JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 17 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas.

Outros Articulistas

Tem que torcer

Em tempos de pandemia o que mais se ouve são pessoas dizendo que estão torcendo para não contrair o vírus, embora estejam saindo muito, viajando bastante e se aglomerando sem máscara, de forma descuidada. Não obstante todos esses fatores adversos, estão na torcida.

Assim se comportam os seres humanos. Contrariam as evidências, negam os fatos, descartam os antecedentes, mas torcem para dar certo, porque isso é o certo a fazer, na cabeça da maioria. E criticam veementemente os que providos de razão e conhecimento não o fazem, já antevendo resultados frustrantes.

São aqueles que praticam coisas erradas e torcem para não serem descobertos. Que votam em candidatos populistas, de passado sindicalista, de anos no baixo clero na Câmara dos Deputados sem apresentar sequer um projeto relevante; com ficha de insubordinação que culminou em afastamento compulsório do Exército, e torcem para que as promessas de campanha sejam cumpridas, e que o eleito seja um liberal que vai tocar as reformas necessárias ao equilíbrio fiscal e realizar as privatizações sem ouvir as pressões dos seus antigos pares, ávidos por cargos e favores. E ai de quem não torcer para dar certo!

Há ainda aqueles na eterna torcida para que os votos dos ministros do STF Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e do novato Kassio Nunes, sejam diferentes do que sempre foram. Tem que torcer, e muito.

Deixo claro que torcida não tem nada a ver com fé. Quando oramos pela cura de alguém estamos pedindo a intercessão divina, um milagre. Tampouco me refiro aos jogos onde o imponderável fator sorte faz valer o acaso.

Nos demais casos, prudência, pesquisa e informação nos poupam tempo de torcer por aquilo que está fadado ao insucesso. Já diz o ditado de forma certeira: “é melhor prevenir do que remediar”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia