar quase 5 bilhões de pessoas. A internet pode ser uma novidade muito importante na vida destas pessoas que antes não tinham tal luxo, e isso permitiria que esta população pudesse fazer coisas que antes seria impossível. Esta invenção da Google iria permitir que as pessoas de zonas rurais e remotas pudessem realizar todo o tipo de tarefa online, seja falar com amigos e familiares distantes, ler as notícias, ou até mesmo jogar os mais diversos e divertidos jogos online, ver filmes ou escutar suas músicas favoritas. Tudo isto no conforto das suas casas.

Mas nem tudo são boas notícias, pois já não seria a primeira vez que um destes balões cai, tendo sido registrado mais recentemente um caso em Piauí. No entanto a X confirmou que a descida do balão foi realizada de uma forma controlada e segura.

A Google necessita de permissão dos governos de todos os países em que pretende fazer circular estes balões de internet, que podem ficar em movimento por cerca de 100 dias com um sinal captado num raio de 38 quilômetros. Cassidy acredita que o seu programa fará uma grande diferença em países do hemisfério sul, onde acesso à internet pode ser tão ou mais caro que uma renda mensal.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia