JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 16 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas.

Outros Articulistas

59 anos da Academia

No dia 15/11/2021, nossa Academia de Letras do Triângulo Mineiro completará 59 anos de existência, conforme aqui foi decantado. Sintetizo meus cumprimentos ao nosso querido Sodalício transcrevendo a seguir palavras em “Versos à Academia” e “Ser Acadêmico(a) é...”

VERSOS À ACADEMIA
Oh querida Academia! / Que certa vez atravessei os umbrais / Aspiração sonhada por mim um dia / De sua história não quero sair jamais. Entrei em você / Você entrou em mim / Procuro cultuar o porquê / De amá-la tanto assim. / Quanto mais o tempo passa / Mais minha vinculação aumenta / Por maior esforço que eu faça / Não descreverei o que você me representa. Oh minha eterna Academia! / Onde a sublime imortalidade mora / Sabendo que não verei seus membros um dia / Meu coração em silêncio chora.
Fundada por abnegados agentes da cultura / Seus patronos escolhidos entre diamantes / Não há um que não fora seleta criatura / Escritores saudosos de vidas fulgurantes. / Casa de expoentes e nobres literatos / Poetas, prosadores, amantes da escrita / Onde encontrei os seres mais sensatos / Do pensador ao filósofo de alma bendita. / Uma de suas quarenta cadeiras / Ocupo, cônscio de que é por justiça / Em você cheguei usando boas maneiras / E seus degraus galguei sem preguiça. / Instituição perene que os tempos vai atravessando / Símbolo e essência do saber edificante / Sob a égide da conciliação segue irradiando / Mensagens de amor e paz a todo instante. (27/12/2016)
SER ACADÊMICO (A) É...
01- Sentir que ser admitido(a) na Academia de Letras do Triângulo Mineiro é acolhê-la no coração. 02- Jamais se esquecer que a condição de “imortal” implica em, antes de tudo, imbuir-se de grande responsabilidade. 03- Ter consciência de que deverá conviver harmoniosamente com seus pares até os seus últimos dias. 04- Saber que a perenidade da Academia depende da paz que deve reinar entre seus membros. 05- Ter em mente que na instituição acadêmica todos estão no mesmo plano e, em face disso, não deverá haver motivos para que nenhum de seus membros se sinta acima ou abaixo. 06- Não olvidar que os interesses da Academia devem ser defendidos com abnegação. 07- Fazer da boa conduta alto ponto de honra para enobrecer a Academia e o título de Membro Efetivo que lhe foi outorgado. 08- Cultivar o otimismo e o bom humor buscando se sentir sempre jovem, embora os anos estejam passando. 09- Conjugar o verbo fazer na primeira pessoa do plural, para que todos compartilhem das conquistas da Academia. 10- Exercer a independência e isenção, além de concorrer para que outros as exerçam. 11- Fomentar a conciliação, ainda que possam ocorrer diferenças no pensar ou sentir dos acadêmicos. 12- Lembrar sempre que a liberdade de expressão é um dos postulados inalienáveis a cumprir pelo acadêmico. 13- Reconhecer os méritos dos integrantes da Academia para que os seus, como acadêmico (a), sejam reconhecidos. 14- Nunca se esquecer de que um membro da Academia deve estar para todos, assim como todos devem estar para ele. 15- Ter no íntimo que ser acadêmico(a) é algo grandioso, porém maior ainda é exercer a humildade. (06/12/2016).
Que os próximos anos nos sejam mais promissores!
 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia