JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 16 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas.

Outros Articulistas

Tem remédio para isso?

Em tempos de notícias pandêmicas, ora aqui, ora acolá, gostaria de prescrever alguns poderosos e milagrosos remédios no combate e na prevenção de algumas enfermidades mentais.

Insta salientar que não tenho formação em Medicina, e sim vasta experiência na faculdade da VIDA e pós-graduação em Covid-19. Trabalho de Conclusão de Curso, o famoso “TCC”, num momento em que notícias de mortes, falta de leitos em hospitais e desemprego em massa são sintomas de uma sociedade em “reabilitação”.

Caro (a) leitor (a), tenho como escopo primordial receitar maneiras simples e eficazes para melhorar e prevenir doenças vividas pela população. Tais como: pensamentos negativos, tristeza e desânimo.              

Pensamentos negativos. Ora, tem remédio para isso? A cura desta enfermidade mental encontra-se na respiração. Respire suavemente e traga o pensamento para o presente. Logo após, permita-se sorrir e adicionar algumas gotas de contemplação. Contemple a beleza da natureza ou momentos de verdadeira felicidade.

Tristeza. Ora, tem remédio para isso? A poção mágica é cantar. Permita-se cantar ou assobiar uma canção. Cantarole! Permita-se soltar a voz que emana do coração e entoe com alegria.

Desânimo. Ora, tem remédio para isso? O fármaco é extraído da natureza, o Sol. Exponha-se ao Sol por 15 minutinhos e receba toda a energia abundante que fluirá diretamente em seu corpo. A exposição ao sol auxiliará na sensação de bem-estar.

Os “remédios” sugeridos acima devem estar associados a uma boa alimentação e hidratação. Alimente-se de maneira saudável. Consuma deliciosas frutas e verduras. Hidrate-se. Beba água. Sinta a maneira como a água é capaz de energizar cada célula do corpo.        

Por fim, use máscara; lave bem as mãos; use álcool gel e mantenha o distanciamento. Cuide de você. Cuide de sua saúde física e metal.

Ana Carolina Cunha de Oliveira

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia